Sam The Kid

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Sam the Kid)
Ir para: navegação, pesquisa
Sam The Kid
Informação geral
Nome completo Samuel Martins Torres Santiago Mira
Nascimento 17 de julho de 1979 (37 anos)
Origem Chelas, Marvila, Lisboa
País Portugal
Nacionalidade Portugal português
Género(s) Hip hop
Ocupação(ões) Rapper, produtor
Período em actividade 1999 — presente
Editora(s) Loop Recordings, Edel
Afiliação(ões) Sir Scratch, DJ Cruzfader, Orelha Negra, Valete, NBC, Boss AC, Mundo Segundo, Mind da Gap, Pacman (Da Weasel), Regula, Melo D, DJ Bomberjack
Página oficial TV Chelas

Sam The Kid (também noto como STK), nome artístico de Samuel Mira,[1] (Chelas, 17 de julho de 1979) é um músico português de hip hop.[2][3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Samuel Mira apaixonou-se pelo rap em torno de 1993. O lançamento do seu primeiro álbum, Entre(tanto), em 1999, foi também influenciado pelos lançamentos di mixtapes por parte de DJ Bomberjack. Nesses anos muitos rappers queriam ser independentes de editoras. Porém o segundo álbum de Sam The Kid, Sobre(tudo), acabou por ser editado pela Edel. Durante essa altura o rapper já estava a dar bastantes concertos, por exemplo no Hard Club, muitas vezes convidado pelo Mundo Segundo, nas sessões "Nova Gaia Sessions" que este último fazia.

No mesmo ano do lançamento do Sobre(tudo), 2002, Sam The Kid lança um álbum de instrumentais, Beats Vol 1: Amor, a pedido do jornalista Rui Miguel Abreu, que foi o primeiro homem a passar-lhe uma MPC. O álbum é conceitual e baseia-se sobre a historia de amor dos pais do Sam The Kid. Foi gravado em casa usando samples que abrangem filmes pornográficos, telefonemas, novelas e registros de soul e jazz.[4]

Em 2005 participou em algumas musicas da banda sonora do filme português O Crime do Padre Amaro. [5][6]

Nesse mesmo ano apareceu no álbum Amália Revisited, o qual é um tributo à fadista portuguesa Amália Rodrigues.

Em 2006 foi lançado o seu tão esperado quarto álbum chamado pratica(mente). Samuel Mira, mesmo sabendo que já havia editoras mais grandes a querer editar o álbum, deu outra vez o voto de confiança à Edel. O álbum chegou a ser disco de ouro, vendendo até 10'000 copias.

Em 2009 surgiu o projeto bastante inovador chamado Orelha Negra com o DJ Cruzfader, Fred Ferreira (Ferrano), João Gomes e Francisco Rebelo. O projeto consiste na produção de canções instrumentais, as quais fundem vários estilos. A banda conta já com alguns álbuns e mixtapes.[7][8][9]

Recentemente Sam The Kid tem trabalho com o MC português Mundo Segundo, DJ Guze e DJ Cruzfader na criação dum álbum, do qual já sairam dois singles, Tu Não Sabes e Também Faz Parte. [10][11][12]

Mais recentemente e ao mesmo tempo, Sam The Kid criou um projeto novo ligado ao hip hop chamado TV Chelas, que tem como plataforma de distribuição principal um canal de Youtube dedicado. O canal publica músicas inéditas por Sam The Kid e outros artistas, videoclipes, podcasts, entrevistas, instrumentais, alguns arquivos relacionados com o hip hop nunca vistos, e potencialmente mais coisas.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Solo[editar | editar código-fonte]

Ano Título Tipo
1999 Entre(tanto) Estúdio
2002 Sobre(tudo) Estúdio
2002 Beats Vol 1: Amor Instrumental
2004 Sobre(tudo) - Reedição Reedição
2006 Pratica(mente) Estúdio
2008 Pratica(mente) - Reedição Reedição

Singles[editar | editar código-fonte]

Ano Música Álbum
1999 Lágrimas Entre(tanto)
2002 Não Percebes Sobre(tudo)
2002 Alma Gémea Beats Vol 1: Amor
2004 Motivação Poesia Urbana Vol.1[13][14]
2006 Poetas de Karaoke Pratica(mente)
2007 Abstenção Pratica(mente)
2007 À Procura da Perfeita Repetição Pratica(mente)
2007 Negociantes Pratica(mente)
2007 A Partir de Agora Pratica(mente)
2008 Dopping Pratica(mente) - Reedição

Referências

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]


Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.