Saccharomyces pastorianus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma infocaixa de taxonomiaSaccharomyces pastorianus
Taxocaixa sem imagem
Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Fungi
Filo: Ascomycota
Classe: Saccharomycetes
Ordem: Saccharomycetales
Família: Saccharomycetaceae
Género: Saccharomyces
Espécie: S. pastorianus
Nome binomial
Saccharomyces pastorianus
Nguyen & Gaillardin ex. Beijerinck
Sinónimos
Saccharomyces carlsbergensis

Saccharomyces pastorianus é uma espécie de fermento (levedura) de cerveja original da Patagônia. Durante muitos anos foi um mistério na produção de cervejas tipo lager, que era formada metade de fermento comum e metade desta espécie até então desconhecida.[1]. S. pastorianus é um híbrido de Saccharomyces bayanus (ou como recentemente proposto Saccharomyces eubayanus [2]) e Saccharomyces cerevisiae.

É sinônimo da levedura Saccharomyces carlsbergensis,[3] que foi originalmente descrita em 1883 por Emil Christian Hansen, que estava trabalhando para a cervejaria dinamarquesa Carlsberg .

A natureza híbrida de S. pastorianus explica também o tamanho do genoma, que é até 60% maior do que a de S. cerevisiae, já que inclui grandes partes dos dois genomas.[4] Existem grandes evidências, no entanto, que a S. pastorianus herdou a maior parte do seu material genético a partir de S. bayanus.[4] De fato, o DNA mitocondrial [5] e o DNA ribossômico [4] da S. pastorianus parecem ser derivados da S. bayanus, em vez da S. cerevisiae.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. IG (22 de agosto de 2011). «Cientistas descobrem mistério do fermento da cerveja». EFE. Consultado em 23 de agosto de 2011 
  2. Libkind, D.; Hittinger, C.; Valério, E.; Gonçalves, C.; Dover, J.; Johnston, M; Gonçalves, P.; Sampaio, J. (2011), «Microbe domestication and the identification of the wild genetic stock of lager-brewing yeast», PNAS .
  3. Casaregola, S.; et al. (2001), «Analysis of the constitution of the beer yeast genome by PCR, sequencing and subtelomeric sequence hybridization», International Journal of Systematic and Evolutionary Microbiology, 51 (4): 1607–1618 .
  4. a b c Montrocher, R.; et al. (1998), «Phylogenetic analysis of the Saccharomyces cerevisiae group based on polymorphisms of rDNA spacer sequences», International Journal of Systematic Bacteriology, 48 (1): 295–303, doi:10.1099/00207713-48-1-295 .
  5. Piskur, J.; Smole, S.; Groth, C.; Petersen, R. F.; Pedersen, M. B. (1998), «Structure and genetic stability of mitochondrial genomes vary among yeasts of the genus Saccharomyces», International Journal of Systematic Bacteriology, 48 (3): 1015–1024, doi:10.1099/00207713-48-3-1015 .