Sítio Arqueológico do Lajedo de Soledade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sítio Arqueológico do Lajedo de Soledade está localizado em: Rio Grande do Norte
Sítio Arqueológico do Lajedo de Soledade
Localização de Sítio Arqueológico do Lajedo de Soledade em Apodi no Rio Grande do Norte
Lajedo de Soledade, um dos sítios arqueológicos mais importantes do Brasil.
Desenho da arara, famoso desenho rupestre do Lajedo de Soledade, Apodi, Rio Grande do Norte
Vale na região do Ravina do Peninha em Lajedo de Soledade.

O Sítio Arqueológico do Lajedo de Soledade está localizado na Chapada do Apodi no município de Apodi, no estado do Rio Grande do Norte. É uma grande área contendo arte rupestre e fósseis da Era Glacial e dos primeiros habitantes do estado.[1]

Trata-se de um conjunto de rochas calcárias formado quando o mar cobria a região. Ali foram encontrados fósseis de animais da era glacial e inscrições rupestres com idade estimada entre 3 mil e 10 mil anos.[2] É um dos sítios arqueológicos mais importantes do Brasil, está localizado na Chapada do Apodi região Oeste do Rio Grande do Norte, em Apodi, a 80 km de Mossoró.[3] Já foi tema de documentário na BBC de Londres, Reino Unido. Ocupou páginas de revistas e jornais de circulação nacional e internacional. Foi tema de inúmeras reportagens na TV e em vários outros veículos de comunicação do Brasil. 

De acordo com a Fundação dos Amigos do Lajedo de Soledade[4], entidade que mantém o local, o lugar chega a receber cerca de 7 mil visitantes por ano, onde dos quais a maioria são estudantes, professores, pesquisadores e cientistas. O sítio arqueológico por milhões de anos já foi mar e, por isso, é possível encontrar animais marinhos fossilizados na região do Lajedo, como ostras, caramujos, estrelas e ouriços-do-mar, de 90 milhões de anos. Segundo pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), foram encontrados fósseis de animais pré-históricos, como o bicho-preguiça, tatus gigantes, mastodontes e tigres-de-dente-desabre que viviam no Nordeste no período Glacial, além de pinturas rupestres. O Lajedo conta com um museu, o acervo é composto por painéis fotográficos, maquetes e utensílios de pedras usados pelos índios que habitavam a região.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Baci-4s.jpg O local possui sítio arqueológico (arte rupestre brasileira) de interesse histórico e turístico!
Ícone de esboço Este artigo sobre Rio Grande do Norte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.