Sanjaco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Sandjak)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre as divisões administrativas do Império Otomano. Para a região da Sérvia e Montenegro, veja Sandžak.
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde julho de 2015).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Sanjaco[1] ou sanjaque,[2] também grafado como sandjak, sanjak, sinjaq e sanjaq (em turco: sancak, lit. "bandeira"),[3] era o nome de uma divisão administrativa do Império Otomano. Em árabe os sanjacos eram chamados de liwas.

História[editar | editar código-fonte]

Os sanjacos eram originalmente as subdivisões de primeira grandeza do Império Otomano. Surgiram na metade do século XIV como distritos militares que faziam parte de um sistema militar-feudal. Além de um exército profissional pago, o exército otomano tinha unidades de cavalaria (cujos homens eram chamados de sipaios) que executavam serviços militares em troca de terras concedidas pelo sultão; estas propriedades eram chamadas de zaim ou zeamet, no caso das maiores, e timar, no das menores). Os sipaios se apresentavam para as guerras de acordo com o sanjaco no qual viviam, e eram liderados por um oficial chamado de "sanjaco bei" (Sanjak-beg ou sançak bey), equivalente aproximado a um "governador de distrito".

Com a formação de novas divisões de primeira grandeza no império, os beylerbeyliks (posteriormente vilaietes e vilaietes), no fim do século XIV os sanjacos passaram a ser divisões de segunda escala. O número de sanjacos no império variou muito ao longo dos séculos; as reformas do Tanzimat, ocorridas no século XIX, fizeram com que o número escalasse para mais de 400, porém costumeiramente oscilou em torno de 150.

Nem todos os sanjacos faziam parte de uma província; alguns estavam em áreas recém conquistadas, que ainda tinham de ser designadas a uma província específica, enquanto outras, como Benghazi e Çatalca, permaneceram independentes do sistema de províncias, com seus líderes prestando contas diretamente à Sublime Porta.

O nome contemporâneo da região balcânica de Sandžak deriva de seu status anterior como o sanjaco otomano de Novi Pazar.

Referências

  1. «Sanjaque». Aulete. Consultado em 11 de julho de 2015 
  2. «Sanjaque». Aulete. Consultado em 11 de julho de 2015 
  3. «Sanjak». Dictionary.com (em inglês)