Santa Rosa do Piauí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Santa Rosa do Piauí
Bandeira de Santa Rosa do Piauí
Brasão indisponível
Bandeira Brasão indisponível
Hino
Aniversário 29 de abril
Fundação 29 de abril de 1992
Gentílico santarrosense
Lema Acima de tudo, o nosso povo
Prefeito(a) Veríssimo Antônio Siqueira da Silva (PT)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Santa Rosa do Piauí
Localização de Santa Rosa do Piauí no Piauí
Santa Rosa do Piauí está localizado em: Brasil
Santa Rosa do Piauí
Localização de Santa Rosa do Piauí no Brasil
06° 47' 56" S 42° 17' 16" O06° 47' 56" S 42° 17' 16" O
Unidade federativa Piauí
Mesorregião Sudeste Piauiense IBGE/2008 [1]
Microrregião Picos IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Oeiras, Cajazeiras do Piauí, Tanque do Piauí.
Distância até a capital 283 km km
Características geográficas
Área 356,237 km² [2]
População 5 178 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 14,54 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,584 baixo PNUD/2000 [4]
PIB R$ 14 401,351 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 2 719,29 IBGE/2008[5]

Santa Rosa do Piauí é um município brasileiro do estado do Piauí. Localiza-se a uma latitude 06º47'57" sul e a uma longitude 42º17'17" oeste, estando a uma altitude de 0 metros. Sua população estimada em 2015 era de 5 178 habitantes. Possui uma área de 352,86 km².

Santa Rosa do Piauí foi colonizada por Alemães, e se desenvolveu através do Projeto ANDA (Associação Nordestina de Desenvolvimento Agrário), trazido a região pelo então Bispo da Diocese de Oeiras, Dom Edilberto Dinkelborg.

Com o projeto ANDA, foi possível abrir estradas e construir meios para escoar a produção agrícola, que despontava como alternativa de sobrevivência para o seu povo. Além de desenvolver outras construções de grande importância para formação do município.

Na década de 1960, Em fase de transformação e crescimento Santa Rosa do Piauí chegou a ser reconhecida como grande exportadora de grãos de milho e rapadura.

Trabalho e Rendimento[editar | editar código-fonte]

Em 2015, o salário médio mensal era de 1.9 salários mínimos. A proporção de pessoas ocupadas em relação à população total era de 6.1%. Na comparação com os outros municípios do estado, ocupava as posições 45 de 224 e 104 de 224, respectivamente. Já na comparação com cidades do país todo, ficava na posição 2500 de 5570 e 4716 de 5570, respectivamente. Considerando domicílios com rendimentos mensais de até meio salário mínimo por pessoa, tinha 54.7% da população nessas condições, o que o colocava na posição 113 de 224 dentre as cidades do estado e na posição 523 de 5570 dentre as cidades do Brasil.

Economia[editar | editar código-fonte]

Em 2014, tinha um PIB per capita de R$ 5808.62. Na comparação com os demais municípios do estado, sua posição era de 139 de 224. Já na comparação com cidades do Brasil todo, sua colocação era de 5118 de 5570. Em 2015, tinha 95.2% do seu orçamento proveniente de fontes externas. Em comparação às outras cidades do estado, estava na posição 108 de 224 e, quando comparado a cidades do Brasil todo, ficava em 799 de 5570.

Educação[editar | editar código-fonte]

Em 2015, os alunos dos anos inicias da rede pública da cidade tiveram nota média de 5 no IDEB. Para os alunos dos anos finais, essa nota foi de 4. Na comparação com cidades do mesmo estado, a nota dos alunos dos anos iniciais colocava esta cidade na posição 29 de 224. Considerando a nota dos alunos dos anos finais, a posição passava a 58 de 224. A taxa de escolarização (para pessoas de 6 a 14 anos) foi de 99 em 2010. Isso posicionava o município na posição 22 de 224 dentre as cidades do estado e na posição 610 de 5570 dentre as cidades do Brasil.

Matrículas ( Unidade: matrículas )[editar | editar código-fonte]

Ensino pré-escolar (2015) 151 matrículas

Ensino fundamental (2015) 829 matrículas

Ensino médio (2015) 237 matrículas

Ensino superior (2015) NaN

Prefeitos[editar | editar código-fonte]

(1º)Joaquim Castelo Branco - Primeiro Prefeito de Santa Rosa, governou o município de 01 de janeiro de 1993 a 24 de setembro de 1995. Ano de falecimento do mesmo, a partir daí assumiu seu vice-prefeito, (2º)José Martins de Moura Araújo, governou de 25 de setembro de 1995, até 31 de dezembro de 1996.

Em 01 de janeiro de 1997, (3º) Nadir Pereira Castelo Branco assumiu o governo da cidade por dois mandatos seguidos, até 31 de dezembro de 2004.

Em 01 de janeiro de 2005, (4º) Maria Telma Tenório Pinheiro, governou o município por dois mandatos seguidos, até 31 de dezembro de 2012.

(5º) Edgar Castelo Branco assumiu a prefeitura, em 01 de janeiro de 2013, até 31 de dezembro de 2016.

(6º) Verissímo Antônio Siqueira da Silva é o atual gestor, e deve governar o município até 31 de dezembro de 2020.

Bairros[editar | editar código-fonte]

Centro, Fazenda, Baixa Fria, Santo Antonio, Pé da Serra, Barradás, Tanque, Berlenga, Cajueiro, Conjunto Habitacional Telma Tenório.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Piauí é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.