Scary Movie 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Scary Movie 2
No Brasil Todo Mundo em Pânico 2
 Estados Unidos
2001 •  cor •  83 min 
Direção Keenen Ivory Wayans
Produção executiva Bob Weinstein
Harvey Weinstein
Brad Weston
Peter Schwerin
Roteiro Shawn Wayans
Marlon Wayans
Alyson Fouse
Greg Grabianski
Dave Polsky
Michael Anthony Snowden
Craig Wayans
Elenco Anna Faris
Regina Hall
Shawn Wayans
Marlon Wayans
Gênero comédia
Música Mark McGrath
Cinematografia Steven Bernstein
Direção de arte Cat Smith
Edição Peter Teschner
Tom Nordberg
Richard Pearson
Companhia(s) produtora(s) Gold/Miller Productions[1]
Wayans Bros. Entertainment[1]
Brad Grey Pictures[1]
Distribuição Estados Unidos Dimension Films[1]
Brasil Imagem Filmes
Lançamento Estados Unidos 4 de julho de 2001
Brasil 14 de setembro de 2001[2]
Idioma inglês
Orçamento US$ 45 milhões
Receita US$ 141 220 678[3]
Cronologia
Scary Movie (2000)
Scary Movie 3 (2003)

Scary Movie 2 (bra: Todo Mundo em Pânico 2[4]) é um filme de comédia de terror de 2001 sendo a sequência de Scary Movie, lançado no ano anterior. O filme é estrelado por Anna Faris, Regina Hall, Shawn Wayans e Marlon Wayans (todos reprisam seus papéis do primeiro filme, apesar de seus personagens terem sido aparentemente mortos no filme original), bem como Tim Curry, Tori Spelling, Chris Elliott, Chris Masterson, Kathleen Robertson, David Cross e James Woods. O filme também é o último da franquia Scary Movie a contar com o envolvimento das estrelas Marlon e Shawn Wayans e do diretor Keenen Ivory Wayans.

Uma vez que o seu antecessor foi baseado principalmente nos filmes de terror dos anos 90, Scary Movie 2 parodia uma série de filmes sobrenaturais e assombrados de várias décadas, incluindo The Haunting (1999), O Exorcista (1973), The Amityville Horror (1979), Poltergeist (1982), The Legend of Hell House (1973), House on Haunted Hill (ambas as versões de 1959 e 1999) e The Changeling (1980); também imita alguns filmes contemporâneos, como Hannibal (2001) e Hollow Man (2000). Scary Movie 2 arrecadou US$ 141,2 milhões em todo o mundo contra um orçamento de US$ 45 milhões.[3] O consenso crítico no Rotten Tomatoes chamou o filme de "um produto desleixado e feito de forma apressada".[5]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Uma adolescente chamada Megan Voorhees é possuída pelo espírito de Hugh Kane, o dono anterior da casa onde ela mora com sua mãe. Durante um jantar formal, ela aparece de camisola, insulta a mãe e os convidados e depois urina profusamente no chão. Em resposta, a mãe de Megan procura ajuda de dois padres, o padre McFeely e o padre Harris. Depois de irem ao banheiro, os homens tentam expulsar o fantasma de Hugh, mas o exorcismo não sai como o planejado. Após uma sequência de vômitos entre os personagens e várias práticas de pedofilia feita por McFeely, Megan insulta a mãe do padre McFeely; ele responde puxando uma arma e atirando em Megan.[6]

Enquanto isso, Cindy Campbell, Brenda Meeks, Ray Wilkins e Shorty Meeks estão na faculdade, tentando viver uma nova vida desde que "sobreviveram" aos eventos do primeiro filme. Cindy e Brenda são marcadas por uma garota socialmente desajustada, Alex; Shorty ainda é o mesmo maconheiro que ele era antes; Ray, ainda confuso sobre sua sexualidade, tem dois novos amigos, Tommy e Buddy. Buddy se interessa romanticamente por Cindy, mas ela o rejeita. Concordando em se tornar amigos apesar de tudo, Buddy desfere em Cindy diversos golpes de cuecões não tão amigáveis.[6]

O professor Oldman e seu charmoso assistente paraplégico, Dwight Hartman, planejam estudar a atividade paranormal em uma mansão local assombrada chamada Hell House. Eles usam Cindy e seus amigos como iscas para os testes paranormais. Na mansão, Cindy encontra um papagaio mal-educado e Hanson, o zelador da mansão que possui uma mão deformada. Mais tarde, o grupo é acompanhado pela novata Theo. Eles se sentam para jantar, mas logo perdem o apetite devido às palhaçadas repulsivas de Hanson.[6]

