Seattle Sounders Football Club

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Seattle Sounders FC
Seattle Sounders FC.png
Nome Seattle Sounders Football Club
Principal rival Portland Timbers
San Jose Earthquakes
Vancouver Whitecaps
Fundação 13 de novembro de 2007 (13 anos)[nota 1]
Estádio CenturyLink Field
Capacidade 37 722[nota 2][2]
Localização Seattle, Washington
Proprietário Adrian Hanauer
Presidente Garth Lagerwey
Treinador Brian Schmetzer
Patrocinador Zulily
Material (d)esportivo Adidas
Competição Major League Soccer
Website soundersfc.com
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Seattle Sounders Football Club, ou simplesmente Seattle Sounders FC, é um clube americano de futebol, sediado em Seattle, Washington. Desde 2009 o clube disputa a Major League Soccer (MLS), a principal liga de futebol dos EUA, estando inserido na Conferência Oeste.

A equipe foi fundada em 2007 e seu proprietário maioritário é o produtor de Hollywood Joe Roth. Como proprietários minoritários estão o co-fundador da Microsoft e proprietário da equipe de futebol americano Seattle Seahawks e da equipe de basquetebol Portland Trail Blazers, Paul Allen; o comediante Drew Carey e ainda Adrian Hanauer.

O clube é um clube fênix do Seattle Sounders original, que disputou North American Soccer League entre 1974 e 1983.

História[editar | editar código-fonte]

Seattle Sounders (1974–83)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Seattle Sounders (1974–1983)

A primeira equipe com o nome Seattle Sounders disputou a North American Soccer League entre 1974 e 1983, sendo finalista duas vezes do Soccer Bowl.

O nome foi escolhido através de um concurso realizado em janeiro de 1974, com uma lista de seis finalistas: Cascades, Evergreens, Mariners, Schooners, Sockeyes e Sounders. [3] "Sounders" foi anunciado como o vencedor do concurso em 21 de janeiro, tendo sido escolhido em 32% dos 3.735 votos expressos pelo público. [4]

Entrada na Major League Soccer[editar | editar código-fonte]

A franquia pagou uma taxa de expansão à MLS no valor de 30 milhões de dólares. Como diretor de futebol foi escolhido um ex-jogador da MLS, Chris Henderson. Em 28 de outubro de 2008, anunciou oficialmente a contratação do craque sueco Fredrik Ljungberg[5]

Em seu primeiro ano, chegou à final da US Open Cup[6] e conquistou seu primeiro título vencendo o campeão do ano anterior, o DC United.[7] Em 2010, tornou-se bicampeão da competição ao derrotar o Columbus Crew por 2x1[8] com dois golos de Sanna Nyasi, herói da partida. Em 2011, tornou-se a primeira equipe da MLS a conquistar a US Open Cup por três anos seguidos ao derrotar o Chicago Fire na final por 2x0 com gols de Fredy Montero e Osvaldo Alonso.[9] Foi vice-campeão da MLS Supporters' Shield e da MLS Reserve Division nesse mesmo ano. Na Liga dos Campeões da CONCACAF, temporada 2011-2012, chegou aos quartos-de-final.

Em Março de 2013, o clube contratou o avançado nigeriano Obafemi Martins por cerca de US$ 4 milhões ao Levante.

No dia 3 de Agosto de 2013 o clube anunciou a contratação de Clint Dempsey, pagando cerca de US$ 9 milhões ao Tottenham Hotspur. O jogador assinou contrato como Jogador Designado, tornando-se um dos jogadores mais bem pagos da liga, recebendo cerca de 5 milhões de dólares por ano.[10] No primeiro jogo de Clint Dempsey no CenturyLink Field ao serviço do clube os adeptos esgotaram a lotação do estádio, estando presentes 67.385 espectadores.[11] Nesse jogo os Sounders acabaram por vencer o Portland Timbers por 1x0.

Em 16 de setembro de 2014, o Seattle Souders venceu a US Open Cup[12] pela quarta vez e, tornou-se, ao lado do Chicago Fire, a equipe da MLS que mais vezes venceu essa competição. Na final, bateu o Philadelphia Union.

