Sandra Annenberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Sandra Annenberg
Line-style-icons-newspaper.svg
Nome completo Sandra Annenberg
Nascimento 5 de junho de 1968 (53 anos)
São Paulo, SP
Formação jornalismo
artes cênicas
Ocupação
Alma mater
Cônjuge Ernesto Paglia (c. 1994)
Nacionalidade brasileira
Atividade 1974–presente

Sandra Annenberg (São Paulo, 5 de junho de 1968) é uma jornalista, apresentadora e ex-atriz brasileira.[1] Trabalhou como âncora e editora executiva do Jornal Hoje e do programa Como Será?. Atualmente apresenta o Globo Repórter.[1][2][3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida na capital paulista em 5 de junho de 1968, é filha de Alexandre Annenberg Neto, um engenheiro eletrônico, e de Débora Takser, uma produtora de televisão, sendo irmã mais nova do político Daniel Annenberg.[4] É descendente de poloneses por parte de mãe e neta de russos e romenos por parte de pai, refugiados da Segunda Guerra Mundial na década de 1930.[5][6] Por sua mãe ter sido produtora da TV Cultura durante décadas, Sandra cresceu nos estúdios da emissora, de onde nasceu seu interesse pela televisão.[7]

Sandra é formada em jornalismo pela Faculdades Integradas Alcântara Machado (FIAM). Também cursou Teatro na Escola de Arte Dramática da ECA-USP, embora não tenha se formado.

Carreira[editar | editar código-fonte]

1974–90: Atriz e apresentadora[editar | editar código-fonte]

Começou a carreira em 1974, aos seis anos, atuando na peça Um Dia Ideal para os Peixe-Banana, adaptada do conto homônimo, do escritor norte-americano J. D. Salinger.[1] Em 1982, com quatorze anos, estreou na televisão como repórter do Crig-Rá, apresentado por Marcelo Tas na TV Gazeta, entrevistando adolescentes nas ruas, com pautas sobre sexo.[1][8] No ano seguinte foi contratada pela Band como repórter do Show do Esporte.[8] Em 1983, Sandra assumiu a apresentação do infantil TV Criança, que havia sido comandado por Ticiane Pinheiro. O programa depois foi extinto, voltando ao ar em 1991, novamente sob o comando de Ticiane.[9][8] Ainda em 1983, Sandra retornou à TV Cultura para comandar o programa esportivo "Vitória", além do programa de música clássica Grandes Concertos e de Festivais de MPB.[8][10] Em 1985 estreou como atriz na televisão no sitcom Bronco, estrelado por Ronald Golias na Band.[8]

Em 1986 esteve no espetáculo Um Dia Muito Especial ao lado de Tarcísio Meira e Glória Menezes.[11] Em 1988, aos dezenove anos, atuou na minissérie Chapadão do Bugre, contracenando com Edson Celulari em cenas de nudez.[1] No mesmo ano recebeu um convite de Tarcísio Meira para interpretar sua filha no seriado Tarcísio & Glória, na TV Globo, repetindo a parceria dos dois da peça teatral de 1986. Em 1989 interpretou a abolicionista Celeste na "novela das seis" Pacto de Sangue.[12] Logo após interpretou Dora na minissérie de quatro capítulos República. No fim de 1989 foi convidada para ser a protagonista de Cortina de Vidro, escrita por Walcyr Carrasco para o SBT, interpretando a sindicalista Ângela.[12]

Em 1990 esteve na minissérie A, E, I, O... Urca.[12]

1990–presente: Jornalista[editar | editar código-fonte]

Em 1990, interessada em focar sua carreira no jornalismo, assinou com a RecordTV para apresentar os esportivos Super Esporte, durante a semana, e Sport Shopping Show, ao lado de Osmar Santos aos sábados. Em final de 1991 foi contratada pela TV Globo para apresentar a previsão do tempo no telejornal paulista São Paulo Já e, no ano seguinte, foi alçada ao mesmo posto no Jornal Nacional. Em abril de 1993 mudou-se para o Rio de Janeiro ao ser promovida a apresentadora do Fantástico junto com Celso Freitas e Fátima Bernardes, onde comandou fatos marcantes, como a morte do piloto Ayrton Senna, a implementação do Plano Real e os Jogos Olímpicos de Atlanta. Em 1996 pediu para retornar à São Pauloe foi então transferida para ser âncora do SPTV 1ª Edição.

