Sapiens: Uma Breve História da Humanidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Capa da 4ª Edição em português

Sapiens: Uma Breve História da Humanidade é um livro de Yuval Harari publicado primeiramente em 2014, embora tenha sido lançado originalmente em Israel em 2011, com o título Uma Breve História do Gênero Humano.[1][2] Harari cita o livro Armas, Germes e Aço, do autor Jared Diamond Como uma das maiores inspirações para o livro, mostrando que ele era possível "fazer muitas grandes perguntas e respondê-las cientificamente". Diamond caracterizou o livro como uma obra que "Ilumina as grandes questões da história e do mundo moderno".[3]

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

Harari divide o livro em quatro partes, são elas:

  • Parte 1 - A Revolução Cognitiva;
  • Parte 2 - A Revolução Agrícola;
  • Parte 3 - A Unificação da Humanidade;
  • Parte 4 - A Revolução Científica;
O livro aborda a História da Humanidade desde a evolução arcaica da espécie humana na idade da pedra, até o século XXI. Seu principal argumento é que o Homo sapiens domina o mundo porque é o único animal capaz de cooperar de forma flexível em largo número e o faz por ser a única espécie capaz de acreditar em coisas que não existem na natureza e são produtos puramente de sua imaginação, tais como deuses, nações, dinheiro e direitos humanos. O autor afirma que todos os sistemas de cooperação humana em larga escala - incluindo religiões, estruturas políticas, mercados e instituições legais - são, em última instância, ficção.[4]

Outros argumentos relevantes do livro são os de que dinheiro é um sistema de confiança mútua; o capitalismo é uma religião e não apenas uma teoria econômica; o império tem sido o sistema político mais bem sucedido dos últimos 2000 anos; o tratamento dado a animais domésticos está entre os piores crimes da História; as pessoas hoje não são necessariamente mais felizes que no passado;[5] e os humanos estão atualmente em um processo de modernização de seus deuses.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Traduzido para mais de 30 idiomas, o livro venceu o prêmio da Biblioteca Nacional da China's Wenjin Book Award em 2015.

[6]
O livro foi selecionado por Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, para o seu Clube do Livro Online, em 2015.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Strawson, Galen (11 de setembro de 2014). «Sapiens: A Brief History of Humankind by Yuval Noah Harari – review». The Guardian. Consultado em 29 de outubro de 2014 
  2. Payne, Tom (26 de setembro de 2014). «Sapiens: a Brief History of Humankind by Yuval Noah Harari, review: 'urgent questions'». The Telegraph. Consultado em 29 de outubro de 2014 
  3. Kennedy, Paul (12 de janeiro de 2015). «Sapiens». CBC Radio 1. Ideas: with Paul Kennedy 
  4. http://www.ynharari.com/sapiens-the-book/short-overview/
  5. http://www.theguardian.com/books/2014/sep/05/were-we-happier-in-the-stone-age
  6. http://newscontent.cctv.com/NewJsp/news.jsp?fileId=293098