Saudade do Iguaçu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades com este nome, veja Saudade (desambiguação).
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades com este nome, veja Iguaçu.
Município de Saudade do Iguaçu
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Fundação 19 de março de 1992
Gentílico saudadense
Prefeito(a) Mauro Cesar Cenci (PV)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Saudade do Iguaçu
Localização de Saudade do Iguaçu no Paraná
Saudade do Iguaçu está localizado em: Brasil
Saudade do Iguaçu
Localização de Saudade do Iguaçu no Brasil
25° 41' 38" S 52° 37' 08" O25° 41' 38" S 52° 37' 08" O
Unidade federativa Paraná
Mesorregião Sudoeste Paranaense IBGE/2008[1]
Microrregião Pato Branco IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Chopinzinho, Laranjeiras do Sul, Rio Bonito do Iguaçu e Sulina.
Distância até a capital 424 km
Características geográficas
Área 152,084 km² [2]
População 5 459 hab. estimativa IBGE/2018[3]
Densidade 35,89 hab./km²
Altitude 590 m
Clima Subtropical úmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,781 elevado PNUD/2000[4]
PIB R$ 39 448,593 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 7 679,31 IBGE/2008[5]

Saudade do Iguaçu é um município brasileiro do estado do Paraná. Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 5 459[3] habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

A colonização do que hoje se constitui no município de Saudade do Iguaçu, iniciou-se em 1958, com a instalação da Companhia Brasileira de Viação e Comercio (Braviaco S/A). Nesta época iniciou-se o trabalho de desbravamento da região, que teve na figura de Élio Bocalon um de seus colaboradores.

A partir de 1959, as famílias de Horácio Tavares, Luiz Severo Stevins, Antonio Giacomelli, Batista Predebon, João Bazelo, Antonio Barbiero e Ângelo Cenci, Schardozin, Barbieri e Helio Bocalon, estabeleceram-se na região para dedicar-se a agricultura.

A Braviaco era proprietário de extensa área nesta região, tendo vendido muita terra na localidade, no entanto, no inicio da década de 1960, as terras foram questionadas judicialmente pela família Taborda, que se autodenominou dono da gleba, passando a vender lotes que já possuíam donos, gerando muito conflitos agrários que resultaram em mortes.

Esta região Sudoestina sofreu agruras com as questões de litígios de terras. O pioneiro Batista Predebon, gaúcho de Guaporé, ao chegar, adquiriu terras da companhia imobiliária Pinho e Terras, nesta mesma região, o que demonstra que esta área era disputada por empresas, colonizadoras consideradas “pesos-pesados”, responsáveis por muito assentamentos no sudoeste, mas também por dissabores para as famílias desta porção territorial paranaense.

Os primeiros comerciantes da localidade foram João Bazejo e Batista Predebon, que vendiam basicamente pinga, rapadura e fumo de rolo. O primeiro armazém que fornecia viveres para grande parte da comunidade, foi construída por Ângelo Cenci. Nesta época a principal atividades era o extrativismo da madeira, especialmente o pinho (araucária brasiliensis), e após as derrubadas, os colonos iniciaram o plantio de feijão e milho, basicamente produtos de subsistência.

Pela Lei Municipal n° 374, de 12 de agosto de 1972, e pela Lei Estadual n° 08, de junho de 1973, foi criado o Distrito Administrativo, com denominação de Saudade, em território pertencente ao município de Chopinzinho. Em 1 de março de 1992, através da Lei Estadual n° 9.914, o núcleo foi alçado à categoria de município emancipado, com território desmembrado do município de Chopinzinho e a denominação alterada para Saudade do Iguaçu. A instalação oficial deu-se em 1 de janeiro de 1993.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 2 de outubro de 2018 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Paraná é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.