Sónia Brazão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sónia Brazão
Nome completo Sónia Margarida Miranda da Fonseca
Nascimento 1 de fevereiro de 1975 (44 anos)
Lisboa
Residência Portugal
Nacionalidade portuguesa
Ocupação Atriz, bailarina, cantora, apresentadora de TV, modelo

Sónia Margarida Miranda da Fonseca (Lisboa, 1 de Fevereiro de 1975)[1], mais conhecida como Sónia Brazão, é uma atriz portuguesa. Também já foi apresentadora de televisão, cantora e modelo.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Começou a dançar com apenas oito anos de idade. Formou-se num conservatório, onde entrou aos doze anos, tendo estuda ballet clássico e danças modernas e contemporâneas. Aos dezanove anos, uma lesão num joelho impediu-a de trabalhar nessa na área da dança durante um ano, durante o qual foi vendedora numa loja. Integrou o coro do grupo A Fúria do Açúcar e o girl group Tentações. Viveu durante um ano na Figueira da Foz.

Prisão[editar | editar código-fonte]

A 3 de junho de 2011,ficou ferida numa explosão de gás na sua casa em Algés, tendo ficado com queimaduras graves em quase todo o corpo[2]. No momento da explosão, Sónia Brazão teria uma taxa de álcool no sangue de 4,27 g/l[3]. A explosão provocou estragos no valor de 320 mil euros, que as seguradoras (Império Bonança e Seguros Tranquilidade) andaram anos a tentar cobrar, depois do tribunal ter dado Sónia Brazão como culpada da mesma.[4] A 18 de julho de 2011 teve alta, abandonando, um mês depois de ter sido internada, o Hospital de São José, em Lisboa.[5]

Em maio de 2012, o Ministério Público decidiu acusá-la do crime de libertação de gases asfixiantes e explosão, que poderia ser punido até oito anos da cadeia[6]. O início do julgamento teve lugar a 1 de outubro de 2013[7]. O Ministério Público pediu uma pena de prisão não inferior a quatro anos para Sónia, por considerar que a atriz, numa tentativa de suicídio, provocou a explosão do seu apartamento[8]. Em novembro de 2013, a atriz foi condenada a três anos de prisão com pena suspensa pela explosão do seu apartamento. O Tribunal de Oeiras considerou que a atriz agiu com dolo ao ligar os bicos do fogão e considerou provado que esta quis pôr termo à vida. Para a procuradora do Ministério Público, apenas se aceitaria a suspensão se Sónia tivesse acompanhamento médico psiquiátrico por todo o período que for determinada a suspensão[9]. A 22 de outubro de 2014, Sónia Brazão foi declarada insolvente, depois de ter apresentado em tribunal provas da falta de rendimentos, o que a impede de liquidar as suas dívidas.

Retorno[editar | editar código-fonte]

Desde 2011 sem trabalho como atriz, o mês de janeiro de 2019 marcou o regresso de Sónia Brazão à área da representação, com a peça teatral Procuro o Homem da Minha Vida. Marido Já Tive, no Auditório Municipal Eunice Muñoz, em Oeiras.[10]

Carreira artística[editar | editar código-fonte]

Depois de um casting para um programa de televisão, foi convidada para participar num espectáculo de vaudeville em Lisboa e, pouco depois, integrou a grupo feminino Tentações. Figura alta e elegante, cativou as atenções. Em 2002, foi apresentadora da campanha política do PSD.

As suas participações televisivas foram as seguintes:

Referências

  1. «Sónia Brazão: a actriz que começou pela dança - JN». jn.pt. 2011. Consultado em 7 de junho de 2011 
  2. publico.pt (3 de junho de 2011). «Actriz Sónia Brazão com queimaduras muito graves e prognóstico reservado». Consultado em 4 de junho de 2011. Arquivado do original em 6 de junho de 2011 
  3. «Explosão. Sónia Brazão tinha 4,27 g/l de álcool no sangue» 
  4. «Sónia Brazão sem casa e sem dinheiro» [ligação inativa]
  5. Jornal de Notícias (18 de julho de 2011). «Sónia Brazão já saiu do hospital». Consultado em 18 de julho de 2011 
  6. «Sónia Brazão acusada de crime de libertação de gases asfixiantes». Arquivado do original em 26 de junho de 2012 
  7. Graciosa Silva (1 março 2013). «Julgamento de Sónia Brazão adiado para 1 de outubro». Diário de Notícias. Arquivado do original em 5 de outubro de 2013 
  8. «Ministério Público pede prisão efetiva para Sónia Brazão». Arquivado do original em 31 de outubro de 2013 
  9. «Sónia Brazão condenada a três anos de prisão» 
  10. «"Procuro o homem da minha vida. Marido já tive" estreia esta semana em Oeiras». New In Oeiras. 2 de fevereiro de 2019. Consultado em 29 de janeiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]