Sítio geológico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Sítio geológico, (também "geo-sítio", ou ainda "geossítio"), é um lugar de particular interesse para o estudo da geologia, notável sob o ponto de vista científico, didático ou turístico, seja pela singularidade de suas formações geológicas ou da natureza mineral do subsolo seja por seu valor paleontológico.

No sentido mais amplo, corresponde aos geoparques e no sentido mais estrito, designa um determinado e específico lugar ou formação dentro destes.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil , cabe à SIGEP fazer a criteriosa inventariança e divulgação dos geossítios notáveis para efeitos de eventuais políticas de proteção ou conservação, inclusive proposição à UNESCO para a outorga do título de Patrimônio Mundial. São exemplos de geossítios brasileiros o Geoparque Arouca, Parque Estadual de Vila Velha, as Cataratas do Iguaçu,etc.

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

Conhal do Arneiro visto do Castelejo, com as Portas de Ródão em fundo

Em Portugal o mais conhecido geoparque é o Geoparque Naturtejo da Meseta Meridional, que se estende pela área composta pelos municípios de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Nisa, Oleiros, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão, apresentando um vasto património geomorfológico, geológico, paleontológico e geomineiro.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]