SBT Notícias (2016)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
SBT Notícias
Informação geral
Formato Telejornal
Gênero Jornalismo
Duração 240-300 minutos
País de origem Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) José Occhuiso
Apresentador(es)
  • Analice Nicolau
  • Carolina Aguaidas
  • Cassius Zeilmann
  • Darlisson Dutra
  • Eduardo Scola
  • Felipe Malta
  • Flávia Travassos
  • João Fernandes
  • Juliana Maciel
  • Kallyna Sabino
  • Karyn Bravo
  • Lívia Raick
  • Marcelo Torres
  • Márcia Dantas
  • Marco Pagetti
Exibição
Emissora de televisão original SBT
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Formato de áudio Estéreo
Transmissão original 20 de setembro de 2016 (2016-09-20) – 16 de junho de 2019

SBT Notícias foi um telejornal noturno brasileiro produzido e exibido pelo SBT desde a madrugada do dia 20 de setembro de 2016 até 16 de junho de 2019. O jornalístico contava com a apresentação do ex-repórter da sucursal gaúcha da emissora, Cassius Zeilmann, com revezamento na apresentação de Analice Nicolau, Karyn Bravo, Lívia Raick, Darlisson Dutra, Márcia Dantas e Carolina Aguaidas. Era considerado o principal telejornal da madrugada.

O telejornal foi criado para ocupar o espaço na grade a partir do cancelamento das séries exibidas na madrugada durante a semana e também do programa Okay Pessoal!!! de Otávio Mesquita. Inicialmente, no lugar desses programas, foi colocado no ar reprises do Jornal do SBT, que obtiveram boa audiência. Isso fez com que a direção da emissora investisse em um novo programa do gênero no horário. Esta nova versão se consolidou em primeiro lugar de audiência. Se tornou o principal telejornal da madrugada, tornando-se referência no Brasil. O SBT é a única emissora a somar quase oito horas de jornalismo ao vivo, ininterruptamente.[1][2][3]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em 2014, a programação noturna do SBT era composta pela exibição original do Jornal do SBT e por séries estrangeiras adquiridas pela emissora, seguida por reexibições do mesmo telejornal no final da madrugada.[4] Isso mudou quando o canal passou a investir no horário, quando estreou em março do mesmo ano o The Noite com Danilo Gentili, e, no mês seguinte, o Okay Pessoal!!!, apresentado por Otávio Mesquita.[5][6][7][8][9] As séries acabaram perderam espaço na grade de programação com a estreia dos novos programas.[4][10]

A exibição desses programas na grade foi alterada a partir de setembro de 2016, após ser anunciado um acordo da Rede Globo com a produtora Warner Bros., no qual implica exibição de conteúdos produzidos pela empresa norte-americana.[11][12][13] Com esse anúncio, o SBT decidiu restringir a exibição das séries que comprou da produtora norte-americana, em que ainda possui direitos de exibição, durante apenas nas madrugadas dos finais de semana.[11][14][15] Posteriormente, a direção da emissora negou que a mudança seria por causa do acordo entre a Globo e a Warner.[15] Essa não foi a única mudança na grade. O programa Okay Pessoal!!! foi cancelado após uma reunião entre Otávio Mesquita e a direção da emissora.[16] O cancelamento do programa foi feito devido ao Mesquita no Controle, novo programa semanal do apresentador aos sábados, no qual decidiu se focar exclusivamente.[16]

Na semana seguinte, o SBT substituiu esses programas com as reprises do Jornal do SBT, que continuava com a sua exibição original indo ao ar após a exibição do programa de Danilo Gentili.[14][16][15] A mudança na grade manteve uma boa audiência para o SBT, que obteve o primeiro lugar durante a exibições dessas reprises, segundo dados do Kantar IBOPE Media medidos na Região Metropolitana de São Paulo.[17] Os bons resultados em índices de audiência fizeram com que a direção da emissora investisse em um telejornal inédito no horário no lugar ao invés das reprises.[18]

Exibição[editar | editar código-fonte]

A primeira edição do SBT Notícias era levada ao ar a partir das 2h30, no horário de Brasília, e seguia no ar até o início do telejornal diurno Primeiro Impacto, às 6h, com um corte às 3h30 para programação local.[19] A periodicidade do jornal inicialmente não era diária, com o telejornal sendo exibido apenas entre as madrugadas de terças e sextas, tendo o início após o término do Jornal do SBT.[20] Com o bom desempenho em audiência, o telejornal passou a ser exibido nos dias restantes da semana.[21][22]

