Samantabhadra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Samantabadra, Monte EmeiBodhimaṇḍa de Samantabadra), Sichuan.

Samantabhadra, no Budismo Maaiana, é um bodhisattva (ser iluminado) associado à pratica budista e meditação, que representa felicidade ou bondade. Samantabhadra é frequentemente representado com Sakyamuni (Buda) e bodhisattva Manjushri que juntos formam a trindade Sakyamuni no budismo. Samantabhadra é o patrono do Sutra de Lótus e, de acordo com o Sūtra Avatamsaka, realizou os dez grandes votos que caracterizam um bodhisattva. Na China ele é a deidade patronal do Monte Emei, na Sichuan. No Budismo Vajrayana, e no Budismo Tãntrico revelado, ele é considerado como a manifestação de Vairocana, o Buda cósmico. O seu nome em chinês é Puxian e em japonês, Fugen.[1]

Referências

  1. «Samantabhadra» (em inglês). Encyclopædia Britannica, Inc. Consultado em 15 de janeiro de 2014. 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Samantabhadra
  • Yeshe De Project (1986). Ancient Tibet: Research materials from the Yeshe De Project (California: Dharma Publishing). ISBN 0-89800-146-3. 
  • Dudjom Rinpoche; Jikdrel Yeshe Dorje (1991). Translated and edited by Gyurme Dorje with Matthew Kapstein, : . The Nyingma School of Tibetan Buddhism: its Fundamentals and History. Two Volumes (Boston: Wisdom Publications). ISBN 0-86171-087-8.