Sinédrio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Sanhedrin)
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde maio de 2017)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Disambig grey.svg Nota: Se procura a associação secreta portuguesa, veja Sinédrio (Portugal).
Sinédrio, Foto da encyclopedia em 1883

O Sinédrio (do hebraico סנהדרין sanhedrîn; συνέδριον synedrion, em grego, "assembleia sentada", donde "assembleia") é o nome dado à associação de 20 ou 23 juízes que a Lei judaica ordena existir em cada cidade. O Grande Sinédrio era uma assembleia de juízes judeus que constituía a corte e legislativo supremos da antiga Israel. O Grande Sinédrio incluía um chefe ou príncipe (Nasi), um sumo-sacerdote (Cohen Gadol), um Av Beit Din (o segundo membro em importância) e outros 69 integrantes que se sentavam em semi-círculo. Antes da destruição de Jerusalém em 70 d.C., o Grande Sinédrio reunia-se no Templo durante o dia, exceto antes dos festivais e do Sábado.[1]

O Sinédrio foi dissolvido em 358 d.C. e, desde então, diversas tentativas de restabelecimento ocorreram.

Grande Sinédrio e Sinédrio Menor[editar | editar código-fonte]

O Talmude identifica duas classes de cortes de rabinos chamadas Sinédrio, o Grande Sinédrio e o Sinédrio Menor. Cada cidade poderia ter seu próprio Sinédrio Menor de 23 juízes, mas poderia haver somente um Grande Sinédrio de 71 juízes, que também funcionava como Suprema Corte, julgando apelações dos casos dos Sinédrios Menores.

No uso corrente, o termo "Sinédrio" costuma referir-se ao Grande Sinédrio.

Referências

  1. Ammianus Marcellinus, Res Gestae, 23.1.2–3.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Chen, S.J.D., "Patriarchs and Scholarchs," PAAJR 48 (1981), 57-85.
  • Goodman, M., "The Roman State and the Jewish Patriarch in the Third Century," in L.I. Levnie (ed.), The Galilee in late Antiquity (New York, 1992), 127.39.
  • Habas (Rubin), E., "Rabban Gamaliel of Yavneh and his Sons: The Patriarchate before and after the Bar Kokhva Revolt," JJS 50 (1999), 21-37.
  • Levine, L.I., "The Patriarch (Nasi) in Third-Century Palestine," ANRW 2.19.2 (1979), 649-88.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre judaísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.