Santa Maria (nau)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Réplica funcional da nau Santa Maria, ancorada no porto do Funchal, Madeira.

A Santa Maria, anteriormente chamada de La Gallega, foi a nau, do tipo carraca, capitânia do Almirante Cristóvão Colombo na viagem em que, navegando para Oeste pelo Oceano Atlântico, veio a descobrir o continente americano (1492).

De propriedade do mestre Juan de la Cosa, morador das vizinhanças do porto de Palos de la Frontera, e que a pilotava nesta viagem, era considerada pelo Almirante como uma embarcação pesada.

Naufrágio[editar | editar código-fonte]

A embarcação veio a encalhar num banco de areia, na ilha de Hispaniola (atual baía do Caracol, no Haiti), na noite de 25 de dezembro de 1492. Foram em vão as providências empreendidas para o seu resgate, tendo sido abatido o mastro e o porão esvaziado de mantimentos, sem sucesso.

No local de seu naufrágio, graças ao auxílio dos indígenas, foi providenciado o transbordo da carga e tripulantes para a Niña, tendo Colombo fundado, no local, o Fuerte Navidad, que deixou guarnecido com trinta e nove homens.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.