Sa-Nur

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

32° 20′ N 35° 12′ E

Sa-Nur (em hebraico: שָׂא נוּר, lit. Flame Carrier) era um assentamento de colonos judeus na região histórica de Samaria, norte da Cisjordânia, evacuado durante a retirada dos assentamentos israelenses dos territórios palestinos, executada no governo de Ariel Sharon.

Antes de ser demolida, habitavam em Sa-nur 3 famílias.[1] Em setembro de 2005, seus 105 habitantes foram retirados pelas Forças de Defesa de Israel e suas casas foram demolidas.[2] A demolição de Sa-Nur e Homesh marcou o fim da parte central do plano de retirada.[3] A única edificação remanescente, uma sinagoga, foi soterrada, para evitar que fosse profanada pelos palestinos.

Desde a demolição, grupos religiosos sionistas fizeram tentativas de retornar a Sa-nur e reconstruir o assentamento. A principal tentativa ocorreu em 8 de maio de 2008.[1]

Referências

  1. a b Thousands at Homesh; Dozens Attempt to Rebuild Sa-Nur Israel National News May 9, 2008
  2. Q&A: The Gaza Withdrawal CTV, 12 September 2005
  3. Israel completes settler withdrawal plan CNN, 23 August 2005