Saulo Fernandes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Saulo Fernandes
Saulo Fernandes e a Banda Eva numa micareta na cidade de Limoeiro do Norte, Ceará
Informação geral
Nome completo Saulo Jorge Fernandes Navarro de Oliveira
Nascimento 9 de setembro de 1977 (39 anos)
Local de nascimento Barreiras, Bahia Bahia
 Brasil
País Brasil
Gênero(s) Axé, samba-reggae, folk, MPB
Ocupação(ões) Cantor e Compositor
Instrumento(s) violão, bateria, guitarra, baixo, percussão
Período em atividade 1993 - presente
Outras ocupações poeta
Gravadora(s) Universal Music
Afiliação(ões) Banda Eva
Influência(s)
Página oficial www.baiuno.com.br

Saulo Jorge Fernandes Navarro de Oliveira (Barreiras, 9 de setembro de 1977) é um cantor brasileiro, o quarto filho de dona Estela e seu Jorge, o irmão de Silvana, Sheyla, Shirlaine e Sergio (o qual assim como Saulo também já passou pela banda Chica Fé). Começou a carreira cantando na banda Chica Fé, saiu para comandar a Banda Eva no lugar da cantora Emanuelle Araújo, onde ficou 11 anos até a sua saída no carnaval de 2013, seguindo em carreira solo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou a se interessar por música ainda pequeno, por influência da família. Sua primeira experiência em trio elétrico não foi na Bahia.

Aos dezoito anos, Saulo foi morar em Vitória (ES) e iniciou sua carreira musical cantando nos carnavais da cidade. De volta à Bahia, em 1996, formou a banda Chica Fé, onde mesclava samba reggae, MPB e pop. Em 2001 recebeu o prêmio de cantor revelação do carnaval.

Em 2002, Saulo Fernandes recebeu o convite para comandar a Banda Eva, no lugar da cantora Emmanuele Araújo, onde permaneceu por quase onze anos.

Em 2013 o cantor recebeu o prêmio de melhor cantor do carnaval. Nesse mesmo ano sai da Banda Eva e grava o primeiro álbum ao vivo em carreira solo, “Saulo ao Vivo”. O show foi gravado na Concha Acústica em Salvador, nos dias 6 e 7 de abril, sendo lançado no dia 12 de novembro. Em abril de 2014 inicia sua “Turnê Saulo ao Vivo” no Rio de Janeiro.

Entre as músicas do álbum “Saulo ao Vivo” destacam-se: “Raiz de todo bem”, “Preta”, “Só Por Ti”, “Singela Bruta”, “Azamoa” "Não precisa mudar", entre outras.

Em 2015 o cantor lançou no dia 2 de junho, seu segundo álbum em carreira solo, '' Baiuno''. No dia 11 de julho Saulo inicio a turnê ''Baiuno'' em Brasilia, a qual conta com um pocket show, voz e violão, um dia antes do show da turnê, esse acontece em livrarias de todas as cidades que recebe o show da turnê.

Durante um show da turnê em Recife, Saulo agradeceu a recepção do público para com o álbum e disse que essa aceitação era de extrema importância já que daqui pra frente é esse o estilo que ele vai levar na sua carreira.

Entre as músicas do álbum ''Baiuno'' destacam-se ''Tambor Menino'', ''Floresça'', ''Outra Vez'' e ''Veloso Cidade''.

Parceria com Ivete Sangalo[editar | editar código-fonte]

A amizade de Saulo e Ivete vai muito além dos palcos. Ivete e Saulo, que se chamam carinhosamente de Maria e Xaulo, se conheceram quando o cantor assumiu o comando da Banda Eva. Em 2005 Ivete foi convidada para cantar no DVD Eva 25 anos, a música escolhida foi Não Me Conte Seus Problemas, composição de Ivete Sangalo que logo virou hit no país inteiro. Na mesma ocasião os dois ainda cantaram as músicas Manda Ver e Flores, sucessos do tempo que a baiana liderava a banda.

Dois anos depois foi a vez de Saulo compor uma música e gravar com Ivete, os dois cantaram juntos Não Precisa Mudar, que rapidamente alcançou a liderança das rádios de todo o país.

A parceria dos dois não parou só nas participações especiais, em 2008 os dois lançaram juntos o álbum A Casa Amarela, um CD direcionado ao público infantil e que teve boa recepção da crítica.

E mesmo após a saída do cantor da Banda Eva os laços dos dois seguiu firme e forte, em abril de 2013 Saulo gravou o seu primeiro DVD da carreira solo e como não poderia ser diferente, Ivete Sangalo fez uma participação na faixa União, uma música que retrata bem a amizade dos dois durante todos esses anos.

Em dezembro do mesmo ano os dois se reuniram para mais uma parceria, agora na gravação do DVD que comemora 20 anos da cantora, os dois regravaram a música Cruisin, sucesso dos anos 80 que caiu muito bem nessa nova versão.

Durante todos esses anos as demostrações de amor e carinho foram imensas, sempre fazendo participações em shows, programas de TV's, um sempre fez questão de citar o outro nas entrevistas, sempre falando do que aprenderam um como outro. Saulo já fez duas participações em shows da Ivete no Festival de Verão de Salvador, e Ivete fez uma versão voz e violão da música Baianidade Nagô em homenagem a Saulo.

Mas como nem tudo são flores, no início de 2015 boatos sobre uma possível briga entre os dois começaram a surgir, em março foi confirmado o desligamento de Saulo com a empresa IESSI Music Entertainement que até então cuidava da carreira do cantor. No aniversário da musa baiana, Saulo que sempre costuma fazer um poema para Ivete não postou nada, o que aumentou ainda mais a desconfiança de um possível desentendimento entre os dois. No aniversário do Saulo, Ivete postou em suas redes sociais uma foto onde os dois aparecem abraçados e na legenda apenas um coração. Essa foi a única interação dos dois durante o ano e sempre que são perguntados um sobre o outro eles procuram desconversar e evitar dar qualquer explicação.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

 Melhor Cantor da Micareta de Feira-Troféu Oscar Folia 2014 

Esta passagem carece de fontes

Discografia[editar | editar código-fonte]

Referências

Precedido por
Emanuelle Araújo
Cantor da Banda Eva
2002 a 2013
Sucedido por
Felipe Pezzoni