Sítio do Picapau Amarelo (série animada)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sítio do Picapau Amarelo
Pirlimpimpim (PT)
Sítio do Picapau Amarelo (BR)
Informação geral
Formato Série de desenho animado
Gênero
Duração 11 minutos
Criador(es) Baseada na obra de:
Monteiro Lobato
Adaptada por:
Rodrigo Castilho
País de origem  Brasil
Idioma original Língua portuguesa
Produção
Elenco Isabella Guarnieri
Larissa Manoela
Luiza Telles Rosa
Vinny Takahashi
Renato Cavalcanti
Gessy Fonseca
Pedro Volpato
Patrícia Scalvi
Alessandra Araújo
César Marchetti
Hugo Picchi
Patrícia Pichamone
Fernanda Bock
Tema de abertura Sítio do Picapau Amarelo
Tema de
encerramento
Sítio do Picapau Amarelo
Empresa(s) de produção Mixer
Rede Globo
Exibição
Emissora de
televisão original
Cartoon Network
Rede Globo
Transmissão original 7 de janeiro de 2012 – presente
N.º de temporadas 3
N.º de episódios 78 (61 exibidos)(lista de episódios)
Cronologia
Último
Último
Sítio do Picapau Amarelo (série de 2001)
Próximo
Próximo

Sítio do Picapau Amarelo é uma série animada brasileira baseada na série de livros homônima de Monteiro Lobato. Produzida pela Rede Globo e pela produtora Mixer[1] , foi exibida pela primeira vez em 7 de janeiro de 2012. Cada episódio foi realizado tanto a partir dos livros de Monteiro Lobato quanto de roteiros originais. .[2]

Antes de seu lançamento, também foi lançada pela Globo.com a comunidade virtual "Mundo do Sítio", que apresentava ao público a nova encarnação dos personagens.A série também passou a ser exibida pelo Cartoon Network do Brasil a partir de 15 de abril de 2012.

Posteriormente em Portugal Pirlimpimpim foi exibido na SIC K e agora está no Canal Panda.

Antecedentes e produção[editar | editar código-fonte]

A série começou a ser produzida em outubro de 2010 pela Rede Globo e Mixer. É a segunda série de animação realizada pela Mixer, após Escola pra Cachorro.[1] O character design dos personagens foi criado pelo desenhista Bruno Okada,[3] [4] escolhido em um concurso promovido pela Globo. A direção é de Humberto Avelar (Juro que Vi), e os serviços de animação foram realizados pelos estúdios cariocas 2DLab (temporadas 1 e 2) e Split/Animatório Content (temporada 3).

A técnica de animação usada para essa nova versão do Sítio é chamada "cut out", a mesma utilizada no desenho animado A Mansão Foster Para Amigos Imaginários. Cada episódio da série levou cinco semanas para ficar pronto.[3]

Emília (personagem), Rabicó, Narizinho, Visconde e Pedrinho, no episódio "As Promessas de Rabicó".

Diferente dos livros de Monteiro Lobato, a animação não contém violência, como lutas, tiros ou "cabeças explodindo", mas conta com bastante ação.[3] Segundo Tiago Mello, diretor executivo da Mixer, "difícil foi transformar histórias de 40 minutos na TV em episódios de 11 minutos, tempo médio da animação";[1] "Mas deu certo. Os personagens já têm suas versões em animação, e a família de Monteiro Lobato está aprovando as sinopses dos episódios".[1]

Mello ainda explicou que resquícios escravocratas de referência a personagens negros como Tia Nastácia, como os apresentados no livro Caçadas de Pedrinho,[5] [6] não serão apresentados nesta versão.[7] Outra mudança foi na forma como os personagens utilizam o pó de pirlimpimpim. "No original, eles aspiravam o pó e "viajavam". Na versão dos anos 80, eles jogavam o pó uns sobre os outros."[7] Agora na versão animada, o pó de pirlimpimpim cobre a tela inteira de uma cena e teleporta os personagens para o outro ambiente.

A música de abertura é a mesma cantada por Gilberto Gil para as séries anteriores em live action. Gil teve que cantar a música em um arranjo bem mais acelerado, adaptado ao tom da animação.[3] O orçamento foi de 4 milhões de reais, produzidos por meio da Lei Audiovisual.[1] Sendo que parte do investimento foi realizado pela Globo,[2] detentora dos direitos de licenciamento da obra de Monteiro Lobato. Outro ponto que incentivou a produção da animação é a possibilidade de ser exibida internacionalmente com dublagem em outras línguas.[1] Os herdeiros de Monteiro Lobato também participaram na atualização dos personagens e na aprovação das sinopses dos episódios.[8]

Em maio de 2012, foi anunciado a produção da segunda temporada da série[9] com 26 episódios adicionais.[10] E em dezembro de 2013, a Ancine aprovou a captação de mais 5,3 milhões de reais para a produção de outros 26 episódios,[11] correspondentes à terceira temporada.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Personagens ganharam novo visual e foram animados na técnica cut out.