Em 25 de outubro de 2014, venceu pela primeira vez a MLS Supporters' Shield, derrotando o Los Angeles Galaxy. Depois de terem empatado o primeiro jogo (dia 19 de outubro) em 2x2, venceram em casa por 2x0 vencendo a fase regular, ficando os Galaxy em segundo. No entanto, não conseguiram ser campeões, perdendo na Final da Conferência Oeste (Playoffs) precisamente contra o Los Angeles Galaxy, que viriam a sagrar-se campeões.

Estádio[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: CenturyLink Field

O Seattle Sounders joga suas partidas como mandante no CenturyLink Field, estádio da equipe de futebol americano Seattle Seahawks. Depois de um acordo firmado com a equipe, clube possui um leasing da arena por 30 anos.[13]

Além do Sounders, o Atlanta United e a nova equipe de Charlotte também dividem estádios com equipes da NFL.[14]

Durante as partidas, é utilizado grama sintética. Durante as partidas de futebol, o estádio tem capacidade de 37.722 pessoas, podendo atingir 69.000 em partidas especiais.[2][15]

Cultura do Clube[editar | editar código-fonte]

Rivalidades[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: Cascadia Cup e Heritage Cup (MLS)

O maior rival do Seattle Sounders é historicamente o Portland Timbers. Essa rivalidade, que vem desde a década de 70, quando as duas equipes disputavam a North American Soccer League, é o clássico da Major League Soccer com mais história.[16]

O segundo maior rival da equipe é o Vancouver Whitecaps FC, e assim como Portland Timbers, a rivalidade é anterior a MLS, pois disputou a North American Soccer League e a USSF Division 2 Professional League junto com o Seattle. As três equipes disputam a Cascadia Cup, um clássico em formato de copa.[16] O nome é uma referência a Cascádia.[16]

O clube ainda disputa o clássico San José Earthquakes, denominada Heritage Cup.[17][18] Assim como as rivalidades com o Portland Timbers e o Vancouver Whitecaps FC, a rivalidade entre as equipes é anterior a Major League Soccer, considerando que o Earthquakes também disputou a NASL.

Apesar que não ser uma copa de rivalidade oficial entre eles, o Los Angeles Galaxy também possui certa rivalidade com o Seattle Sounders, pois as equipes se enfrentaram diversas vezes nos playoffs.[19]

Patrocinio[editar | editar código-fonte]

Entre 2009 e 2018, o clube foi patrocinado pelo Xbox, da Microsoft. O acordo foi assinado em 28 de maio de 2008 e rendeu ao cube 20 milhões de dólares nos primeiros cinco anos.[20]

Em janeiro de 2019 foi anunciado que o clube seria patrocinado pela empresa de Seattle Zulily.[21][22]

Valor da franquia[editar | editar código-fonte]

Em 2013, num estudo divulgado pela Forbes, o Seattle Sounders foi considerado o clube mais valioso da MLS, com um valor estimado em $175 milhões. É também o clube com mais receitas (estimadas em $48 milhões). O crescimento desta franquia é evidente, pois para entrar na MLS pagou apenas $30 milhões por uma taxa de expansão.[23]

Equipes derivadas[editar | editar código-fonte]

O Seattle Sounders possui uma equipe reserva que disputa a USL Championship, que é o Tacoma Defiance. Entre 2012 e 2019 o clube foi dono do Seattle Reign FC, que disputa a National Women's Soccer League e que atualmente é de propriedade do Olympique Lyonnais.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Elenco comemora a conquista da US Open Cup de 2009
Nacionais
Competição Títulos Temporadas
MLS Cup.svg MLS Cup 2 2016, 2019
CommunityShield.png MLS Supporters' Shield 1 2014
Carling.png US Open Cup 4 2009, 2010, 2011, 2014

