Samba duro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Samba duro é um gênero musical do estado da Bahia, derivado do samba de roda. De acordo com Tárik de Souza, o samba, baiano em sua gênese, continuou a se desenvolver na Bahia de forma independente em relação ao samba urbano carioca, contribuindo para originar novos gêneros tais como o próprio samba duro, o samba-reggae, o pagode baiano e a axé music.[1]

Os blocos afro da Bahia, tais como o Ilê Aiyê, têm o samba duro na essência da sua sonoridade, juntamente com o ijexá e outros ritmos do Candomblé.[2][3] O samba-reggae, por sua vez, é resultado da fusão do samba duro com o reggae jamaicano.[4]

O samba duro tem entre seus mestres nomes como Batatinha, Riachão e Edil Pacheco.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Tárik de Souza (2003). Tem Mais Samba: Das Raízes à Eletrônica. [S.l.]: Editora 34. p. 13 
  2. Goli Guerreiro (2000). A Trama dos Tambores: A Música Afro-pop de Salvador. [S.l.]: Editora 34. p. 29 
  3. http://www.bahia.com.br/viverbahia/cultura/musica/ (Visitado em 05 de março de 2017)
  4. CASTRO, A. A. Axé music: mitos, verdades e world music. Per Musi, Belo Horizonte, n.22, 2010, p.205.
  5. Goli Guerreiro (2000). A Trama dos Tambores: A Música Afro-pop de Salvador. [S.l.]: Editora 34. pp. 79–80