Em 2 de janeiro, o SBT Notícias ganhou um acréscimo em seu tempo de exibição, após o canal anunciar que o telejornal iria substituir o Jornal do SBT e o Primeiro Impacto.[23][24] Este último, teve a sua faixa das 8h realocada para o programa Fofocando, que que também mudou de horário, e no lugar de sua faixa horária passou a ser exibido o Clube do Chaves, sessão com a exibição dos seriados Chaves e Chapolin.[23][24] Os apresentadores dos respectivos telejornais cancelados foram acomodados na apresentação do SBT Notícias.[23][24] O cancelamento desses telejornais deveu-se a falta de patrocinadores e também redução de custos.[24][25]

No dia 23 de janeiro, o telejornal teve um segundo acréscimo em seu tempo de exibição, de 30 minutos, com a mudança de horário do Fofocando, que voltou a ser exibido durante o horário da tarde e passou a se chamar Fofocalizando.[26] No entanto, tal acréscimo foi eliminado do SBT Notícias, uma vez que havia sido confirmado o retorno do telejornal Primeiro Impacto, no dia 1 de fevereiro de 2017, fazendo com que o mesmo voltasse a ser encerrado às 6h.[27] Em 10 de julho de 2018, perdeu 25 minutos para a exibição da reprise do Roda a Roda.[28]

Como consequência de redução de custos, o SBT demitiu as apresentadoras Karyn Bravo e Analice Nicolau e decretou o fim do SBT Notícias em 13 de junho de 2019, além de ter dispensado toda sua equipe. A faixa do jornalístico deverá ser ocupada por reprises do SBT Brasil e o retorno do Jornal da Semana, além de um esticamento no horário do Primeiro Impacto.[29][30]

Furos[editar | editar código-fonte]

O horário de exibição do programa, ao vivo durante a madrugada, favoreceu ao jornalístico dar, em primeira mão, duas notícias de grande relevância: a morte do ditador cubano Fidel Castro, a queda do avião com a equipe de futebol da Chapecoense e a queda do Edifício Wilton Paes de Almeida no Largo do Paisandu, notícias dadas cerca de meia hora antes de canais com mais tradição em notícias, como a GloboNews e a BandNews TV.[31][32] O telejornal também deu em primeira mão que o republicano Donald Trump foi eleito como presidente dos Estados Unidos.[33]

Formato[editar | editar código-fonte]

O SBT Notícias foi criado para substituir as reprises do Jornal do SBT exibidas durante a madrugada.[20] Sendo exibido interruptamente até o início da manhã, o telejornal apresenta as suas notícias de forma similar aos boletins de canais noticiosos como a BandNews TV, que reapresentam a mesma notícia várias vezes com alguma eventual atualização das informações, além de contar com as notícias de última hora que acontecem durante a sua exibição.[25] Entretanto, o bloco que era apresentado por Dudu Camargo se assemelhava a jornalísticos populares, como o Balanço Geral Manhã, que dá ênfase para notícias policiais.[34]

A sua ancoragem era feita no estúdio de jornalismo do SBT, e com a exceção do horário que foi apresentado por Dudu Camargo, conta com uma bancada no cenário.[35][36] Até novembro de 2016, era apresentado no estúdio da redação de jornalismo, onde eram comandados os boletins dos telejornais. A padronização foi realizada para dar "identidade própria" ao jornalismo do canal–tendo como espelho o SBT Brasil.[35] Um mouse, sem nenhuma função aparente, também fazia parte da bancada do telejornal.[21] Tal como todos os outros telejornais exibidos pelo SBT, eram inseridos na tela um termômetro com as temperaturas atuais de várias capitais brasileiras e um relógio analógico com o horário atual de Brasília.[35][37]

Equipe[editar | editar código-fonte]

O jornalístico era inicialmente comandado pelo jornalista Marcelo Torres e o ex-repórter da sucursal gaúcha da emissora, Cassius Zeilmann, que se revezavam de hora em hora.[19][20][38][39] Posteriormente, Torres foi substituído pelo repórter João Fernandes. Patricia Rocha foi escalada como âncora eventual do telejornal. Com o fim do Jornal do SBT e do Primeiro Impacto em janeiro de 2017, foram adicionados ao revezamento Analice Nicolau, Dudu Camargo, Joyce Ribeiro e Karyn Bravo.[40] No entanto, Joyce e Patricia foram demitidas do canal no mesmo mês, junto com outras mudanças nos departamentos comercial e jornalístico.[40]

Marcelo Torres retornou ao jornalístico após as demissões serem anunciadas, acarretando também numa realocação de horários dos outros apresentadores.[34] Com a volta do Primeiro Impacto em 1 de fevereiro de 2017, Dudu Camargo deixou a equipe do SBT Notícias.[27] Em fevereiro de 2017, Darlisson Dutra passa a ser âncora eventual do jornalístico. O repórter já havia apresentado antes da adoção do atual formato, agora ocupando a vaga deixada por Patricia Rocha.[41]

Apresentação[editar | editar código-fonte]

