Sampradaya

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

No Hinduismo, um Sampradaya é uma tradição de disciplinar sucessoria servindo como canal espiritual e encerrando uma filosofia comum abraçada por muitas escolas, grupos, ou linhagens de guru (chamada parampara). Ao receber a iniciação (diksha) por um parampara de um guru vivo, a pessoa automaticalmente pertence a seu proprio sampradaya. Iniciação é o único meio pelo qual se pode se tornar um membro de um sampradaya; não se pode tornar-se membro por nascimento, como no caso do Gotra, seminal, hereditariedade, ou pordinastia.

Há quatro quatro Vaishnava sampradayas de acordo como Padma Purana indicadas no Böthlingk Sanscrito dicionário, Sampradaya, Sabda-Kalpa-Druma Sanskrit-Sanskrit dictionary e Prameya-ratnavali 1.5-6 por Baladeva Vidyabhushana:

sampradaya vihina ye mantras te nisphala matah
atah kalau bhavisyanti catvarah sampradayinah
sri-brahma-rudra-sanaka vaisnavah ksiti-pavanah
catvaras te kalau bhavya hy utkale purusottamat
ramanujam sri svicakre madhvacaryam caturmukhah
sri visnusvaminam rudro nimbadityam catuhsanah

"Ao menos que sejas iniciado por um genuíno mestre espiritual na disciplina sucessoria, o mantra recebido é sem efeito. Por esta razão quatro Vaisnava disciplinas sucessorias, inauguradas por Sri, Lorde Brahma, Lorde Rudra, e Sanaka (um dos quatro Kumaras), aparecera no local sagrado de Jaganatha Puri, e purificara a Terra inteira durante o Kali yuga (era atual). Sri escolheu Ramanuja para representar sua disciplina sucessoria. Do mesmo modo que Lorde Brahma escolheu Madhvacharya, Lorde Rudra escolheu Visnu Svami, e os quatro Kumaras escolheram Nimbaditya (Nimbarka)."

Um exemplo de um Vaishnava parampara é o Brahma Madhva Gaudiya Vaisnava Sampradaya.

Existem também Shaivite sampradayas, por exemplo, o Nath e Nandinatha Sampradayas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

ligações externas[editar | editar código-fonte]