Barreiro (região de Belo Horizonte)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Santa Rita (Belo Horizonte))
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Barreiro
  Bairro do Brasil  
Barreiro.svg
Área
- Total 53,51
População
 - Total 282,552
    • Densidade 4.899,9 hab./km²
- IDH 0,790
- Índice de Gini 0,47
- Expectativa de vida ao nascer (anos) 70,93
Domicílios 69.747
Rendimento médio mensal 254,06
Energia elétrica (%) 99,52
Água encanada (%) 96,78
Coleta de lixo (%) 97,87
Fonte: PNUD/2000[1]

O Barreiro é a segunda região mais movimentada de Belo Horizonte, após o centro comercial da capital. Completou em 2016, no dia 3 de agosto, seus 161 anos de idade, sendo mais antiga do que a própria cidade. São mais de nove mil empresas de comércio e prestação de serviços, bem como profissionais autônomos, indústrias de pequeno, médio, e grande porte, shopping e variadas instituições que dão um perfil de cidade à região, que dista 15 km do centro de Belo Horizonte, mas pertence a esse município.

Uma estatística feita pela Prefeitura de Belo Horizonte, em 2006, constatou um total de 9.747 atividades, comercial, industrial e de serviços. Foram catalogadas 4.190 comércios varejistas, 404 comércios atacadistas, 3.901 empresas de prestação de serviços, 355 indústrias, 324 locais de serviços de uso coletivo e 573 profissionais autônomos.

Está ligado ao centro da cidade por diversas vias e bairros. As estações BHBUS Barreiro e Diamante polarizam o transporte coletivo da região.

A arrecadação do Distrito do Barreiro gera em cerca de 40% do Valor Adicional Fiscal (VAF) de Belo Horizonte, mostrando a importância dessa região a capital.

Com cerca de 300 mil habitantes, 90 mil domicílios, 54 bairros, caso fosse emancipado estaria entre as 8 maiores cidades de Minas Gerais.

História[editar | editar código-fonte]

A história oficial da região data de 1855, quando surgiu a "Fazenda Barreiro". O seu primeiro proprietário foi o Coronel Damazo da Costa Pacheco, que após cultivá-la por muitos anos, resolveu variar de atividade, vendendo-a para o Major Cândido José dos Santos Brochado.

O Major Cândido fez se notório por contrariar todas as leis abolicionistas, como a Lei do Ventre Livre e a Lei do Sexagenário. Foi assassinado por um escravo fugido. Por essas atitudes a família colecionava inimizades. Com a morte do Coronel a família vendeu o local para o sr. Manoel Pereira de Melo Vianna e saíu da região.

O engenheiro Aarão Reis, ao chegar com sua equipe para construção de Belo Horizonte, se interessou pela qualidade da água daquela região, tencionando utilizá-la no abastecimento da capital. Na época era ocupada por imigrantes estrangeiros que moravam na colônia agrícola Vargem Grande. Essa colônia foi uma tentativa de repovoamento de Belo Horizonte.

A influência dos imigrantes ainda é bem marcante nas famílias tradicionais da região (muitos bairros e ruas levam sobrenome dos patriarcados como Teixeira Dias, Alves Patrício, Pongeluppe, Cardoso, Aganetti, Hilbert, Hoffman).

Deixando a pátria distante, muitas famílias, fixaram-se na região do Barreiro, em busca de estabilidade, segurança, um futuro melhor. que virou

Geografia[editar | editar código-fonte]

A região encontra-se em uma unidade geomorfológica que se estende da Serra do Curral, ao sul da cidade, até a região de Venda Nova, denominada depressão de Belo Horizonte, que é formada principalmente por rochas do embasamento cristalino, como o gnaisse. Apresenta uma grande diversidade de formações rochosas, pois uma parte mais ao sul encontra-se no quadrilátero ferrífero (Serra do Curral), formado por rochas compostas principalmente férreas, como o itabirito e a hematita. Também apresenta rochas como o filito e o quartzito, em menor escala.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Na região, situa-se a bacia do ribeirão Arrudas, sendo os seus principais afluentes o córrego do Jatobá, córrego do Barreiro e o córrego Bom Sucesso.[2]

Topografia[editar | editar código-fonte]

É um terreno bastante acidentado, com altitudes variando entre 851 a 1151 metros. Existem, na região, 4 parques municipais e um parque estadual:

Bairros[editar | editar código-fonte]

A região do Barreiro, em Belo Horizonte possui um total de 64 bairros.[3] Sendo estes:

Referências

  1. «Atlas de Desenvolvimento Humano da Região Metropolitana de Belo Horizonte Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD». Consultado em 23 de janeiro de 2008 
  2. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; Instituto de Geociências Aplicadas de Minas Gerais (1979). Belo Horizonte (SE-23-Z-C-VI-3) (Mapa). [1:50 000]. Carta do Brasil. IBGE. Cópia arquivada em 11 de outubro de 2006 
  3. «Bairros da região do Barreiro, em Belo Horizonte». Prefeitura de Belo Horizonte. Consultado em 25 de janeiro de 2010 

Ver também[editar | editar código-fonte]


Regiões Administrativas de Belo Horizonte Brasão de Belo Horizonte
Barreiro | Central | Centro-Sul | Leste | Nordeste | Noroeste | Norte | Oeste | Pampulha | Venda Nova