Eventuais[editar | editar código-fonte]

  • Carolina Aguaidas (2017-2019)
  • Darlisson Dutra (2016-2019)
  • Eduardo Scola (2017-2019)
  • Felipe Malta (2018-2019)
  • Flávia Travassos (2018-2019)
  • Igor Marx (2019)
  • João Fernandes (2019)
  • Juliana Maciel (2018-2019)
  • Kallyna Sabino (2017-2019)
  • Lívia Raick (2017-2019)
  • Márcia Dantas (2017-2019)
  • Marco Pagetti (2019)

Ex-eventuais[editar | editar código-fonte]

  • Marcelo Torres (2016-2018)
  • Patrícia Rocha (2016-2017)
  • Daniel Adjuto (2017)
  • Karina Pachiega (2017)
  • Marcelo Carrião (2017-2019)
  • Thiago Nolasco (2018-2019)

Referências

  1. Fabrício Falcheti (22 de fevereiro de 2018). «"SBT Notícias" lidera audiência contra Olimpíada de Inverno nas madrugadas». Na Telinha. Consultado em 23 de fevereiro de 2018 
  2. João Paulo Reis (21 de fevereiro de 2018). «SBT Notícias supera Olimpíadas de Inverno e alcança o primeiro lugar». Observatório da Televisão. Consultado em 23 de fevereiro de 2018 
  3. Junício Júnior JR (17 de janeiro de 2017). «Com jornalistas "gatos", 'SBT Notícias' lidera audiência na madrugada». Mídia Bahia. Consultado em 23 de fevereiro de 2018 
  4. a b «SBT mantém 'The Big Bang Theory', mas diminui faixa de seriados na madrugada». F5. Folha de S.Paulo. 10 de abril de 2014. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  5. «SBT apresenta novidades para 2014». Adnews. 18 de fevereiro de 2014. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  6. Michele Marreira (18 de fevereiro de 2014). «SBT apresenta suas novidades para 2014 em coletiva; confira os detalhes». NaTelinha. UOL. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  7. «Em coletiva, SBT apresenta novidades para programação de 2014». Portal Imprensa. 18 de fevereiro de 2014. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  8. Meire Kusumoto (18 de fevereiro de 2014). «Com Danilo Gentili e Otávio Mesquita, nova programação do SBT aposta em humor». Veja.com. Abril.com. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  9. «Danilo Gentili, Otávio Mesquita e Karina Bacchi são as novidades da nova programação do SBT». Caras. UOL. 19 de fevereiro de 2014. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  10. «Na estreia, público reclama que Otávio Mesquita substituiu séries no SBT». UOL. 30 de abril de 2014. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  11. a b Daniel Castro; João da Paz (29 de agosto de 2016). «Globo fecha acordo milionário com a Warner, parceira do SBT durante 15 anos». Notícias da TV. UOL. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  12. «Globo fecha acordo com a Warner para exibir filmes e séries». Coluna da Patrícia Kogut. O Globo. 29 de agosto de 2016. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  13. «Globo fecha contrato com a Warner e vai transmitir Batman e Batman vs. Superman». Diário de Pernambuco. 29 de agosto de 2016. Consultado em 19 de setembro de 2016 
  14. a b Leonardo Azzali (13 de setembro de 2016). «SBT tira séries do ar e reprisa o "Jornal do SBT" quatro vezes». RD1. Consultado em 26 de janeiro de 2017 
  15. a b c Daniel Castro (13 de setembro de 2016). «SBT corta séries da madrugada e exibe o mesmo jornal 6 vezes em 4 horas». Notícias da TV. UOL. Consultado em 19 de agosto de 2016 
  16. a b c Thiago Forato (13 de setembro de 2016). «SBT cancela "Okay Pessoal" para Otávio Mesquita se dedicar a novo programa». NaTelinha. UOL. Consultado em 19 de agosto de 2016 
  17. Leandro Sarubo (14 de setembro de 2016). «Reprise do "Jornal do SBT" dá mais audiência que a exibição inédita». Teleguiado. Consultado em 19 de setembro de 2016. Arquivado do original em 20 de dezembro de 2016 
  18. Flávio Ricco; José Carlos Nery (15 de setembro de 2016). «SBT aumenta carga de jornalismo ao vivo com a volta do SBT Notícias». Coluna do Flávio Ricco. UOL. Consultado em 19 de agosto de 2016 
  19. a b Fabrício Falcheti (20 de setembro de 2016). «Com revezamento de âncoras, "SBT Notícias" estreia na vice-liderança». NaTelinha. UOL. Consultado em 20 de setembro de 2016. Arquivado do original em 10 de outubro de 2016 