Mais tarde naquela noite, Cindy ouve vozes direcionando-a para uma sala secreta, onde ela e Buddy descobrem o diário da esposa de Hugh Kane. Vendo o retrato dela, eles notam a semelhança de Cindy com ela. Enquanto isso, outros adolescentes também experimentam encontros bizarros; o fantasma de Hugh Kane faz sexo com Alex em seu quarto, mas se retira quando Alex manifesta seu interesse em se tornar a nova "Sra. Kane"; Cindy se envolve em uma briga com o gato da casa, Sr. Kittles. Um boneco de palhaço tenta matar Ray, mas em uma situação estranha, o boneco é estuprado por Ray; um monstro de erva daninha rola Shorty como se fosse um baseado para "fumá-lo", causando prazer em Shorty, mas seus amigos o salvam.[6]

O professor Oldman é seduzido e morto pelo fantasma da amante de Hugh. Shorty mais tarde encontra o mesmo fantasma, mas este acaba conseguindo seduzi-la de volta e faz sexo com ela. Depois que Dwight equipa os adolescentes com armas que podem ferir seu inimigo espectral, eles são perseguidos por toda a mansão com Alex sendo morta pelo fantasma de Crane. Buddy e Cindy ficam trancados em um freezer no porão da mansão; numa cena cômica, Cindy masturba Buddy, causando-lhe uma enorme ejaculação, para depois libertá-los do freezer "construindo" de maneira improvisada um pequeno trator ao utilizar objetos aleatórios no cômodo.[6]

Hanson é possuído por Kane e sequestra Shorty, que está drogado. Na sala de jantar, Hanson prepara uma panela e corta o topo da cabeça de Shorty. Em vez de um cérebro, há um pequeno homem (interpretado pelo comediante americano Beetlejuice) dentro da cabeça de Shorty. Cindy, Brenda e Theo se unem para lutar contra Hanson, possuído por Kane, usando golpes feitos pelas Panteras do filme Charlie's Angels, mas acabam sendo derrotadas; Dwight se reagrupa com os adolescentes. Cindy age como isca para atrair Kane para um dispositivo que o destruirá. O plano dá certo, libertando o grupo da maldição da casa.[6]

Dois meses depois, Cindy e Buddy estão em um relacionamento. Eles estão em uma caminhada quando Hanson aparece, se aproximando ameaçadoramente; Buddy desaparece quando Hanson é atropelado por um carro, dirigido por Shorty, que está recebendo uma felação do fantasma que ele seduziu anteriormente.[6]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Segundo o diretor Keenen Ivory Wayans, os produtores do filme assistiram a mais de 130 filmes de terror para pesquisas de fundo para a história.[7]

Marlon Brando foi originalmente escolhido como padre McFeely e completou um dia de filmagens antes de sair da produção devido a uma doença. Charlton Heston chegou a ser convidado para ficar no lugar de Brando, mas recusou a proposta; também cogitou-se a participação de Bill Clinton, que na época havia acabado de sair do cargo de presidente dos Estados Unidos, para realizar o papel. Finalmente, coube a James Woods, que recebeu US$ 1 milhão por quatro dias de filmagens, interpretar o padre.[8]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Na América do Norte, o filme arrecadou US$ 71,3 milhões. No mundo todo, arrecadou US$ 141,2 milhões. Dos quatro primeiros filmes da série, esse foi o menos bem-sucedido até o lançamento do quinto filme em 2013.[3][9]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Scary Movie 2 teve recepção desfavorável por parte da crítica profissional. No Rotten Tomatoes tem seu "tomatometer" de 15% em base de 109 avaliações. Por parte da audiência, a pontuação é de 53%.[5] No Metacritic, o filme tem a pontuação 29/100 com base em 25 críticas, indicando "críticas geralmente desfavoráveis".[10] As audiências consultadas pelo CinemaScore deram ao filme uma nota média de "B" entre uma escala de A+ a F.[11]

Referências

  1. a b c d «Scary Movie 2». AFI Catalog of Feature Films. Consultado em 6 de novembro de 2018 
  2. Todo Mundo em Pânico 2 «Cinema em Cena» Verifique valor |url= (ajuda). Consultado em 14 de abril de 2013 
  3. a b c «Scary Movie 2 (2001)». Box Office Mojo. Consultado em 6 de novembro de 2018 
  4. «Todo Mundo em Pânico 2». Brasil: AdoroCinema. Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  5. a b «Scary Movie 2 - Rotten Tomatoes» (em inglês). Consultado em 27 de dezembro de 2013 
  6. a b c d e f g «Todo Mundo em Pânico 2 - Adorocinema». Consultado em 6 de janeiro de 2020 
  7. Brook, Tom (6 de julho de 2001). «Scary sequel 'out-grosses' first». bbc.co.uk. Consultado em 18 de outubro de 2016 
  8. Silverman, Stephen M. (15 de junho de 2001). «Brando's 'Scary' Scene». people.com. Consultado em 18 de outubro de 2016 
  9. «Scary Movie». Box Office Mojo. Consultado em 6 de novembro de 2018 
  10. «Scary Movie 2 Reviews». Metacritic. CBS Interactive. Consultado em 21 de agosto de 2017 
  11. «CinemaScore». cinemascore.com 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia tem o