Síndrome respiratória aguda grave

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Síndrome respiratória aguda grave
Coronavirus da pneumonia atípica.
Classificação e recursos externos
CID-10 U04
CID-9 079.82
DiseasesDB 32835
MedlinePlus 007192
eMedicine med/3662
MeSH D045169

Síndrome respiratória aguda grave, síndrome respiratória aguda severa ou pneumonia atípica (geralmente abreviada SARS, do inglês Severe Acute Respiratory Syndrome) , é uma doença respiratória grave que afligiu o mundo no ano de 2003, cuja causa não foi ainda determinada (provavelmente causada por um coronavírus) mas se trata de uma grave pneumonia atípica.[1]

Causa[editar | editar código-fonte]

Vírus da Síndrome Respiratória Aguda Grave, SARS, aumentado em microscópio eletrônico

A síndrome respiratória aguda grave é uma doença viral causada pelo coronavírus Sars-CoV. Acredita-se que um novo vírus da família dos paramixovírus ou um metapneumovírus possa também estar relacionado a ela.

É menos transmissível que a gripe comum, a contaminação se dá por meio da ingestão ou aspiração de gotículas de saliva ou secreção nasal direta ou indiretamente de uma pessoa contaminada. Entre dois e dez dias, surge a manifestação dos sintomas. Eles são semelhantes aos de uma gripe comum, como dor no corpo, juntas, cabeça e garganta, e que podem ou não estar associados à diarreia, perda do apetite, mal-estar e confusão mental. Entretanto, é manifestada febre acima de 38°C e o quadro pode evoluir para tosse seca, falta de ar e, em casos mais graves, insuficiência respiratória. Em mais de 80% dos casos, após uma semana, os sintomas começam a regredir.

Sinais e sintomas[editar | editar código-fonte]

Os principais sintomas apresentados são:

  • Febre Alta;
  • Tosse;
  • Dispnéia (dificuldade na respiração);
  • Radiografias de tórax compatíveis com pneumonia viral;

Diagnóstico[editar | editar código-fonte]

O diagnóstico é clínico e inclui a análise dos sintomas e exclusão de outras doenças. Em virtude da sua incidência restrita, é importante dizer ao médico – ou que ele pergunte – se você foi a algum país da Ásia, recentemente, ou se entrou em contato com pessoas de lá. Radiografia dos pulmões e tomografia computadorizada do tórax podem ser solicitadas. Entretanto, não há, até o presente momento, exames laboratoriais que confirmem a presença do vírus.

Muitas vezes confundida com a gripe aviária, embora não seja a mesma doença, é causada pelo coronavírus (CoV SARS) tendo diagnóstico a partir de sorologia e PCR.

Epidemiologia[editar | editar código-fonte]

Países com casos de SARS em 2003. Em negro os países com casos nativos e em vermelho os com casos importados. No Brasil houveram apenas 2 casos importados.

Foi registrada primeiramente na província de Guangdong na República Popular da China em novembro de 2002, se espalhou sobretudo para partes do leste e sudeste da Ásia, bem como para Toronto no Canadá. A Organização Mundial de Saúde (OMS) emitiu somente em 2003 um alerta global em relação a Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Em 2002 e 2003 houve uma epidemia com 8422 casos e 916 mortes por SARS, a maioria em China, Sudeste asiático e Canadá. [2] Devido à sua rápida disseminação, fronteiras de todo o mundo passaram a exibir avisos sobre a doença, mobilizando seus órgãos de saúde para combatê-la pro-ativamente.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Star of life caution.svg
Advertência: A Wikipédia não é consultório médico nem farmácia.
Se necessita de ajuda, consulte um profissional de saúde.
As informações aqui contidas não têm caráter de aconselhamento.

O tratamento é focado no controle dos sintomas e recuperação da imunidade, evitando a manifestação de novas infecções e dando condições para que o organismo da pessoa combata o vírus. Em algumas situações, pode ser recomendado o uso de próteses respiratórias.

Prevenção[editar | editar código-fonte]

A prevenção inclui a detecção precoce e tratamento dos indivíduos doentes, evitando o contato com outras pessoas; e uso de EPIs, como luvas e máscaras, pelos profissionais de saúde que tenham contato próximo com pessoas acometidas.

Cultura[editar | editar código-fonte]

A doença teve repercussão internacional pois foi tema de um programa da BBC inglesa. A doença também foi tema do filme Plague City (2005), de David Wu. Com Karl Matchett e Ron White.

Referências

  1. Infopédia. "Pneumonia atípica". Consult. 23 de maio de 2014. 
  2. Chan-Yeung M1, Xu RH. SARS: epidemiology. Respirology. 2003 Nov;8 Suppl:S9-14. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15018127
Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.