Scarus coeruleus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma infocaixa de taxonomiaScarus coeruleus
Scarus coeruleus in Madagascar Reef.jpg

Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Perciformes
Família: Scaridae
Género: Scarus
Espécie: S. coeruleus
Nome binomial
Scarus coeruleus
Edwards, 1771

O peixe-papagaio-azul ou bodião-azul (Scarus coeruleus) é um peixe-papagaio do gênero Scarus[1]; é encontrado em recifes de profundidade rasa nas regiões tropicais e subtropicais do Oceano atlântico e do Mar Caribenho.

Descrição[editar | editar código-fonte]

De coloração inteiramente azul, os adultos desenvolvem um focinho rombo proeminente e grandes lobos superiores e inferiores na barbatana caudal. Tem em média de 30 a 73 centímetros de comprimento, mas algumas vezes chega a alcançar 1,2 metros de comprimento.

Reprodução[editar | editar código-fonte]

No verão, os peixes papagaio-azuis se reúnem em grupos de desova. A fertilização ocorre e as fêmeas depositam seus ovos em colunas de água e são soterrados no solo oceânico. Os ovos eclodem cerca de 25 horas depois[2].

Distribuição e habitat[editar | editar código-fonte]

O peixe-papagaio-azul é principalmente achado em recifes de coral com 3 a 25 metros de profundidade. Habita principalmente as regiões do Atlântico Ocidental, Brasil, Bahamas, Bermudas e Antilhas. Eles também são encontrados nas Índias Ocidentais, contudo estão ausentes na parte norte do Golfo do México. Durante a fase de crescimento vivem em ervas marinhas[3].

Principal distribuição geográfica do Scarus coeruleus

Alimentação[editar | editar código-fonte]

O peixe alimenta-se de plantas bentónicas e pequenos invertebrados encontrados em rochas. Gastam 80% do seu tempo procurando alimentos.

Situação[editar | editar código-fonte]

O peixe-papagaio-azul vive em uma área de longo alcance e é facilmente encontrado graças a sua abundância, e algumas dessas áreas são de conservação. Apesar de ser alvo de vários pescadores, a população aparenta estar estável. Por estas razões, a União Internacional para a Conservação da Natureza colocou o peixe na categoria de espécie pouco preocupante [4].

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Scarus coeruleus summary page». FishBase. Consultado em 26 de abril de 2016 
  2. «Blue Parrotfishes, Scarus coeruleus». MarineBio.org. Consultado em 26 de abril de 2016 
  3. «Scarus coeruleus summary page». FishBase. Consultado em 26 de abril de 2016 
  4. Rocha, L.A., Choat, J.H., Clements, K.D., Russell, B., Myers, R., Lazuardi, M.E., Muljadi, A., Pardede, S. & Rahardjo, P. 2012. Scarus coeruleus. In: IUCN 2012. IUCN Red List of Threatened Species. Version 2012.2. <www.iucnredlist.org>. Download em  9 Janeiro de  2013.