SATEC

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
SATEC
Missão
Operação Brasil INPE
Contratantes principais Brasil INPE
Tipo de missão Observação da Terra
Planeta orbitado Terra
Lançamento 25 de agosto de 2003
Veículo de Lançamento Brasil VLS-1 V3
Local do Lançamento Brasil Centro de Lançamento de Alcântara, Maranhão
Fim da missão 23 de agosto de 2003
NSSDC/COSPAR ID F20030822A[1]
Massa 65,0 kg
Resultado Falha (Acidente de Alcântara)
Elementos Orbitais
Tipo Órbita heliossíncrona
Inclinação 15º
Apogeu 750 km
Perigeu 750 km
Período orbital 100,0 minutos
Excentricidade 0,00000

O Satélite Tecnológico ou SATEC foi um microssatélite de aplicações científicas, projetado, desenvolvido, construído e testado por técnicos, engenheiros e cientistas brasileiros trabalhando no INPE.[2]

Características[editar | editar código-fonte]

O objetivo primário do SATEC era testar os equipamentos tecnológicos embarcados no VLS, fornecendo mais informações para futuras aplicações.[2]

O satélite científico SATEC possuia as seguintes características:[2]

Gerais[editar | editar código-fonte]

  • Formato: paralelepípedo com 61 x 66 x 66 cm
  • Massa: 65 kg
  • Órbita: heliossícrona
  • Estabilização: por rotação a 120 rpm
  • Precisão: 1 grau
  • Altitude: 750 km

Carga útil[editar | editar código-fonte]

A instrumentação embarcada no SATEC era a seguinte:[2]

  • Gerador solar: células de Silício gerando 20 W
  • Bateria: Tipo NiCd - 5 Ah
  • PCU: com tecnologia serie linear
  • Receptor GPS: adaptado para as condições de Vôo
  • Transmissor: Banda S com modulação BPSK

Missão[editar | editar código-fonte]

O SATEC, que tinha uma vida útil estimada de seis meses, foi perdido na explosão do veículo lançador VLS-1 V3, em 23 de Agosto de 2003 numa explosão, três dias antes da data prevista para o lançamento.[2] Esse evento veio a ficar conhecido como Acidente de Alcântara.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Wade, Mark. «SATEC». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 26 de julho de 2013. 
  2. a b c d e «Satélites desenvolvidos no Brasil serão lançados ainda este ano». Inovação Tecnológica. 30 de abril de 2003. Consultado em 26 de julho de 2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]