Copacabana (escola de samba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de SBCR Copacabana)
Ir para: navegação, pesquisa
Copacabana
Fundação 2 de fevereiro de 1962 (55 anos)[1][2]
Cores

Azul

Rosa

Branco
Símbolo Sereia[1]
Bairro Bom Jesus[3]
Presidente Dalvanice Barbosa[4]
Carnavalesco Bira Borba, Latinha, Márcio Vieira, Luciano e Hélio Garcia[4]
Intérprete oficial Xandi Correa[4]
Diretor de carnaval Hélio Garcia[4]
Diretor de bateria Eliezer[4]
Mestre-sala e porta-bandeira Aderson dos Anjos e Daiane[4]
Desfile de 2017
Enredo Sou Nagô... Na Bahia cheguei... Da culinária brasileira participei!

S.B.C.R. Associação Comunitária Copacabana é uma escola de samba de Porto Alegre.[5]

História[editar | editar código-fonte]

A Copacabana foi fundada em 2 de fevereiro de 1962, por ex-integrantes da Estácio de Sá da Vila Jardim. Sua sede localiza-se no bairro Bom Jesus. No ano de 2007, a escola fez um protesto contra a falta de recursos financeiros e desfilou sem fantasias e alegorias; a entidade foi desclassificada e a partir de 2008 não participou dos desfiles em Porto Alegre[6]. Em 2011, após três anos afastada, a escola retornou aos desfiles no Grupo de Acesso.[7].

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Ziláh Barbosa (D. Ziláh) 2014
Dalvanice Barbosa 2015-atualidade [4]

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor de harmonia Mestre de bateria Ref.
2014 Hélio Garcia [8]
2015 Hélio Garcia Eliezer [4]


Porta-estandarte[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2013 Carol Dantas [9]
2015

Casal de mestre-sala e porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2012 Nathyele e Adriano(Nego) [8]
2015 Aderson dos Anjos e Daiane [4]

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Copacabana
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Intérprete Ref.
1964 Coquetel de fantasias [10]
1965 Céu, mar e terra. [10]
1973 Abolição da escravatura. [10]
1974 As sete maravilhas de Picasso! [10]
1975 O Reino das Amazonas [10]
1976 Os velhos carnavais [10]
1977 Campeã II Viagem ao fundo do Mar. [10]
1978 Vida e glória de Carmem Miranda [10]
1979 Bela Adormecida. [10]
1980 Mundo submerso do samba. Cláudio Barulho [10][10][11]
1983 O mundo maravilhoso do samba. Mestre Chico [10][10][12]
1984 4º lugar 1B Ilha do Sol, paraíso de Luz del Fuego! Zé Cabeça [10][10][13]
1985 8º lugar 1B Brasil, carnaval maravilha. Zé Cabeça [10][10][14]
1986 6º lugar II Para que tristeza, se o sorriso não paga imposto. [10]
1987 7º lugar II
1989 Vice-campeã II Carnavais do Mestre Chico do Pandeiro. [10]
1990 Vice-campeã II Saudoso Roxo, que te quero Roxo. Evandro Barbosa [5]
1991 7º lugar 1B E o Brasil dançou... Evandro Barbosa [5]
1992 9º lugar 1B Samba, suor e lágrimas. Evandro Barbosa [5]
1993 3º lugar II Noites de Lua do Piston da Copacabana. Daniel Borges [5]
1994 3º lugar II Carnavaleando com Pernambuco. Evandro Barbosa [5]
1995 5º lugar II Uma linda Sereia em rosa, azul e branco. Alvino Machado [5]
1996 6º lugar Intermediário-B O canto e o encanto do Uirapuru. Evandro Barbosa [5]
1997 7º lugar Intermediário-B A tradição da Cavalhada. Watusy Barbosa e Sérgio Peixoto [5]
1998 7º lugar Intermediário-B Sois rei, sois rei! (Claro que sou!) Vera Santos e Sérgio Peixoto [5][15]
1999 Campeã Intermediário-B Viu no que deu, Noé! Sérgio Peixoto Xandi Correa [5][16]
2000 Vice-campeã Intermediário-A Sabe a última do papagaio? Claro! Virou enredo de escola de samba. Sérgio Peixoto Márcio Medina [3][17][18]
2001 Vice-campeã Intermediário-A Escrava Teodora, que sabia mais que o Sábio sabia! Sérgio Peixoto Márcio Medina [19][20]
2002 6º lugar Intermediário-A Nobres e plebeus, embarquem com a Sereia nessa história embriagante e nessas águas borbulhantes. Sandrinho Gessé [10][21]
2003 5º lugar Intermediário-A Doutor, que saúde! [22]
2004 Vice-campeã A Histórica, farrapa e turística. Laguna, um eterno paraíso. Xandi Correa [23]
2005 7º lugar A O Guerreiro dos Deuses, o Dom da Força Negra. Leandro SB [10][10][24]
2006 6º lugar B O maravilhoso Mundo do Mágico de Oz. Kenny Bastos [25][26]
2007 Desclassificada Acesso Por um mundo melhor. Flavio Junior [27][28]
2011 4º lugar Acesso Eu era feliz e não sabia. Xandi Correa [29][30]
2012 6º lugar Acesso Domingo é tri legal! Xandi Correa [8]
2013 Campeã Acesso Lendas e Mistérios da Amazônia Brasileira. Reinaldo Oliver Xandi Correa [31][32]
2014 Campeã A Se eu for falar de Portela, não vou terminar. Reinaldo Oliver Mauricio Azevedo [33][34]
2015 10º lugar Especial No ritmo do Carimbó, Copacabana apresenta Santa Maria do Belém do Grão Pará Bira Borba, Latinha, Márcio Vieira, Luciano e Hélio Garcia Xandi Correa [4][35][36][37]
2016 6º lugar Grupão Quem foi rei nunca perde a majestade: A sereia canta Fábio Verçoza Evandro Medina [38][39][40]
As escolas da Série Prata não desfilaram em 2017.[41]

