Sarah and Son

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade. Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Sarah and Son
Sarah e Seu Filho (BRA)
 Estados Unidos
1930 •  p&b •  86 min 
Direção Dorothy Azner
Produção David O. Selznick
Roteiro Zoe Akins
Baseado em Romance de Timothy Shea
Elenco Ruth Chatterton
Fredric March
Gilbert Emery
Fuller Mellish Jr.
Doris Lloyd
Gênero drama
Distribuição Paramount Pictures
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Sarah and Son (br: Sarah e Seu Filho) é um filme estadunidense de 1930, do gênero drama, dirigido por Dorothy Arzner. Uma das melhores produções de David O. Selznick durante seus três anos na Paramount Pictures,[1] este é um perfeito exemplo de dramas do tipo "encharcadores de lenços" e o veículo mais popular até então para Ruth Chatterton,[1] que recebeu uma indicação ao Oscar por sua atuação.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Sarah, uma artista austríaca, há anos sofre abusos de seu marido. Um dia, horrorizada, descobre que ele vendeu Bobby, o filho deles, para uma família rica. Em desespero, ela o abandona e sai à procura do menino. Quando o encontra, implora para tê-lo de volta, mas em vão. Anos depois, agora uma famosa estrela de ópera e com bastante dinheiro na bolsa, ela faz uma nova tentativa e, desta vez, o casal se mostra bem mais receptivo.

Premiações[editar | editar código-fonte]

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Oscar Melhor Atriz (Ruth Chatterton) Indicado

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Ruth Chatterton Sarah Storm
Fredric March Howard Vanning
Gilbert Emery John Ashmore
Doris Lloyd Sra. Ashmore
Fuller Mellish Jr. Jim Grey
William Stack Cyril Belloc
Philippe De Lacy Bobby

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b EAMES, John Douglas, The Paramount Story, Londres: Octopus Books, 1985 (em inglês)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]