Sabázio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mão de Sabácio esculpida em bronze

Sabázio, ou Sabácio[1] (em grego clássico: Σαβάζιος; transl.: Sabázios) é um deus dos frígios e trácios associado às serpentes, ao vinho, às orgias e aos cavaleiros.[2]

Embora os greco-romanos o interpretem tanto como Zeus e Dioniso, as representações dele, mesmo em tempos romanos, mostram-lhe sempre como um cavaleiro nômade, um deus errante com uma lança em punho como símbolo de poder.[3][4]

Segundo o mito grego que lhe é associado, Sabácio é filho de Perséfone com Zeus, que a seduziu na forma de uma serpente e a engravidou após embriagá-la. Daí a associação da deidade com o simbolismo ofídico e dionisíaco.

Nos idiomas indo-europeus, como o frígio, o sufixo -ζιος (-zios) em seu nome deriva de Dyeus, o precursor comum da palavra latina Deus e do grego Zeus.[5]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Guia da Mitologia Grega: deuses, ninfas, daimons, monstros e heróis de A a Z. São Paulo: On Line Editora. 2016. p. 86. Consultado em 1 de outubro de 2018 
  2. Dr Alena Trckova-Flamee Ph.D. «Sabazius». Encyclopedia Mythica. Consultado em 9 de Junho de 2016 
  3. Corpus Cultis Jovis Sabazii 1989 for The Classical Review, 1991:125.
  4. Translation: Deities in Cross-Cultural Discourse in the Biblical World
  5. Versignassi, Alexandre (22 de junho de 2017). «Dyeus Phater: a origem do nome de Deus». Revista Superinteressante. Consultado em 1 de outubro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.