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • Campeã do Grupo II: 1977[10]
  • Campeã do Intermediário - A: 2014
  • Campeã do Intermediário - B: 1999[42]
  • Campeã do Grupo de Acesso: 2013

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Estandarte de Ouro
Grupo de acesso
  • 2012: Bateria e velha guarda.[43]
  • 2013: Bateria, harmonia, samba-enredo, enredo, evolução, velha guarda, porta-estandarte, passista masculino, passista feminino, interprete, ala de passo marcado, ala, diretor de carnaval e presidente.[44]
Grupão
  • 2016: Bateria.[45]
Grupo Especial
  • 2015: Samba-enredo.[46]

Referências

  1. a b «Escolas». Correio do Povo. 11 de fevereiro de 2002. Consultado em 26 de março de 2010 
  2. «Perfil das escolas do Grupo A de Porto Alegre». Correio do Povo. 7 de fevereiro de 2005. Consultado em 26 de março de 2010 
  3. a b «Carnaval 2000 - Copacabana». Prefeitura de Porto Alegre. Consultado em 3 de abril de 2011. Cópia arquivada em 18 de fevereiro de 2003 
  4. a b c d e f g h i j Renato Dornelles (27 de janeiro de 2015). «Copacabana quer ficar». Porto Alegre: Grupo RBS. Diário Gaúcho (em Língua portuguesa). 15 (4601). 4 páginas. Consultado em 27 de janeiro de 2015 
  5. a b c d e f g h i j k Maia, Sandra (2000). Escolas de Samba e Tribos do Carnaval de Porto Alegre (PDF). Porto Alegre: Prefeitura de Porto Alegre. p. 156. Consultado em 25 de fevereiro de 2010 
  6. «Protesto desclassifica Copacabana». Prefeitura de Porto Alegre. Consultado em 22 de setembro de 2008 
  7. «A Copacabana Está De Volta Ao Nosso Carnaval». AECPARS. Consultado em 24 de março de 2010 
  8. a b c «Copacabana». Prefeitura de Porto Alegre. Consultado em 6 de janeiro de 2012 
  9. http://www.baticumbum.com.br/2013/04/os-premiados-com-o-estandarte-2013.html
  10. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w «Copacabana». Portal Brasil Carnaval. Consultado em 17 de abril de 2011. Cópia arquivada em 22 de fevereiro de 2009 
  11. «LP 1980». Porto na Folia. Consultado em 30 de janeiro de 2016 
  12. «LP 1983». Porto na Folia. Consultado em 30 de janeiro de 2016 
  13. «LP 1984». Porto na Folia. Consultado em 30 de janeiro de 2016 
  14. «LP 1985». Porto na Folia. Consultado em 30 de janeiro de 2016 
  15. «Escolas». Correio do Povo. 22 de fevereiro de 1998. Consultado em 26 de março de 2010 
  16. «Escolas». Correio do Povo. 14 de fevereiro de 1999. Consultado em 26 de março de 2010 
  17. «Escolas». Correio do Povo. 6 de março de 2000. Consultado em 26 de março de 2010 
  18. «CARNAVAL 2000». Prefeitura de Porto Alegre. Consultado em 13 de janeiro de 2016 
  19. «Escolas». Correio do Povo. 6 de fevereiro de 2001. Consultado em 26 de março de 2010 
  20. «Sereia da Copacabana encanta foliões». Correio do Povo. Consultado em 24 de janeiro de 2016 
  21. «CARNAVAL 2002». Prefeitura de Porto Alegre. Consultado em 19 de janeiro de 2016 
  22. «Escolas». Correio do Povo. 3 de março de 2003. Consultado em 26 de março de 2010 
