Scytalopus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nota: Macuquinho redireciona aqui. Se procura a ave da espécie Tinamus, veja: Inhambu-galinha
Como ler uma infocaixa de taxonomiaScytalopus
Scytalopus pachecoi em Rio Grande do Sul.
Scytalopus pachecoi em Rio Grande do Sul.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Família: Rhinocryptidae
Género: Scytalopus
Gould, 1837
Espécies
Ver texto

''Scytalopus'' é um gênero de aves passeriformes do Novo Mundo que inclui um número ainda subestimado de espécies denominadas como tapaculos e macuquinhos. Com uma taxonomia controversa e confusa, o pico de biodiversidade dos Scytalopus ocorre nos Andes; no Brasil, existem pelo menos cinco espécies.[carece de fontes?]

Inclui aves de pequeno porte, com 12 a 15 cm de comprimento e menos de 20 g de massa corpórea, plumagem semelhante, em tons de preto e cinzento-escuro nos adultos, e canto monótono. O bico é curto, provido de uma "tampa" sobre a narina (opérculo nasal) e a cauda é pequena e levantada. Pouco se sabe sobre hábitos de reprodução e alimentação. Vivem principalmene em florestas úmidas, no nível do solo, entre a folhagem e vegetação densa, ocupando o nicho ecológico de pequenos roedores. Raramente voam (algumas variedades quase perderam capacidade de voar), mas correm com muita rapidez e escondem-se ao menor sinal de perigo. O temperamento arisco e desconfiado, aliado à plumagem escura e ambiente sombrio de vida, torna os Scytalopus muito difíceis de observar no campo. A única característica de identificação segura parece ser a análise detalhada do canto de cada espécie.[carece de fontes?]

A lista de Sibley-Monroe (1990, ver referência) cita um ornitólogo frustrado que apelidou o grupo de ratos-com-penas e enumera 13 espécies. Porém, estudos realizados desde esta publicação aumentaram o número de espécies para 25 e levantaram suspeitas sobre o status taxonômico de 5 ou 6 subespécies.[carece de fontes?]

Recentemente, provou-se que duas espécies de macuquinhos estavam artificialmente alocadas no gênero Scytalopus (Maurício et al. 2008, ver referência). Apresentando diferenças acentuadas na estrutura da siringe (aparelho vocal das aves), osso da clavícula (fúrcula) e genética, em comparação com outras espécies de Scytalopus, foi descrito o gênero Eleoscytalopus para abrigar o macuquinho-baiano Eleoscytalopus psychopompus e macuquinho Eleoscytalopus indigoticus.[carece de fontes?]

Espécies brasileiras[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Descoberta nova espécie de ave no Brasil». Planeta Sustentável. Consultado em 24 de Setembro de 2014. 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Sibley & Monroe (1990): Scytalopus
  • Maurício, G.N.; Mata, H.; Bornschein, M.R.; Cadena, C.D.; Alvarenga, H. & Bonatto, S.L. 2008. Hidden generic diversity in Neotropical birds: molecular and anatomical data support a new genus for the “Scytalopusindigoticus species-group (Aves: Rhinocryptidae). Molecular Phylogenetics and Evolution 49: 125-135.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Scytalopus
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Scytalopus
Ícone de esboço Este artigo sobre aves passeriformes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.