Saphira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Saphira é um dragão fêmea de escamas azul-celeste, personagem da série Ciclo da Herança de Christopher Paolini.

Vida[editar | editar código-fonte]

Ela é o dragão de Eragon, que quando era um ovo foi capturada por Galbatorix, o rei tirano da Alagaësia, e depois de muito esforço foi resgatado por Jeod e Brom. Arya Dröttning, uma elfa, passou 70 anos carregando o ovo, mas um dia foi atacada por Durza o Espectro e seus soldados Urgals. Para proteger o ovo enviou-o para o lugar mais longe que podia, ou seja, a Espinha, onde Eragon encontrou-o e tomou para si acreditando ser uma pedra valiosa.

O ovo chocou e Eragon descobriu se tratar de um dragão, Saphira, que ele criou escondido dentro da própria Espinha. Quando o rei mandou Ra'zacs para perseguir o garoto e a família, Saphira voou com Eragon forçadamente longe de Garrow (o tio de Eragon). A partir de então eles começaram a treinar magia e luta com Brom, perseguindo os Ra'zac para vingar Garrow. Assim chegaram ao grupo rebelde dos Varden onde derrotaram Durza, para depois chegarem em Ellesméra, a cidade dos elfos, para aprofundar seus estudos e derrotar Galbatorix.

Ellesméra[editar | editar código-fonte]

Em Ellesméra Eragon e Saphira descobrem não serem os únicos, lá havia um outro Cavaleiro Oromis e seu dragão, Glaedr. Eles ensinariam os dois a serem Cavaleiro e dragão treinados. Saphira, que acreditava ser única no mundo ficava de provocação com seu mestre "como uma gatinha que tentava seduzir um gato adulto para brincar" (Eldest). Eles se desentenderam no ninho dos ovos rachados, onde se atacaram e ficaram feridos, porém acabaram fazendo as pazes para continuar o treinamento.

Ellesméra foi a capital do reino élfico e da residência da rainha dos Elfos, islanzadi. Foi também a casa de Oromis, o último dos antigos Rider Ordem e Rhunön, o fabricante de espadas original Rider. Ellesméra foi localizado no fundo da floresta de Du Weldenvarden. A cidade foi magicamente cantou inteiramente de uma floresta de pinheiros. As árvores que crescem na forma do cantor desejado, e que naturalmente se misturam no ambiente.

Não havia comido carne de Ellesméra (ou em qualquer das outras cidades élfico). Se Glaedr veado morto, ele levava a carcaça de distância da cidade de modo a não contaminar o ar com o seu cheiro.

Elfos cantam para as árvores e plantas na antiga língua para pegá-los a crescer e moldar-se a forma como os elfos querem. Isto é como eles fazem suas casas, arcos, e outros artigos de madeira. Elfos também cantar para sementes de flores a crescer-los completamente da sua própria energia e magia. editar Heart of the City

No centro de Ellesméra era a Árvore menoa. Linnea foi um elfo antigos que, cantou-se na maior árvore na floresta. A Árvore menoa foi descrito como cem vezes o perímetro como as árvores ao redor. Eragon descobriu que a árvore tinha uma consciência infinitamente grande que ele não poderia envolver em torno de sua mente.

A Árvore menoa também era muito poderosa e muito protetor da floresta. Em seu confronto com Eragon e Saphira, ela afirmou que, se Galbatorix foram para atacar sua floresta, ela iria destruí-lo. Nós não sabemos ainda a extensão de seu poder.

A Celebração de Juramento ao Sangue teve lugar sob a sombra da árvore menoa em Eldest. A cada cem anos, os elfos iria celebrar o pacto que foi feito com os dragões para estabelecer a paz e formam os Cavaleiros do Dragão.

Sobre a personagem[editar | editar código-fonte]

O dragão de Eragon e a sua outra metade, Saphira é a última dragão fêmea , e havendo mais dois dragões machos e ainda um ovo por eclodir, também macho, Saphira terá de ser a mãe de toda uma raça. Tem escamas azuis, é muito bela e graciosa, apelidada de Escamas Brilhantes e Rainha dos Céus. Filha de Iormungr e Vervada, também é muito sábia e inteligente, e apesar de mais nova que Eragon, tem tendência a protegê-lo. Consegue ser ternurenta e feroz ao mesmo tempo, e também tem sentido de humor. Acasala com Fírnen, dragão de Arya.