Em 1998 assumiu o Jornal Hoje, onde ficou até janeiro de 2000, quando, após uma reformulação nas bancadas dos demais jornais, Carlos Nascimento foi transferido para o JH e Sandra foi enviada a Londres para ser correspondente internacional do Jornal Nacional e chefe do escritório local da Globo. Entre os muitos acontecimentos cobertos, destacam-se os acidentes com o avião franco-britânico Concorde, o submarino russo Kursk, a queda do ditador da Sérvia, Slobodan Milosevic, e as repercussões do ataque às Torres Gêmeas em Nova York.[13] Em 2003 pediu para voltar ao Brasil e retornou ao comando do Jornal Hoje, dividindo o posto com Carlos Nascimento e, a partir de 2004, com Evaristo Costa.[2][14] Em 2005 acumulou também a função de editora-chefe e apresentadora na parte da manhã dos boletins Globo Notícia. Sandra participou das coberturas das Copas do Mundo-FIFA da Alemanha-2006 e da África do Sul-2010, da escolha do papa Bento XVI em 2005 e os Jogos Pan-americanos no Rio de Janeiro. Em 2008, Sandra recebeu o Troféu Mulher Imprensa como melhor âncora do país, o qual voltou a vencer em 2009, 2014 e 2016.[15]

Em 2014 estreou paralelamente como apresentadora do jornalístico Como Será?, que reunia as pautas antes apresentadas nos extintos Globo Ciência, Globo Ecologia, Globo Universidade, Globo Cidadania e Ação, programa que ficou no ar até 2020.[16] Em setembro de 2019 foi substituída do Jornal Hoje e transferida para o Globo Repórter.[3]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Sandra é casada, desde 1994, com o também jornalista da TV Globo Ernesto Paglia. Em 2003 tiveram a única filha, Elisa Annenberg Paglia.[6][17] Em 2020 Elisa passou no vestibular para Artes cênicas. Seu objetivo é atuar profissionalmente como atriz.[18]

Em junho de 2016, durante uma entrevista à revista Contigo!, a jornalista revelou que já havia sofrido discriminação, preconceito e ter sido vítima de assédio sexual. "As mulheres sempre tiveram sobrecarga de trabalho porque acumularam a função de mãe, dona de casa e trabalhar fora. Eu fui discriminada, sofri preconceito, sofri assédio sexual, como todas as mulheres, mas eu fui reagindo".[19]

Em 2020, Sandra comemorou a entrada da filha na faculdade. Elisa entrou para a "NYU Tisch School of the Arts".[20][21]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Cargo / Personagem Notas
1983 Crig-Rá Repórter
1983–84 Show do Esporte
1984 TV Criança Apresentadora
1985–86 Vitória
1985–86 Grandes Concertos
1987 Bronco Julinha Temporada 1
1988 Chapadão do Bugre[1] Vicença
Tarcísio & Glória Júlia Lazzarini
1989 Pacto de Sangue[1] Celeste Mendonça
República Dora Gusmão
Cortina de Vidro Ângela Campos
1990 A, E, I, O... Urca Carmencita
1990–91 Sport Shopping Show Apresentadora
1990–91 Super Esportes
1991–92 São Paulo Já Colunista Previsão do tempo
1992 Jornal Nacional
1993–96 Fantástico Apresentadora
1996–97 SPTV
1998–99 Jornal Hoje
2000–03 Jornal Nacional Correspondente
2003–19 Jornal Hoje Apresentadora
2012–14 Globo Cidadania
2014–20 Como Será?
2019–presente Globo Repórter

