Santa Fé (Campo Grande)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde fevereiro de 2013). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Santa Fé é um bairro da região centro-leste de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. É um dos bairros com os mais altos e luxuosos edifícios da cidade, com o mais alto tendo 31 andares. Conta com o maior e mais movimentado shopping da cidade e fica próximo ao Parque das Nações Indígenas.

História[editar | editar código-fonte]

Antes da criação do estado de Mato Grosso do Sul em 1977 e a elevação de Campo Grande como capital do estado, a região do Santa Fé era como outros bairros próximos formados por chácaras e algumas casas grandes onde os fazendeiros e produtores do interior mantinham suas residências quando estavam de folga, algumas, agora modernizadas, ainda presentes no bairro.

Instalação dos serviços públicos[editar | editar código-fonte]

Com a cidade agora capital do estado, os poderes públicos prevendo e antecipando uma explosão populacional em Campo Grande decidiram planejar o futuro da ocupação do solo. Algumas vilas foram criadas na região norte, sul e oeste. Já a região leste ficou reservada para a instalação e funcionamento dos órgão públicos, agora necessários na cidade.

Para tanto foi criado o Parque dos Poderes e o Parque das Nações Unidas. Parques estes que contam com a governadoria, museus, emissora de tv, Receita Federal, Tribunais estaduais e federais, parlatório, quadras, locais para shows e caminhadas, centro de reabilitação de animais e um vida silvestre, flora e fauna abundantes, entre outras coisas. Tudo isso, depois de instalados, acabou gerando uma grande atração de funcionários públicos ao bairro Santa Fé e outros ao redor. Várias casas e edifícios foram construídos para atender esta demanda.

A chegada do shopping[editar | editar código-fonte]

Em 1988 chegaria ao bairro o Shopping Campo Grande. Seria, de fato, o segundo shopping da cidade, porém o primeiro realmente conforme as novas tendências dos estabelecimentos comerciais modernos. Logo se tornou um sucesso na cidade, já que a posição privilegiada contemplava ao mesmo tempo os órgãos públicos, centro e os bairros residenciais mais nobres da cidade. Mesmo assim, na data de sua inauguração, nas fotos comemorativas do shopping é possível ver que o bairro Santa Fé ainda era apenas de casas, sem os edifícios que marcam a vizinhança hoje.

Serviços[editar | editar código-fonte]

O bairro possui bares,restaurantes,uma loja de floricultura,uma loja de tapetes orientais,casas noturnas famosas no estado,pizzarias,sorveterias e o bairro possui, anexado ao Shopping Campo Grande, o único hipermercado Carrefour da cidade.

Problemas do Bairro[editar | editar código-fonte]

Rachas nas madrugadas na Avenida Afonso Pena e imediações, som alto em alguns lugares onde há festas; Em horário de pico: Ruas e avenidas como a Rua Ceará, a Avenida Nelly Martins com a Avenida Mato Grosso e Avenida Afonso Pena com a Avenida Rubens Gil de Camilo constumam ter trânsito um pouco lento em razão de muitos carros, ônibus e motocicletas... Mas nada de grandes congestionamentos de maiores cidades, como São Paulo, e trânsito complicado.

Geografia[editar | editar código-fonte]

  • Polígono formado por: Rua Ceará, Rua Caconde, Rua José Gomes Domingues, Rua das Garças, Rua Kriptônio, Rua Silex, Rua Autonomista, divisa da Coophafé e prolongamento, Avenida Nelly Martins, Rua Prof. Luiz Alexandre de Oliveira, Rua Ivan Fernandes Pereira, Avenida Afonso Pena.
  • Parcelamentos: Santa Fé, Vila Santos Gomes (parte), Vila Boa Esperança (parte), Conjunto Residencial Nova Ipanema, Coophafé (parte), Vivendas do Bosque (parte), Royal Park.