Principais[editar | editar código-fonte]

  • Emília - Uma boneca de pano falante, irreverente e divertida. Nessa versão em desenho a Emília usa um vestido amarelo e vermelho, inspirado bastante no vestido usado na versão com atores de 2001 à 2005. Segundo o episódio "O Bolo da Tia Nastácia" Emília não sente gosto de comidas, diferente de como ela já foi mostrada nas versões anteriores da série com atores, ou mesmo nos livros originais, onde Lobato diz que Emília não precisa comer, e quando come, é "de mentirinha" por ser uma boneca. Na série animada Emília teve sua voz feita pela jovem dubladora Isabela Guarnieri (filha de Tatá Guarnieri). Isabela disse em uma entrevista para o programa "Madrugada Vanguarda" que se inspirou no trabalho da atriz Isabelle Drummond, que interpretou a personagem entre 2001 e 2006 na série com atores da Globo.
  • Visconde de Sabugosa - Um sábio boneco feito de de sabugo de milho. No livro original "Reinações de Narizinho" o Visconde foi construído por Pedrinho, porém, no episódio "A Pílula do Doutor Caramujo" da série animada, Tia Nastácia disse ter feito ele (que é um pouco parecido como era no Sítio dos anos 70, onde Tia Nastácia também construiu o boneco como um presente para Pedrinho). No desenho a voz do Visconde é feita pelo dublador César Marchetti, que faz a voz do personagem com um forte sotaque de São Paulo, com bastante ênfase nas letras "R" e "L" finais. Uma curiosidade é que este sotaque foi criado originalmente na série em "live action", pelo ator Aramis Trindade, que fez o papel do Visconde durante os anos de 2005 e 2006. Assim também como nas temporadas de 2005 e de 2006, na versão em desenho animado do Sítio, o Visconde respeita, e obedece sem reclamar a tudo o que Emília lhe pede, como acontece no episódio "As Tarefas do Visconde". Porém, a boneca não o trata com violência ou ameaças como fazia em 2005 e 2006 (onde o Visconde além de respeitar muito a boneca, tinha bastante medo dela, quase sempre se referindo a ela como "Marquesa"), ou mesmo em algumas histórias dos livros originais de Monteiro Lobato, onde ela o ameaça de ser "depenado" (arrancar seus braços e pernas). Isso é devido ao fato de que na série em desenho, os "maus comportamentos" da Emília foram amenizados. Alguns podem pensar que o Visconde parece ter uma queda por Emília no desenho, devido ao episódio "O Futuro do Rabicó", onde ele se encolhe e dá risadinhas depois de ganhar um beijo na bochecha pela Emília. Porém essa reação dele está mais próxima de uma reação de afeto e timidez, sendo que o Doutor Caramujo também agiu da mesma forma no episódio "O Mistério do Reino das Águas Claras", depois de ser beijado no rosto pela Narizinho.
  • Narizinho e Pedrinho - As crianças que protagonizam as histórias. Os dois são primos, e vivem muitas aventuras no Sítio, junto de Emília e Visconde. De acordo com os livros e as séries com atores, o Pedrinho mora na cidade grande com seus pais, e passa as férias no Sítio da avó. Apesar disso, no desenho nunca foi mostrado o Pedrinho chegando ao Sítio vindo da cidade grande, mas é mostrado apenas que ele está vivendo lá, sob os cuidados de Dona Benta e Tia Nastácia. Já a Narizinho, tanto nos livros quanto nas séries de TV, ela sempre foi mostrada morando no Sítio sem seus pais, o que leva a crer que ela é órfã. Na primeira temporada as vozes de Narizinho e Pedrinho foram feitas respectivamente pelos atores, e dubladores mirins, Larissa Manoela e Vini Takahashi, porém na segunda temporada ambos foram substituídos por Luiza Telles Rosa e Pedro Volpato.
  • Dona Benta - Avó de Pedrinho e Narizinho, e dona do Sítio do Picapau Amarelo. A voz de Dona Benta, na série animada, foi feita pela dubladora e atriz Gessy Fonseca, que por coincidência também havia feito a voz da personagem em uma rádio-novela.
  • Tia Nastácia - A cozinheira do Sítio. Foi ela quem fez a boneca Emília como um presente para Narizinho. Na versão em desenho ela também construiu o Visconde de Sabugosa para Pedrinho.
  • Rabicó - O porquinho guloso de estimação da Narizinho. Ele morre de medo da Tia Nastácia, pois teme que um dia ela o coloque na panela. Ele também é medroso, comilão e ingênuo, e assim como a Emília e o Visconde, ele também fala. No desenho é dublado por Hugo Picchi, que também faz a voz do Doutor Caramujo na série animada. Uma curiosidade é que na maioria dos episódios da versão em desenho, o Rabicó fala com a voz mais fina, porém no primeiro episódio a voz dele era mais grossa. Isso também aconteceu na série com atores de 2001 até 2006, onde o Rabicó foi dublado por Mário Jorge de Andrade. Em 2001, Mário Jorge fazia uma voz bem mais grossa para o Rabicó, porém com o passar dos capítulos e dos anos, ele passou a fazer uma voz cada vez mais fina, até o ano de 2006. Durante essa época o boneco do Rabicó era manipulado por Aline Mendonça.
  • Cuca - A principal vilã da série. A Cuca é uma Bruxa em forma jacaré fêmea, com uma vasta cabeleira loira. A versão da série animada tem o visual inspirado na Cuca de 2005, com os cabelos bagunçados, e uma barriga listrada. Ela é temida por todas as crianças, principalmente as do Sítio de Dona Benta. Ela é introduzida no episódio "Um Grande Aventureiro", em que ela prende o Capitão dos Couraceiros em sua caverna, e Pedrinho tende ir salva-lo. Sua caverna é localizada no final da mata do Capoeirão dos Tucanos. No desenho ela é dublada por Alessandra Araújo.