  23. «Grupo A». Correio do Povo. 24 de fevereiro de 2004. Consultado em 26 de março de 2010 
  24. «CD 2005». Porto na Folia. Consultado em 30 de janeiro de 2016 
  25. «Disputa será grande neste domingo». Correio do Povo. 26 de fevereiro de 2006. Consultado em 26 de março de 2010 
  26. «Kenny Bastos: ... um gaúcho da gema!». Setor 1 rs. 27 de outubro de 2014. Consultado em 4 de dezembro de 2016 
  27. «Copacabana protesta e não desfila com toda a escola». Prefeitura de Porto Alegre. Consultado em 26 de março de 2010 
  28. «Copacabana». PMPA. Consultado em 3 de dezembro de 2016 
  29. «Copacabana em 2011 manda a mensagem: Eu Era Feliz Não Sabia!!!». AECPARS. Consultado em 14 de maio de 2010 
  30. «Tribos e Escolas Integrantes do Grupo de Acesso 2011». Prefeitura de Porto Alegre. Consultado em 2 de abril de 2011 
  31. Waskow, Denise (7 de fevereiro de 2013). «Fora da elite, dentro da folia». Diário Gaúcho: 6-7. Consultado em 7 de fevereiro de 2013 
  32. «Samba Puro desfila no Grupo Especial de Porto Alegre em 2014». Diario Gaúcho. 12 de fevereiro de 2013. Consultado em 12 de fevereiro de 2013 
  33. «Os enredos do Carnaval 2014 de Porto Alegre». AECPARS. Consultado em 30 de novembro de 2013 
  34. «Copacabana é campeã do Intermediário A e está na elite do Carnaval». Correio do Povo. 4 de março de 2014. Consultado em 4 de março de 2014 
  35. «Primeira noite de desfiles do carnaval empolga o público em Porto Alegre». G1. 13 de fevereiro de 2015. Consultado em 15 de fevereiro de 2015 
  36. «Cinco escolas abrem carnaval em Porto Alegre». Correio do Povo. 13 de fevereiro de 2015. Consultado em 15 de fevereiro de 2015 
  37. «Imperadores do Samba é campeã do carnaval de Porto Alegre». Correio do Povo. 17 de fevereiro de 2015. Consultado em 17 de fevereiro de 2015 
  38. «Grupão 2016». Carnafolia rs. Consultado em 26 de janeiro de 2016 
  39. Tamiris Souza (6 de fevereiro de 2016). «Grupão reuniu quatro escolas no primeiro dia». Prefeitura de Porto Alegre. Consultado em 6 de fevereiro de 2016 
  40. «A grande campeã do carnaval 2016 é Imperatriz Dona Leopoldina». LIESPA. 8 de fevereiro de 2016. Consultado em 8 de fevereiro de 2016 
  41. «Desfiles da Série Prata do Carnaval de Porto Alegre são cancelados». Correio do Povo. Consultado em 8 de abril de 2017 
  42. «Porto Alegre Grupo Intermediário A e B». Correio do Povo. Consultado em 22 de setembro de 2008 
  43. «Estandarte de Ouro é entregue aos melhores do Carnaval de Porto Alegre». G1. 1 de maio de 2012. Consultado em 1 de maio de 2012 
  44. «Os vencedores do Estandarte de Ouro 2103». AECPARS. Consultado em 10 de abril de 2013 
  45. «Estandarte de Ouro 2016, os vencedores». LIESPA. 11 de abril de 2016. Consultado em 11 de abril de 2016. Cópia arquivada em 11 de abril de 2016 
  46. «Estandarte de Ouro premia melhores do carnaval em Porto Alegre». G1 RS. 18 de maio de 2015. Consultado em 18 de maio de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre carnaval, integrado ao Projeto Carnaval é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.