Sanduíche

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Um sanduíche do tipo italiano

O sanduíche (do inglês sandwich), também popularmente chamado de sanduba (português brasileiro) ou sandes (português europeu), é um tipo de alimento que consiste em dois pedaços de pão, entre os quais é colocada carne, queijo ou outro tipo de alimento. Também pode ser feito com um pão inteiro, geralmente de pequenas dimensões. Os sanduíches são, habitualmente, consumidos ao lanche ou como uma refeição rápida, durante o almoço ou o jantar.

História[editar | editar código-fonte]

A ideia de colocar algum recheio no pão é bem antiga. Antes de Cristo, nos antigos rituais de Pessach (a páscoa judaica), já se fazia uma mistura de pão com alguns tipos de embutidos. Em inúmeras culturas, come-se massa misturada com alguma coisa; o próprio formato do pão é adequado para isto. Apesar do costume ancestral, a fama - e o nome - do sanduíche vieram em 1762, com o inglês John Montagu, 4.º Conde de Sandwich, uma vila da Inglaterra. Conforme o historiador Edward Gibbon, o conde comia fatias de pão com salame para não precisar interromper as partidas de uíste, jogo de cartas popular entre os britânicos. Um dos parceiros de carteado do conde, James Cook, deu o nome de Sandwich a ilhas do Oceano Pacífico descobertas por ele em 1778; hoje, tais ilhas são chamadas de Havaí. Também existem, no Oceano Atlântico, a sudeste da América do Sul, as desabitadas ilhas Sanduíches do Sul.[1]

Daí em diante, o sanduíche, nas suas mais diversas formas, se popularizou internacionalmente, especialmente em países como Inglaterra, Países Baixos, Alemanha, Itália (bruschetta, tramezzino, panino), Estados Unidos (cachorro-quente, hambúrguer). Os sanduíches beirute, americano, cheeseburger e outros sanduíches ganharam os cardápios das lanchonetes a partir do século XIX. Com a Revolução Industrial (séculos 18 e 19), houve popularização dos almoços rápidos para trabalhadores das cidades grandes. Com as jornadas de trabalho cada vez mais extensas, o sanduíche passou a ser uma opção mais prática, apesar de pouco nutritiva.

Desde então, a variedade de sanduíches aumentou. O hambúrguer, a receita mais famosa de todas, popularizou-se nos Estados Unidos no final do século XIX, provavelmente levado por imigrantes alemães, e ganhou o mundo em meados do século XX, com o surgimento das grandes redes mundiais de fast-food. A partir dessa fórmula básica, surgiram variações e o sanduíche ganhou apelidos diferentes, de acordo com o recheio.

Algumas receitas de sanduíches e de seus condimentos principais[editar | editar código-fonte]

Americano[editar | editar código-fonte]

  • INGREDIENTES: pão francês, queijo, presunto, ovo frito, alface e tomate
  • CALORIAS: 418

Nos anos 1940, os donos da lanchonete Salada Paulista, em São Paulo, aprimoraram o misto-quente (criado por lá mais ou menos na mesma época), acrescentando-lhe alface, ovo e bacon. Brasileiríssimo, o sanduíche "americano" ganhou esse nome em homenagem à dupla ovo e bacon, popular nos Estados Unidos. Com o tempo, o bacon deixou de fazer parte da receita.

Bauru[editar | editar código-fonte]

  • INGREDIENTES: pão francês, queijo, rosbife e tomate
  • CALORIAS: 252

O estudante Casimiro Pinto Neto, de Bauru, no interior de São Paulo, frequentava a lanchonete Ponto Chic, no Centro de São Paulo. Um dia, no ano de 1939, pediu, ao cozinheiro, que preparasse um sanduíche com os ingredientes da receita original, que leva: rosbife, pão francês, fatias de tomate, picles e queijo derretido. A combinação acabou sendo batizada com o nome da cidade do "inventor".

Cheeseburger[editar | editar código-fonte]

Cheeseburger
  • INGREDIENTES: pão, hambúrguer, queijo
  • CALORIAS: 289

Apesar de alguns americanos terem vendido pães recheados com hambúrgueres e queijo na década de 1920, Louis Ballast, dono da lanchonete Humpty Dumpty, em Denver, no estado do Colorado, nos Estados Unidos, registrou a patente do cheeseburger em 1935. No Brasil, é chamado muitas vezes de X-burguer.

Beirute[editar | editar código-fonte]

O verdadeiro inventor é desconhecido, mas há algumas pistas sobre a origem do sanduíche. O pão especial, também chamado de pão sírio, foi trazido para São Paulo no início do século XX pelos imigrantes árabes. A partir de então, o sanduíche feito com o pão achatado ganhou esse nome dos paulistanos em homenagem aos nativos da capital libanesa.

Mostarda e ketchup[editar | editar código-fonte]

  • CALORIAS: 8 (por sachê de 8 gramas)

Além de serem pouco calóricos, os dois condimentos tem outra coisa em comum: ambos são antigos. A mostarda já era usada por povos antigos antes de Cristo: os romanos foram os primeiros a fazer uma pasta com as suas sementes espremidas. Já o primeiro ketchup não tinha tomate: era uma salmoura que os chineses usavam para temperar peixes, chamada ke-tsiap.

Maionese[editar | editar código-fonte]

  • CALORIAS: 25 (por sachê de 8 gramas)

A maionese surgiu na França em 1756, para comemorar a vitória no início da Guerra dos Sete Anos contra a Inglaterra. A lenda diz que o molho feito com ovos surgiu depois da tomada do castelo de Saint Philip, localizado em Mahón - daí o nome original mahonnaise.

Recordes[editar | editar código-fonte]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2014, uma lanchonete de Barretos estabeleceu um novo recorde em relação ao maior sanduíche do Brasil, quando produziu um de 55 quilogramas (33 quilograms a mais que o antigo recorde). O evento foi certificado pela RankBrasil e divulgado, ao vivo, num programa dominical da emissora Sistema Brasileiro de Televisão sobre o lanche em questão.[2]

No Guinness World Records[editar | editar código-fonte]

O livro Guinness World Records registra outros recordes em relação ao prato, que são:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "A Rainha que virou pizza" - José Antônio Dias Lopes - Cia. Editora Nacional - 2007
  2. Conheça o sanduba de peso Grupo O Jornal
  3. Igreja faz 2706 sandes numa hora para crianças mal-nutridas e entra no livro Guiness! UCB Notícias
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Sanduíche