Samara Morgan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde janeiro de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Samara Morgan
Personagem fictícia de O Chamado
Samara Morgan.jpg
Morada Ilha Moesko
Nascimento 1970
Morte 1978
Sexo Feminino
Poder(es) Nensha, Telepatia, Telecinese, Controle mental
Família Evelyn Borden (Mãe Biológica)
Galen Burke, padre (Pai Biológico)
Anna Morgan (Mãe Adotiva)
Richard Morgan (Pai Adotivo)
Primeira aparição O Chamado
Última aparição O Chamado 3
Interpretado por Daveigh Chase (The Ring)
Kelly Stables (The Ring Two)
Bonnie Morgan (Rings)

Samara Morgan é uma personagem fictícia dos filmes The Ring (2002), The Ring Two (2005) e Rings (2017). Trata-se da versão americana de Sadako Yamamura da série de filmes japoneses Ringu.


História[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.
Daveigh Chase, que interpretou Samara Morgan em O Chamado.

Nasceu no ano de 1970. Após ser adotada por Anna e Richard Morgan, vive seus piores momentos. Sendo forçada a dormir com os cavalos no estábulo da casa, após ser culpada das visões que a mãe tinha. A menina não conseguia dormir com o barulho que os cavalos faziam, fazendo assim, com que dentro dela, desabrochasse um ódio profundo dos animais.

A menina tinha um poder estranho. Tudo o que via, podia ser reproduzido em um objeto, como ela demonstrou nas folhas de raio x, encontradas na pasta de arquivos que ela tinha no hospital em que ficou internada. Ela também mostrou esta habilidade na fita, que era o portal que trazia ela ao plano material. Samara também conseguia teleguiar os cavalos com a mente, obrigando-os a cometerem suicídio, atirando-se ao mar.

A fita continha algumas imagens recolhidas pela menina ao longo de sua curta vida. O que o filme indica é que a menina morreu com aproximadamente 8 anos de idade.

Sua morte foi onde atualmente é uma espécie de hotel fazenda. Anna Morgan, que estava enlouquecida com as visões que acreditava ser culpa da menina, a levou até o local, onde a menina se encantou com um poço. Anna tentou sufocá-la com um saco plástico e a jogou no poço. A menina foi jogada ainda viva, vendo assim a mãe fechar o poço.

A fita foi criada depois que a menina morreu e voltou ao plano material como um espírito, que matava todo aquele que visse o vídeo, dentro de um período de 7 dias, com um alerta que era dado, através de uma ligação que era recebida após o fim do vídeo.

No terceiro filme da saga é revelada a identidade da mãe biológica de Samara seu nome é Evillyn Borden que acabou desaparecida após alguns acontecimentos. No filme Evillyn era uma das alunas das aulas de música que tinham na igreja local de Sacrament Valley. Samara nasceu após uma série de abusos sexuais cometidos pelo padre Galen Burke da igreja local. Ela foi mantida presa em um local abaixo da igreja e lá os abusos ocorria.

Ataques Durante o Filme[editar | editar código-fonte]

O filme começa com Samara atacando a menina Katie Embry, que havia visto a fita de Samara na cabana de um hotel-fazenda, no qual ficou com um grupo de amigos do colégio. A menina foi declarada pelos médicos como morta por uma parada-cardíaca.

Rachel Keller foi, depois, investigar a morte da sobrinha, indo até o hotel-fazenda, roubando a fita e a assistindo na mesma cabana em que a sobrinha assistiu. O telefone tocara alertando a morte da mulher que aconteceria em 7 dias.

Logo depois, Rachel mostra a fita para o ex-marido, o irresponsável e inconsequente Noah Miller, com o qual, Rachel teve um filho. O telefone tocou após Noah terminar de assistir a fita, mas Rachel não atende o telefone.

O filho de Rachel e Noah, o menino Aidan Keller, alguns dias depois, enquanto sofria de insônia, assiste a fita. Ao tocar do telefone, Rachel grita, fazendo com que parassem as ligações.

Após seu corpo ser achado por Rachel dentro do poço, quando esta caiu por consequência da televisão jogada contra ela, policiais salvam a mulher e enterram devidamente o corpo da menina.

Aidan é atacado por ela, em sua forma material, em seu sonho, como aviso de que a menina ainda não cessou. No mesmo dia, Noah é assassinado pelo espírito da garota. Entretanto Rachel e Aidan são salvos por fazerem uma cópia da fita.