Recorrentes[editar | editar código-fonte]

  • Príncipe Escamado - É o príncipe do Reino das Águas Claras, um garoto com corpo de peixe, amigo de Narizinho.
  • Dr. Caramujo - (Hugo Picchi) É o médico do Reino das Águas Claras e o responsável por fazer Emília ganhar vida com uma pílula mágica. Como seu nome sugere ele é um caramujo.
  • Capitão dos Couraceiros - É um caranguejo capitão da guarda do Reino das Águas Claras. É sempre acompanhado por seus soldados camarões.
  • Dona Aranha - É uma aranha conhecida como a maior costureira do Reino das Águas Claras. A sua maior rival é a Dona Peçonhenta.
  • Saci - O famoso personagem do folclore, um garoto negrinho de uma perna só que adora pregar peças e é amigo do Pedrinho. Ele é introduzido na 2ª temporada.
  • Tio Barnabé - É o velho roceiro do sítio que trabalha nas plantações da fazenda. É também introduzido na 2ª temporada embora já tenha sido mencionado antes disso na 1ª como mostrado nos episódios "A Fuga de Emília" e "Uma Boneca sem Paciência".
  • Conselheiro - É um cavalo esperto que ajuda as pessoas. Ele é introduzido na terceira temporada.
  • Iara - É a sereia dos lagos. Ela tenta conquistar o coração do Príncipe Escamado. Ela é introduzida na terceira temporada.
  • Quindim - É o rinoceronte que fugiu do circo. Ele é introduzido na terceira temporada.

Dublagem[editar | editar código-fonte]

As gravações de voz do desenho foram realizadas em São Paulo, pelo estúdio Ultrassom, com direção de voz e de casting de Melissa Garcia. Sua dublagem foi toda feita antes da animação, servindo de base para a produção do desenho animado.[12] Gessy Fonseca, a voz de Dona Benta, já atuou no papel da personagem em um programa de rádio de 1943, chegando a conhecer Monteiro Lobato.

Elenco de vozes[editar | editar código-fonte]

  • Dona Benta - Gessy Fonseca[13]
  • Tia Nastácia - Patrícia Scalvi (1ª e 2ª temporada) / Patrícia Pichamone (3ª temporada)
  • Narizinho - Larissa Manoela (1ª temporada) / Luiza Telles Rosa (2ª e 3ª temporada)
  • Pedrinho - Vini Takahashi (1ª temporada) / Pedro Volpato (2ª temporada) / Renato Cavalcanti (3ª temporada)
  • Emília - Isabella Guarnieri
  • Visconde e Tio Barnabé - César Marchetti
  • Rabicó e Doutor Caramujo - Hugo Picchi
  • Cuca - Alessandra Araújo
  • Saci - Fernanda Bock
  • Príncipe Escamado - Daniel Figueira / Matheus Moreira
  • Dona Aranha - Zayra Zordan
  • Capitão dos Couraceiros - Nestor Chiesse

Mundo do Sítio[editar | editar código-fonte]

A Editora Globo e a Globo Marcas mantiveram entre os anos de 2012 e 2015 a comunidade virtual "Mundo do Sítio", com jogos e atividades educativas voltadas para crianças de cinco a dez anos.[14] [15] Considerada a primeira rede social infantil do Brasil,[16] o site apresentava mais de 20 atividades[17] , sendo parte disponível mediante assinatura.[17] O design dos personagens apresentado no Mundo do Sítio (e em peças derivadas de merchandising) era o conceito original realizado por Bruno Okada, o qual passou por leves modificações para a série animada.