  20. a b c Ricardo Feltrin (21 de setembro de 2016). «Silvio Santos lança moda e cria revezamento de âncoras em telejornais». Ooops!. UOL. Consultado em 28 de dezembro de 2016 
  21. a b Daniel Ribeiro (21 de novembro de 2016). «Mouse na bancada do "SBT Notícias" é apenas decorativo». RD1. Consultado em 26 de janeiro de 2017 
  22. Álison Theodoro (1 de novembro de 2016). «Empolgado com a audiência, Silvio Santos ordena que o "SBT Notícias" seja exibido diariamente». TV Show. Consultado em 26 de janeiro de 2017. Arquivado do original em 2 de fevereiro de 2017 
  23. a b c Paulo Pacheco (28 de dezembro de 2016). «SBT extingue telejornal, muda "Fofocando" para as manhãs e relança "Chaves"». UOL. Consultado em 28 de dezembro de 2016 
  24. a b c d «Para economizar, SBT acaba com dois telejornais sem patrocínio». Notícias da TV. UOL. 28 de dezembro de 2016. Consultado em 28 de dezembro de 2016 
  25. a b Mauricio Stycer (29 de dezembro de 2016). «Por redução de custos, SBT sacrifica o mais antigo telejornal da emissora». Blog do Mauricio Stycer. UOL. Consultado em 26 de janeiro de 2017 
  26. Gabriel Vaquer (19 de janeiro de 2017). «"Fofocando" volta para as tardes com novo nome e "SBT Notícias" ganha tempo». NaTelinha. UOL. Consultado em 19 de janeiro de 2017. Arquivado do original em 20 de janeiro de 2017 
  27. a b Mauricio Stycer (31 de janeiro de 2017). «Silvio Santos decide pela volta do Primeiro Impacto com Dudu Camargo no SBT». Blog do Mauricio Stycer. UOL. Consultado em 31 de janeiro de 2017 
  28. Souza, Gabriel (10 de julho de 2018). «SBT muda programação e troca jornalismo por filha de Silvio Santos». Noticias da TV UOL. Consultado em 11 de julho de 2018 
  29. Flávio Ricco (13 de junho de 2019). «SBT acaba com "SBT Notícias" e promove demissões». UOL. Consultado em 13 de junho de 2019 
  30. Luciano Guaraldo (13 de junho de 2019). «SBT demite Analice Nicolau e Karyn Bravo e põe Dudu Camargo contra Hora 1». Notícias da TV. Consultado em 13 de junho de 2019 
  31. Lucas Felix (26 de novembro de 2016). «Análise: SBT fura até Globo News e é o primeiro canal a noticiar morte de Fidel Castro». Colunas. Consultado em 8 de janeiro de 2017 
  32. Ricardo Feltrin (26 de novembro de 2016). «SBT é 1ª a anunciar morte de Fidel, mas sofre com improviso». Ooops!. UOL. Consultado em 28 de dezembro de 2016 
  33. Hiago Júnior (9 de novembro de 2016). «SBT Notícias foi o primeiro telejornal da TV aberta do Brasil, a anunciar vitória de Donald Trump». Observatório da Televisão. BOL. Consultado em 26 de janeiro de 2017 
  34. a b Duh Secco (26 de janeiro de 2017). «"SBT Notícias" agora tem musiquinha para Dudu Camargo; veja». RD1. Consultado em 26 de janeiro de 2017 
  35. a b c Gabriel Vaquer (8 de novembro de 2016). «Silvio Santos padroniza jornais para ter "padrão SBT de jornalismo"». NaTelinha. UOL. Consultado em 26 de janeiro de 2017 
  36. Dudu Camargo 'pisa' na bola e pode sair do jornalismo de Silvio Santos. A Tarde É Sua. RedeTV!. 23 de janeiro de 2017. Consultado em 26 de janeiro de 2017 
  37. Mauricio Stycer (8 de novembro de 2016). «Silvio Santos manda principal telejornal do SBT exibir as horas na tela». Blog do Mauricio Stycer. UOL. Consultado em 26 de janeiro de 2017 
  38. Fabrício Falcheti (19 de setembro de 2016). «SBT define apresentador de seu novo telejornal das madrugadas; saiba quem é». NaTelinha. UOL. Consultado em 28 de dezembro de 2016 
  39. Fabrício Falcheti (21 de outubro de 2016). «"SBT Notícias" completa um mês com picos de primeiro lugar nas madrugadas». NaTelinha. UOL. Consultado em 28 de dezembro de 2016 
  40. a b «SBT demite apresentadoras e coloca jornalista para dirigir área comercial». Notícias da TV. UOL. 20 de janeiro de 2017. Consultado em 21 de janeiro de 2017 
  41. «Cerca de 600 policiais militares voltam ao trabalho em Vitória». SBT. 13 de fevereiro de 2016. Consultado em 14 de fevereiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikidata Base de dados no Wikidata