Samwise Gamgee

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Samwise Gamgee
Interpretado(a) por Sean Astin
Descrição ficcional
Nascimento 2983 da Terceira Era do Sol
Morte Desconhecido, 61 da Quarta Era do Sol
Família Gamgi

Samwise Gamgee (ou Sam Gamgee, também traduzido no Brasil por Samwise "Sam" Gamgi), filho de Hamfast "Ham" Gamgi, é um personagem fictício da trilogia O Senhor dos Anéis, de J. R. R. Tolkien.

As aventuras de Sam em Senhor dos Anéis[editar | editar código-fonte]

Como uma punição por bisbilhotar a conversa de Gandalf com Frodo sobre o Um Anel, Sam foi nomeado companheiro de Frodo em sua empreitada até Valfenda. Na verdade, Sam acaba adorando, pois seu sonho sempre foi conhecer elfos.

Já em Valfenda, Sam escuta escondido o Conselho de Elrond, onde recusa-se a deixar Frodo e de ir sem ele até Mordor.

Quando Frodo encontrou Gollum, que um dia foi dono do Um Anel, Sam imediatamente desprezou-o e avisou Frodo que ele não merecia a confiança, suspeitas confirmadas quando Gollum conduziu Frodo até uma caverna onde Laracna, uma aranha monstruosa, o devoraria.

Sam e Frodo atravessam várias adversidades (leia aqui o resumo do enredo) e, por fim, destroem o Anel na Montanha da Perdição, com uma ajuda providencial e involuntária de Gollum, já que Frodo tinha sido dominado pelo Anel e não conseguia se desfazer dele, mas Gollum arrancou o dedo em que Frodo usava o Anel, mas acaba caindo nas Fendas da Perdição e morrendo junto.

Depois da Guerra do Anel, Sam casou-se com Rosinha Villa e mudou-se para Bolsão com Frodo. Teve treze filhos: Elanor, a Bela; Frodo, Rosa, Merry, Pippin, Cachinhos Dourados, Hamfast, Margarida, Primavera, Bilbo, Rubi, Robin e Tolman.

Quando Frodo partiu, no fim da Terceira Era, Sam herdou Bolsão, assim como o Livro Vermelho do Marco Ocidental, para que Sam continuasse a história.

Na Quarta Era, Sam foi eleito sete vezes seguidas como prefeito do Condado.

Depois da morte de sua mulher, Sam deu o Livro Vermelho a sua filha Elanor, a Bela, e deixou o Condado. Não foi visto mais na Terra-média, e diz-se que, por ter sido por um tempo um Portador do Anel, ele conseguiu o direito de partir para as Terras Imortais.

Características[editar | editar código-fonte]

Na obra de Tolkien, Sam e Frodo são hobbits, seres com mais ou menos a metade da altura de um humano, de pés grandes e peludos, que habitam a Terra-média. Inicialmente, Sam só foi um bom companheiro, caracterizado pelo interesse em Elfos e talentoso na declamação e composição de poemas. Posteriormente ele se mostra muito corajoso, não deixando de cumprir suas responsabilidades como companheiro, protetor e amigo.

Sam será no fim o que mais lucra a nível individual com a viagem, um dos que verdadeiramente se transformam, alcançando uma forma superior de consciência. Mas Sam não é o Portador do Anel, ele não é o herói predestinado para tentar a salvação da Terra Média, embora a sua constribuição seja decisiva. [1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Monteiro, M. R. F. (1992). J.R.R. Tolkien - The Lord of the Rings: A Viagem e a Transformação, Instituto Nacional de Investigação Científica, Lisboa.
A Sociedade do Anel
Frodo · Sam · Gandalf · Aragorn · Legolas · Gimli · Boromir


Ícone de esboço Este artigo sobre a obra de J. R. R. Tolkien é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.