Exibição Internacional[editar | editar código-fonte]

País Canal Título Estreia
 Brasil Rede Globo Sítio do Pica-pau amarelo 8 de janeiro de 2011
Cartoon Network 17 de abril de 2011
Tooncast 5 de novembro de 2012
 Argentina Tooncast
Boomerang
El Rancho del Pájaro Amarillo 5 de novembro de 2012
2 de fevereiro de 2013
 Bolívia
 Chile
 Colômbia
Costa Rica
Equador
Honduras
 México
 Panamá
Paraguai
 Peru
Uruguai
 Venezuela
 Bolívia
Honduras

Recepção[editar | editar código-fonte]

A série teve ótima recepção entre o público e fãs de Monteiro Lobato, embora críticas pontuais questionem o tom excessivamente infantil e formulaico em relação às séries anteriores. No Cartoon Network, o título chegou a figurar entre os 10 programas mais vistos no canal, ao lado de Hora de Aventura, Apenas um Show, O Incrível Mundo de Gumball e Turma da Mônica.[18] Além disso, sua exibição em outros países da América Latina permitiu ser premiada no Chile como a melhor série animada latino-americana, no Festival Internacional de Animação Chilemonos de 2014.[19]

Referências

  1. a b c d e f Keila Jimenez (14/03/2010). Globo ressuscita "Sítio do Picapau Amarelo" como animação Folha Online.
  2. a b Sítio do Picapau Amarelo em versão animada estreia em janeiro 15 de dezembro de 2011 (Estadão). Visitado em 21 de janeiro de 2012.
  3. a b c d Casaletti, Danilo (Revista Época). "Sítio do Picapau Amarelo" ganha versão em desenho animado para a TV 6 de janeiro de 2012. Visitado em 21 de janeiro de 2012.
  4. Marcus Ramone (19/12/2011). Animação do Sítio do Picapau Amarelo estreia no próximo mês Universo HQ.
  5. CNE quer que Monteiro Lobato com trechos racistas tenha nova edição 30 de outubro de 2010 (G1). Visitado em 21 de janeiro de 2012.
  6. Academia Brasileira de Letras é contra tentativa de censurar livro de Monteiro Lobato 5 de novembro de 2010 (O Globo). Visitado em 21 de janeiro de 2011.
  7. a b Padiglione, Cristina (Estadão). Sítio vira animação na Globo, sem resquício escravocrata 1 de novembro de 2010. Visitado em 21 de janeiro de 2012.
  8. Menegueço, Bruna. Sítio do Picapau Amarelo volta ao ar, agora em desenho animado. Visitado em 21 de janeiro de 2012.
  9. ,MIGUEL,Luan. Título não preenchido, favor adicionar 25 de maio de 2012. Visitado em 02 de julho de 2012.
  10. Ricco, Flávio. ""Sítio" vai ganhar nova edição em desenho animado" 25 de maio de 2012. Visitado em 26 de julho de 2012.
  11. NaTelinha. Animação do 'Sítio' terá terceira temporada; desenho pode sair da Globo. Visitado em 2015-07-28.
  12. Gazetaweb. Sítio do Picapau Amarelo volta ao ar como desenho animado 13 de dezembro de 2011. Visitado em 2014.
  13. Sítio do Picapau Amarelo ganha sua versão em desenho 22 de dezembro de 2011 (Revista Caras). Visitado em 21 de janeiro de 2012.
  14. Editora Globo lança comunidade virtual Mundo do Sitio 16 de maio de 2011 (Propmark). Visitado em 21 de janeiro de 2012.
  15. O Sítio do Picapau Amarelo versão 2.0 6 de janeiro de 2011 (Revista Época). Visitado em 21 de janeiro de 2011.
  16. Lançada a primeira rede social infantil do Brasil 5 de abril de 2011 (Globo Rural Online). Visitado em 21 de janeiro de 2012.
  17. a b Neto, Dorly (Techtudo). Por dentro do “Mundo do Sítio” 13 de abril de 2011. Visitado em 21 de janeiro de 2012.
  18. http://anmtv.xpg.uol.com.br/cartoon-network-audiencia-e-maior-que-a-dos-canais-abertos/
  19. http://anmtv.xpg.uol.com.br/sitio-do-picapau-amarelo-e-premiada-em-festival-chileno/