Sapé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Sapé (desambiguação).
Sapé
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Sapé
Bandeira
Brasão de armas de Sapé
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Terra de Augusto dos Anjos"
"A porta de entrada do Brejo"
"Terra do Abacaxi"
Gentílico sapeense
Localização
Localização de Sapé na Paraíba
Localização de Sapé na Paraíba
Sapé está localizado em: Brasil
Sapé
Localização de Sapé no Brasil
Mapa de Sapé
Coordenadas 7° 05' 42" S 35° 13' 58" O
País Brasil
Unidade federativa Paraíba
Região intermediária[1] João Pessoa
Região imediata[1] João Pessoa
Municípios limítrofes Cuité de Mamanguape (N), Capim (N), Santa Rita (L), Cruz do Espírito Santo (SE), Sobrado (S), Riachão do Poço (SO), Mari (O).
Distância até a capital 42 km
História
Fundação 1 de dezembro de 1925 (94 anos)
Aniversário 1 de dezembro
Administração
Prefeito(a) Flávio Roberto Malheiros Feliciano (PSB)
Características geográficas
Área total [2] 316,330 km²
População total (estimativa IBGE/2018[3]) 52 443 hab.
Densidade 165,79 hab./km²
Clima tropical (As')
Altitude 123 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 58340-000
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [4]) 0,556 baixo
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 214 536,661 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 4 498,57

Sapé é um município brasileiro do estado da Paraíba, está localizado na Região Geográfica Imediata de João Pessoa. Com uma área territorial de 316 km², sua população era de 52 443 habitantes em 2018,[3] conforme estimativas do IBGE de 2018.

Está a 42 km de João Pessoa (via PB-004, trajeto mais curto) e a 75 km de Campina Grande, é a terra do poeta Augusto dos Anjos, que foi nomeado o paraibano do século pela TV Cabo Branco. É conhecida como a cidade do abacaxi, por ser um exportador do produto na região.

Educação[editar | editar código-fonte]

Sapé conta com escolas municipais e estaduais de bom porte e qualidade razoável, destacando-se a escola estadual Monsenhor Odilon Alves pedrosa (EEMOAP). Além de escolas particulares de bom nível como o Instituto Mon Serrat, entre as vinte melhores escolas do estado na avaliação do Enem. [carece de fontes?]

Atrativos[editar | editar código-fonte]

Situada na Zona da Mata Paraibana, Sapé dispõe de inúmeras riquezas naturais, com destaque para RPPN, RPPN Reserva Particular de Patrimônio Natural de Pacatuba com 266,53 ha., de Mata Atlântica; situada no distrito da Usina Santa Helena. A reserva é protegida e cercada pelo IBAMA. A reserva possui árvores e animais em extinção.

Destaque ainda pela arquitetura, onde capelas e casarões dão um clima de romantismo ao local. Junto à cidade de Guarabira torna-se uma das importantes cidades da região do brejo paraibano.


Foto de Sapé em 1922.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O território do município de Sapé situa-se na microrregião de Sapé Mesorregião da Mata Paraibana e sua sede municipal esta a 123 m de altitude do nível do mar, tendo sua posição geográfica definida pelo paralelo de 7º 05’ 38” de latitude sul, em sua intersecção com o meridiano de 35º 13’ 58” de longitude oeste.

O município de Sapé, está inserido na unidade geoambiental dos Tabuleiros Costeiros. Esta unidade acompanha o litoral de todo o nordeste, apresenta altitude média de 50 a 100 metros. Compreende platôs de origem sedimentar, que apresentam grau de entalhamento variável, ora com vales estreitos e encostas abruptas, ora abertos com encostas suaves e fundos com amplas várzeas.

A vegetação original é composta de Floresta Subperenifólia, com partes de Floresta Subcaducifólia e Cerrado/Floresta, e Mata Atlântica.

É uma região canavieira, além de também existir o cultivo do abacaxi em grande escala comercial, a avicultura de corte e de postura, criação de caprinos e bovinos; Além do mais há também a diversificação das lavouras alimentares apresentada pelos dados da produção agrícola municipal publicado pelo IBGE. Destaca-se o consórcio de frutíferas (laranja, acerola, melancia, limão, cajá, araçá, caju-cultivo irrigado, Manga, Banana, Ciriguela, mamão, Mangaba, Graviola, Pinha, Pitanga, Goiaba, Coco; com o capim que é destinado a criação de animal.) além do amendoim e de produtos da horticultura. A mandioca (principal produto), o feijão e o milho são as principais lavouras produzidas nas áreas de assentamento e sítios vizinhos.

Clima[editar | editar código-fonte]

O município tem clima tropical, com máxima de 32 graus e mínima de 18 graus. As chuvas começam em fevereiro e diminuem em agosto. Sua média pluviométrica está acima dos 1000 milímetros, onde o mês mais chuvoso é Junho. Sua temperatura é quente e varia pouco ao longo do ano, onde a média anual é de 25 ºC. A precipitação média anual é de 1.048.2 mm.

Dados climatológicos para Sapé
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 31,6 31,6 31,2 30,6 29,8 28,8 28,3 28,7 29,8 30,8 31,6 31,7 30,4
Temperatura média (°C) 26,1 26,1 26,0 25,5 24,8 23,8 23,2 23,3 24,1 25,0 25,6 26,0 25,0
Temperatura mínima média (°C) 21,7 21,7 22,8 21,6 21,1 20,2 19,5 19,2 19,9 20,5 20,8 21,3 20,8
Chuva (mm) 47,8 65,3 132,2 159,6 153,3 164,6 135,9 76,8 40,9 17,4 16,1 23,9 1 048,4
Fonte: Departamento de Ciências Atmosféricas.[6][7][8][9]

Economia[editar | editar código-fonte]

A agricultura predomina na economia municipal, destacando-se a produção de abacaxi e cana-de-açúcar, sendo produzido também em menor escala a mandioca, o feijão, inhame e a batata-doce. Em relação ao comércio, o município denota uma tendência crescente, apesar de fatores superiores terem influenciado uma queda notável na economia sapeense.

No setor financeiro, a cidade dispõe de quatro agências bancárias: Banco do Brasil, Bradesco, Banco do Nordeste e Caixa Econômica; e mais uma lotérica cujo nome é uma homenagem ao filho ilustre de Sapé, Augusto dos Anjos.

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 24 de maio de 2019 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «TEMPERATURA COMPENSADA MENSAL E ANUAL DA PARAÍBA». Departamento de Ciências Atmosféricas. Consultado em 18 de Setembro de 2017 
  7. «TEMPERATURA MÍNIMA MENSAL E ANUAL DA PARAÍBA». Departamento de Ciências Atmosféricas. Consultado em 18 de Setembro de 2017 
  8. «PRECIPITACAO MENSAL». Departamento de Ciências Atmosféricas. 1911–1990. Consultado em 18 de Setembro de 2017 
  9. «UMIDADE RELATIVA DO AR». Departamento de Ciências Atmosféricas. 1911–1980. Consultado em 18 de Setembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Sapé