Scarus coeruleus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaScarus coeruleus
Scarus coeruleus in Madagascar Reef.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Perciformes
Família: Scaridae
Género: Scarus
Espécie: S. coeruleus
Nome binomial
Scarus coeruleus
Edwards, 1771

O peixe-papagaio-azul ou bodião-azul (Scarus coeruleus) é um peixe-papagaio do gênero Scarus[1] . É encontrado em recifes de profundidade rasa nas regiões tropicais e subtropicais do Oceano atlântico e do Mar Caribenho.

Descrição[editar | editar código-fonte]

De coloração inteiramente azul, os adultos desenvolvem um focinho rombo proeminente e grandes lobos superiores e inferiores na barbatana caudal. Tem em média de 30 a 73 centímetros de comprimento, mas algumas vezes chega a alcançar 1,2 metros de comprimento.

Reprodução[editar | editar código-fonte]

No verão, os peixes papagaio-azuis se reúnem em grupos de desova. A fertilização ocorre e as fêmeas depositam seus ovos em colunas de água e são soterrados no solo oceânico. Os ovos eclodem cerca de 25 horas depois[2] .

Distribuição e habitat[editar | editar código-fonte]

O peixe-papagaio-azul é principalmente achado em recifes de coral com 3 a 25 metros de profundidade. Habita principalmente as regiões do Atlântico Ocidental, Brasil, Bahamas, Bermudas e Antilhas. Eles também são encontrados nas Índias Ocidentais, contudo estão ausentes na parte norte do Golfo do México. Durante a fase de crescimento vivem em ervas marinhas[3] .

Principal distribuição geográfica do Scarus coeruleus

Alimentação[editar | editar código-fonte]

O peixe alimenta-se de plantas bentónicas e pequenos invertebrados encontrados em rochas. Gastam 80% do seu tempo procurando alimentos.

Situação[editar | editar código-fonte]

O peixe-papagaio-azul vive em uma área de longo alcance e é facilmente encontrado graças a sua abundância, e algumas dessas áreas são de conservação. Apesar de ser alvo de vários pescadores, a população aparenta estar estável. Por estas razões, a União Internacional para a Conservação da Natureza colocou o peixe na categoria de espécie pouco preocupante [4] .

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Scarus coeruleus summary page». FishBase. Consultado em 2016-04-26. 
  2. «Blue Parrotfishes, Scarus coeruleus». MarineBio.org. Consultado em 2016-04-26. 
  3. «Scarus coeruleus summary page». FishBase. Consultado em 2016-04-26. 
  4. Rocha, L.A., Choat, J.H., Clements, K.D., Russell, B., Myers, R., Lazuardi, M.E., Muljadi, A., Pardede, S. & Rahardjo, P. 2012. Scarus coeruleus. In: IUCN 2012. IUCN Red List of Threatened Species. Version 2012.2. <www.iucnredlist.org>. Download em  9 Janeiro de  2013.