STS-105

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
STS-105
Sts-105-patch.png
Informações da missão
Operadora NASA
Ônibus espacial Discovery
Astronautas Scott Horowitz
Frederick Sturckow
Patrick Forrester
Daniel Barry
Subindo
Frank Culbertson
Mikhail Tyurin
Vladimir Dejurov
Descendo
Yuri Usachev
James Voss
Susan Helms
Base de lançamento Plataforma 39A, Centro
Espacial John F. Kennedy
Lançamento 10 de agosto de 2001
21h10min14s UTC
Cabo Canaveral, Flórida,
Estados Unidos
Aterrissagem 22 de agosto de 2001
18h23min06s UTC
Centro Espacial John F.
Kennedy
, Cabo Canaveral,
Flórida, Estados Unidos
Duração 11 dias, 21 horas,
13 minutos, 52 segundos
Altitude orbital 402 por 373 quilômetros
Inclinação orbital 51,6 graus
Imagem da tripulação
Esquerda: Voss, Usachev e Helms Direita: Tyurin, Culbertson e Dejurov Centro: Sturckow, Forrester, Barry e Horowitz
Esquerda: Voss, Usachev e Helms
Direita: Tyurin, Culbertson e Dejurov
Centro: Sturckow, Forrester, Barry e Horowitz
Navegação
STS-104
STS-108

STS-105 foi uma missão do ônibus espacial Discovery à Estação Espacial Internacional, lançada de Cabo Canaveral em 10 de agosto de 2001.[1][2][3]

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Posição Astronauta[1][2][3]
Comandante Estados Unidos Scott Horowitz
Piloto Estados Unidos Frederick Sturckow
Especialista de missão 1 Estados Unidos Daniel Barry
Especialista de missão 2 Estados Unidos Patrick Forrester

Levados para ISS - Expedição 3

Posição Astronauta
Comandante da ISS Estados Unidos Frank Culbertson
Engenheiro de voo Rússia Mikhail Tyurin
Comandante da Soyuz Rússia Vladimir Dezhurov

Trazidos da ISS - Expedição 2

Posição Astronauta
Comandante da ISS Rússia Yuri Usachev
Engenheiro de voo Estados Unidos James Voss
Oficial de ciências Estados Unidos Susan Helms

Missão[editar | editar código-fonte]

Essa foi a última missão da Discovery durante quatro anos, até julho de 2005, porque após este voo a nave foi mantida em solo, para uma modernização de vários de seus componentes e, quando estava pronta para entrar novamente em serviço, todos os ônibus espaciais foram mantidos em terra por dois anos, a partir de fevereiro de 2003, devido à tragédia da Columbia, para reavaliação completa da proteção anti-térmica das naves.[1][2][3]

O principal objetivo da missão foi fazer a troca de tripulação da ISS e entregar mantimentos e realizar experiências no espaço utilizando o módulo italiano multi-uso italiano Leonardo. A tripulação da Discovery também realizou duas atividades extraveiculares durante a missão de doze dias.[1][2][3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d Mark Wade. «STS-105». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 28 de julho de 2019 
  2. a b c d Joachim Becker e Heinz Janssen (1 de janeiro de 2019). «STS-105». SPACEFACTS. Consultado em 28 de julho de 2019 
  3. a b c d «STS-105». NASA. Consultado em 28 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre STS-105