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Notas
1992 Jogo da Memória[22] Ana Curta-metragem

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
1974 Um Dia Ideal para os Peixe-Bananas Sharon[1]
1984 Um Dia Muito Especial Lúcia

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Indicação Resultado
2012 Melhores do Ano Melhor Jornalista
Venceu
2014 Melhores do Ano Indicada
2015 Melhores do Ano Indicada
2016 Melhores do Ano Venceu
2017 Melhores do Ano Venceu
2018 Melhores do Ano Venceu
2019 Melhores do Ano Indicada
2019 Troféu Imprensa Melhor Apresentador de Telejornal Venceu
Troféu Internet Venceu

Referências

  1. a b c d e f g h «Entrevista com Sandra Annenberg - Tpm - RevistaTrip». Consultado em 24 de fevereiro de 2016 
  2. a b «Sandra Annenberg». Memória Globo. Consultado em 26 de maio de 2021 
  3. a b TV, Notícias da (9 de agosto de 2019). «Maria Júlia Coutinho vai apresentar sozinha Jornal Hoje; Sandra vai para Globo Repórter». Notícias da TV. Consultado em 9 de agosto de 2019 
  4. «Irmão de Sandra Annenberg tenta uma vaga como vereador». Veja São Paulo. 29 de agosto de 2016 
  5. «Alexandre Annenberg Netto:Informações de "Alexandre Annenberg Netto". Verifique processos judiciais, participações em empresas, citações no diário oficial e outras.». arquivojudicial.com. 29 de agosto de 2016 
  6. a b «Sandra Annenberg no Purepeople - Biografia, notícias e todas as fotos!». Purepeople.com.br. Consultado em 17 de fevereiro de 2016 
  7. «Sandra Anneberg - CARAS». Caras. Consultado em 24 de Fevereiro de 2020 
  8. a b c d e Biografia
  9. «TV Criança». infantv. Consultado em 4 de janeiro de 2022 
  10. «Perfil de Sandra Annenberg». memoriaglobo. Consultado em 4 de janeiro de 2022 
  11. «Um Dia Muito Especial». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 4 de janeiro de 2022 
  12. a b c Pacto de Sangue
  13. «Outro Canal: Atrito provoca saída de correspondente da Globo». Folha de São Paulo. 20 de novembro de 2001. Consultado em 26 de maio de 2021 
  14. «Apresentadores do Jornal Hoje» 
  15. «Sandra Annenberg mostra camisa com frase que virou meme no Jornal Hoje». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 22 de abril de 2021 
  16. «Sandra Annenberg deixa a bancada do jornal nacional». IstoÉ Gente. Consultado em 3 de abril de 2019 
  17. «Sandra Annenberg celebra aniversário da filha: 'Te amo mais que tudo'». Área VIP. 18 de julho de 2019. Consultado em 5 de junho de 2021 
  18. «Quem é Elisa Annenberg Paglia em 20 curiosidades». OsPaparazzi. Consultado em 3 de março de 2021 
  19. «Sandra Annenberg revela em entrevista ter sofrido assédio sexual». Veja São Paulo. 26 de fevereiro de 2017 
  20. Digital, CARAS (28 de agosto de 2021). «Sandra Annenberg celebra o início das aulas da filha em faculdade nos EUA». CARAS Brasil. Consultado em 1 de setembro de 2021 
  21. «Quem é Elisa Annenberg Paglia em 20 curiosidades». OsPaparazzi. Consultado em 1 de setembro de 2021 
  22. Joyce Pascowitch (5 de março de 1992). «Entrelinhas». Correio de Notícias. p. A-6. Consultado em 24 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Sandra Annenberg
Precedido por
Carla Vilhena
Apresentação do Jornal Hoje
2003-2019
Sucedido por
Maria Júlia Coutinho
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.