Sapeaçu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sapeaçu
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Sapeaçu
Bandeira
Brasão de armas de Sapeaçu
Brasão de armas
Hino
Lema Flos inviolata
"Flor inviolável"
Apelido(s) "Sapé"
Gentílico sapeçuense
Localização
Localização de Sapeaçu na Bahia
Localização de Sapeaçu na Bahia
Sapeaçu está localizado em: Brasil
Sapeaçu
Localização de Sapeaçu no Brasil
Mapa de Sapeaçu
Coordenadas 12° 43' 40" S 39° 10' 55" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Região intermediária[1] Santo Antônio de Jesus
Região imediata[1] Cruz das Almas
Municípios limítrofes Cruz das Almas, Conceição do Almeida, Castro Alves e Cabaceiras do Paraguaçu
Distância até a capital 155 km
História
Fundação 09 de setembro de 1885 (134 anos)
Emancipação 27 de abril de 1953 (66 anos)
Aniversário 27 de abril
Administração
Prefeito(a) George Vieira Góes (2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 117,209 km²
População total (IBGE/2018[3]) 17 387 hab.
Densidade 148,34 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[4]) 0,614 médio
PIB (IBGE/2016[5]) R$ 182 552 mil
PIB per capita (IBGE/2016[5]) R$ 10 095,24

Sapeaçu é um município brasileiro do estado da Bahia, localizado no Recôncavo Baiano. Sua população estimada em 2018 pelo IBGE foi de 17 387 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Originalmente, a região de Sapeaçu era habitada por índios caetés (sabujás).

As terras em que hoje se situa Sapeaçu integravam a sesmaria de Paraguaçu e foram doadas pelo 2º governador-geral do Brasil, d. Duarte da Costa, ao seu filho Álvaro da Costa em 17 de janeiro de 1557.

Os indígenas locais foram expulsos para a formação da Fazenda Sapé Grande, no século XVIII, que passou a pertencer a Pedro Barbosa Leal (falecido em 1732), onde foi construída uma capela dedicada à Nossa Senhora da Conceição.

Pedro cedeu terrenos a vários colonos baianos, que construíram suas casas em torno da capela, formando o povoado Sapé, que nessa época pertencia ao município de São Félix do Paraguaçu.

Em 9 de setembro de 1885, o arraial de Sapé foi elevado à condição de freguesia, sob invocação de Nossa Senhora da Conceição, através da lei provincial nº 2.548. Neste mesmo período, foi criado a Liga Sapeense, em prol da sua emancipação política, estando nessa luta José Ribeiro Machado, Manoel Afonso da Silva, Manoel Martins Valverde e dr. Rafael Jambeiro. Houve uma tentativa falha de emancipação em agosto de 1891.

Com a criação da vila de Cruz das Almas, em 29 de julho de 1897, a freguesia de Sapé passou a ser 1º distrito da vila de Cruz das Almas, sendo o intendente o cônego Antônio Silva França.

O nome do distrito foi alterado de Sapé para Sapeaçu em 1° de julho de 1944. Sapeaçu é um topônimo de origem tupi-guarani e significa "palha grande".

Em 1947, foi apresentado na Assembleia Legislativa da Bahia pelos deputados Carlos Aníbal Correio e Joel Presídio o projeto de emancipação de Sapeaçu.

No dia 27 de abril de 1953, foi sancionada pelo governador da Bahia, Régis Pacheco, a lei que emancipava Sapeaçu de Cruz das Almas.

Economia[editar | editar código-fonte]

As principais fontes de renda do município são a agricultura (principalmente o cultivo de laranja, tangerina, acerola, limão, tabaco, milho, amendoim, feijão, banana, mamão e mandioca), a pecuária bovina e suína e o setor de serviços.

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «estimativa_ibge_2018.xls». agenciadenoticias.ibge.gov.br. Consultado em 04 de maio 2019  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 7 de agosto de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2010 à 2016». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 04 de maio 2019  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.