Santa Casa de Misericórdia de Goiânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hospital
Santa Casa
Nome completo Santa Casa de Misericórdia de Goiânia
Localização Goiânia,  Brasil
Fundação 1 de novembro de 1936 (80 anos)
Tipo Privado sem fins lucrativos
Universidade afiliada Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Especialidades Diversas
Site www.santacasago
editar

A Santa Casa de Misericórdia de Goiânia é uma instituição[1] privada considerada hospital de referência na região Centro-Oeste.

História[editar | editar código-fonte]

A construção do hospital localizado na Rua 4 do Setor Central foi iniciada em 1 de novembro de 1936 juntamente com a fundação de Goiânia, contando com o apoio da esposa do fundador. Em 1984 a área foi vendida ao governo de Goiás e um novo prédio foi construído na Vila Americano do Brasil.[2]

Crescimento[editar | editar código-fonte]

Até 1954, a Santa Casa era dirigida apenas pela Sociedade de São Vicente de Paula. Com a expansão do Hospital, que dispunha naquela época de mais de 150 leitos, o presidente da Conferência, Dom Abel Ribeiro Camelo, implantou um regimento pelo qual nomeou uma junta para administrar o complexo hospitalar por dois anos. O primeiro Diretor Clínico eleito foi o Dr. Ademar Câmara, que atuou entre 1954 e 1955.

Naquele período, a Instituição avançou em matéria de aperfeiçoamento técnico, físico e material. A instalação de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocorreu nessa mesma época e foi considerada um grande avanço para o hospital. A criação do Centro Médico também foi iniciada no período em que a Santa Casa funcionava na Rua 4, Setor Central, com a participação de um pequeno número de profissionais. Nessa época, começaram a se definir clínicas mais especializadas, como de urologia, e de cardiologia[3].

Nesta época a Santa Casa deixou de ser um hospital municipal, para se tornar um hospital regional, atendendo ao município de Goiânia, ao estado de Goiás, aos estados limítrofes, e por último, ao próprio Distrito Federal.

Construção do novo Hospital[editar | editar código-fonte]

Realizou-se em meados da década de 1980 um levantamento que constatou a impossibilidade de se continuar prestando serviços na antiga sede, Setor Central, principalmente em razão das instalações físicas que não ofereciam segurança aos pacientes, médicos e funcionários.

No final da gestão do professor José Luciano da Fonseca na presidência da Santa Casa, em 1984, tendo em vista a crônica falta de recursos e as condições precárias das instalações do Hospital, a área onde estava edificada foi vendida para o Governo do Estado.

O novo prédio, localizado na Vila Americano do Brasil, onde funciona até hoje a SCMG foi construído em um período de nove meses, em espaços projetados e equipamentos considerados, na época, os mais modernos existentes na área hospitalar.

Novo Marco Histórico[editar | editar código-fonte]

Em 31 de outubro de 2003, a Sociedade Goiana de Cultura (SGC) se vinculou à Santa Casa para consecução de seus objetivos institucionais. Esse ato foi considerado fundamental para que a SCMG ampliasse seu potencial e viesse a se consolidar como hospital de referência na região Centro-Oeste, na área de assistência à saúde, bem como no ensino e na pesquisa.

Dentro desse contexto, entende-se que a otimização do papel desempenhado pela SCMG, agora em gestão colegiada com a SGC é fundamental na melhoria da prestação de assistência à saúde.

A nova estratégia integradora do atual projeto de gestão colegiada, sob a supervisão da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia, incorpora os elementos de efetividade do atendimento, resolutividade e respeito ao usuário.


Parceria de ensino[editar | editar código-fonte]

Ao longo de sete décadas, a SCMG tornou-se, sob todos os aspectos, um hospital de referência para a região Centro-Oeste, tanto em sua estrutura como em sua concepção de atender todas as pessoas que buscam seus serviços, sem nenhuma forma de discriminação. O desenvolvimento sistemático de pesquisas e a produção, sobretudo na área médica, credenciaram e legitimaram a Instituição a constituir um Hospital Escola.

A Santa Casa desenvolve importante função na formação de profissionais de saúde com programas de internato, residência médica e convênio com o curso de enfermagem da Universidade Católica de Goiás - UCG .

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Diário da Manha, ed. (17 de maio de 2015). «Santa Casa de go». Consultado em 17 de maio de 2015 
  2. SCMG (ed.). «Santa Casa de go». Consultado em 17 de maio de 2015 
  3. Diário da Manha, ed. (17 DE ABRIL de 2015). «Santa Casa de go». Consultado em 17 DE ABRIL de 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre um hospital ou uma instituição de saúde é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.