SEAT

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de SEAT Arona)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
SEAT
SEAT Logo from 2017.svg
Logotipo da SEAT.
Subsidiária
Slogan Technology to enjoy (em Inglês)
Tecnologia para desfrutar (em Português)
Atividade Automobilística
Fundação 9 de maio de 1950
Sede Martorell (Barcelona),
Flag of Spain.svg Espanha
Locais Mundial
Pessoas-chave Luca de Meo (Presidente)
Alejandro Mesonero-Romanos
(Diretor de Desenho)
Empregados 12.700 (2015)
Produtos
Website oficial SEAT

SEAT (abreaviação de Sociedad Española de Automóviles de Turismo) em português (Sociedade Espanhola de Automóveis de Turismo) uma das principais fabricantes de automóveis da Espanha. A companhia foi fundada em 1950, por iniciativa da estatal Instituto Nacional de Industria (INI) para incentivar a venda de carros na Espanha do pós-guerra.

História[editar | editar código-fonte]

SEAT 1400 de 1953.

O primeiro modelo a ser fabricado foi o SEAT 1400, criado em 1953, que possuia uma ampla gama de versões. Parou de ser fabricado em 1963, com a versão C, e foi substituído pelo SEAT 1500. Depois, surgiria o SEAT 600, com as versões N, D, E, L Especial. Logo em seguido veio o SEAT 800. Sua produção começou em 1957 e terminou no meio de 1973.

Em 1966, surge o SEAT 850, criado na Itália como um "600 melhorado". Na Espanha foi comercializado com uma versão 4 portas até então inédita, primeiro na versão "Corto" e depois na versão "Largo", muito mais espaçoso e conversível. O carro SEAT 124 é trazido da Itália em 1968. Seu motor tinha 1197 cm³, 60 CV e 140 km/h de velocidade máxima.

Foi produzido por 12 anos consecutivos, nas duas versões principais: farol redondo 68-75 e farol quadrado "Pamplona" 75-80. Este modelo serviu de base para modelos como o SEAT 1430, de 1969. Seu motor de 1438 cm³ obtinha 70 CV de potência. Em 1973, a SEAT lança os motores "duas árvores". Tais motores eram de dois modelos: o 1600 e o 1800, e foram lançados para substituir o motor do 1500. Posteriormente chegariam outras versões 2000.

Em 1972, a SEAT lança o modelo SEAT 127 (1972-1984), fabricado em três versões diferentes, sendo que uma delas, o Fura, teve uma versão "Crono". Entretanto, diferente do que era vendido na Itália, a versão 127 contou com um modelo 4 portas para os outros países, desenhado na Espanha e largamente exportado. Em 1974, um ano antes do fim da produção dos 850 e 600, é lançado o SEAT 133. Em 1975 é lançado o SEAT 131 em substituição ao modelo 1430, sendo produzido até 1984.

Quatro anos depois é lançado o Ritmo, que foi substituído em 1982 pelo Ronda. Os modelos 1200 Sport e logo depois Sport 1430 surgiram em 1976; são modelos esportivos baseados no 127 e parte mecânica 124, criados na Espanha pela Inducar. Chega a década de 80, e com ela o Panda, que depois veio com o nome de Marbella.

A SEAT dispõe de fábricas de produção em Barcelona e em Martorell. A fábrica da Martorell foi construída no início da década de 90, sendo inaugurada pelo Rei Juan Carlos I em 1993. Em 2002, saíram das fábricas mais de 450.000 carros. Em 1976, em Landaben, Navarra, começou a produção renovada do 124, em que as ações do Estado foram adquiridas pela SEAT. Hoje, esta fábrica produz carros da Volks, independentes do Grupo SEAT.

Possui empresas de venda e concessionárias em mais de 70 países. O número de empregados é da ordem de 11.615. Dispõe de um centro próprio de desenvolvimento em tecnologia, com 1.250 pessoas empregadas. Alguns de seus modelos possuem nomes ligados a aspectos da cultura espanhola, seja ele de cidades ou danças (exemplos: Seat Ibiza e Córdoba, Salsa e Tango)

A empresa faz seu próprio design, porém ainda pautado nos modelos da Volks. No âmbito de estratégia de marketing e posicionamento da marca, a empresa faz parte do conjunto Audi, ao lado da própria Audi e da Lamborghini, sendo que todas fazem parte do Grupo Volkswagen.

Seus motores são desenvolvidos à parte do seu grupo (VAG) Ex. 1.9TDI 160 cv, não disponível em mais nenhum viatura do grupo VAG. Foram vendidos alguns modelos no Brasil durante a década de 90 e 2000 porém foram descontinuados, os modelos eram importados da Argentina e contavam com a assistência técnica da rede Volkswagen no país.

Modelos[editar | editar código-fonte]

Modelos em produção[editar | editar código-fonte]

Modelos descontinuados[editar | editar código-fonte]

Protótipos[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]