Sacaca (Arábia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Sacaca[1] (em árabe: سكاكا; transl.: Sakakah) é uma cidade no noroeste da Arábia Saudita e é a capital da província de Jaufe. Está localizada ao norte do deserto de Nefude. Sacaca tinha uma população de 242.813 pessoas, no Censo de 2010.[2]

Sacaca é uma cidade de oásis em uma antiga rota de caravanas pela península arábica. Mas muitas áreas da Arábia Saudita estão tentando se desenvolver e modernizar em um curto espaço de tempo. Nos últimos anos, o governo saudita vem fornecendo mais capital de semente para a região de Jaufe, especialmente em Sacaca, com a esperança de desenvolver a região do reino que conta com privação de recursos econômicos.

Por esta razão, a cidade está cheia de novos edifícios governamentais, escolas e hospitais e são construídos junto a ruínas desmoronadas de edifícios antigos que estão em extrema necessidade de reparação. Uma das principais características da cidade é a rápida expansão da Universidade de Jaufe (Jamiate Jaufe), fundada em 2005.[3]

Sacaca é uma cidade pequena mas em expansão, com muitas construções em andamento. Um grande projeto é a cidade médica do Príncipe Maomé ibne Abdalazize, com 1 000 camas, que está em construção.

Educação[editar | editar código-fonte]

O rei espera que a Universidade de Jaufe se torne um pilar do avanço social, cultural e intelectual na Arábia Saudita. Existem várias escolas administradas pelo governo e algumas escolas privadas. A cidade possui três escolas de inglês, Sakaka International School, que é uma escola indiana e tem currículo CBSE, a outra escola internacional de Jaufe com currículo britânico e a terceira é a escola internacional Alqimam com currículo americano.

Transporte[editar | editar código-fonte]

A cidade é servida pelo Aeroporto de Jaufe, que tem vôos domésticos e vôos para algumas das principais cidades do Oriente Médio.[4]

Agricultura[editar | editar código-fonte]

Jaufe é notável por seu abundante potencial de água para a agricultura, possibilitando o cultivo de azeitonas (12 000 000 de árvores), bem como outros produtos agrícolas. As fazendas totalizam cerca de 16 mil, e projetos agrícolas em torno de 1 500. É o lar de algumas fazendas do agronegócio, como Watania Farms, a maior fazenda orgânica do reino.

A terra agrícola fértil de Jaufe é devida principalmente à água subterrânea, que atraiu delegados do rei Abdul Aziz. Eles foram enviados para a cidade de Sacaca e Dumate Jandal e Curaiate, pedindo tribos residentes lá para se juntarem ao reino nascente. Sacaca é o lar de muitas famílias sauditas que podem orgulhosamente traçar sua linhagem para algumas grandes e antigas tribos que dominaram a área desde tempos imemoriais.

Referências

  1. Editores 1967, p. 78.
  2. Nagendra Kr, Singh, (2000). International encyclopaedia of Islamic dynasties 1st ed. New Delhi: Anmol Publications. ISBN 8126104031. OCLC 50667151 
  3. «بوابة جامعة الجوف : الرئيسية». www.ju.edu.sa (em árabe). Consultado em 11 de novembro de 2017 
  4. «Aeroportos: Jouf». Busca de preço idealo. Consultado em 11 de novembro de 2017 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Editores (1967). Enciclopédia Barsa Vol. 14. São Paulo: Encyclopaedia Britannica Editôres