Estados Unidos

USL First Division 4 1995, 1996, 2005, 2007
Regionais
Competição Títulos Temporadas
Estados Unidos Desert Diamond Cup 1 2013
Conferência
Competição Títulos Temporadas
Estados Unidos MLS Western Conference (Regular Season) 1 2014
Outros Títulos
Competição Títulos Temporadas
Estados Unidos Canadá Cascadia Cup 2 2011, 2015
Estados Unidos vHeritage Cup 3 2010, 2011, 2013
Estados Unidos Seattle Community Shield 2 2011, 2012

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Internacionais[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Jogadores históricos[editar | editar código-fonte]

O colombiano Fredy Montero é o maior artilheiro da história do Seattle Sounders

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 20 de Outubro de 2019.

Capitão: Capitão

Goleiros
N.º Jogador
1 Estados Unidos Trey Muse
24 Suíça Stefan Frei
35 Estados Unidos Bryan Meredith
Defensores
N.º Jogador Pos.
3 Estados Unidos Jonathan Campbell Z
20 Coreia do Sul Kim Kee-hee Z
25 Colômbia Xavier Arreaga Z
29 Panamá Román Torres Z
12 Martinica Saa Abdul-Salaam LD
18 Países Baixos Kelvin Leerdam LD
5 Camarões Nouhou Tolo LE
11 Austrália Brad Smith LE
Meio-campistas
N.º Jogador Pos.
4 Suécia Gustav Svensson V
15 Argentina Emanuel Cecchini V
21 França Jordy Delem V
75 Estados Unidos Danny Leyva V
6 Brasil João Paulo V
7 Guatemala Christian Roldan M
8 Estados Unidos Víctor Rodríguez M
10 Uruguai Nicolás Lodeiro Capitão M
33 Trinidad e Tobago Joevin Jones M
Atacantes
N.º Jogador
9 Peru Raúl Ruidíaz
13 Estados Unidos Jordan Morris
17 Estados Unidos Will Bruin
16 Guatemala Alex Roldán
19 Estados Unidos Harry Shipp
23 México Luis Silva
70 Quénia Handwalla Bwana
87 Estados Unidos Alfonso Ocampo-Chávez
99 Estados Unidos Justin Dhillon
Comissão técnica
Nome Pos.
Estados Unidos Brian Schmetzer T

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Uniformes[editar | editar código-fonte]

1º Uniforme[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2009–2010
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2011–2012
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2013–2014
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2015
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2016–2017
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2018–2019
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2020–2021

2º Uniforme[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2009–2010
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2011–2012
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2013
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2014
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2015–2016
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2017–2018
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2019–2020

3º Uniforme[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2010–2011
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2011–2012
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2014–2015
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2016–2017

Uniforme Alternativo[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2016–2017
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2018–2019


Notas e referências

Notas

  1. O Seattle Sounders original foi fundado em 11 de dezembro de 1973.[1]
  2. Podendo ser expandido para 69.000.[2]

Referências

  1. «Soccer to get succor in L. A.». The Seattle Times 
  2. a b c MLS Digital (16 de abril de 2019). «CenturyLink Field - Seattle Sounders's Facilities». soundersfc.com. Consultado em 1 de abril de 2020 
  3. «What name do you like?». The Seattle Times 
  4. «Sounders is the new name, soccer's the name of the game». The Seattle Times 
  5. [1]
  6. [2]
  7. [3][ligação inativa]
  8. «Cópia arquivada». Consultado em 6 de outubro de 2010. Arquivado do original em 30 de dezembro de 2010 
  9. [4]
  10. [5]
  11. [6]
  12. US Open Cup Final Recap
  13. Graham, Bryan Armen (23 de outubro de 2018). «'A-T-L!': the soccer team outselling the NFL». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  14. «Home crowd gives Sounders FC big boost» (em inglês). MLS Soccer. Consultado em 1 de abril de 2020 
  15. a b c Grant Wahl (23 de maio de 2011). «A Pacific Passion Play: Big-time clubs left Portland, Seattle and Vancouver 30 years ago, but their fans never did. Now the teams are back in MLS, and their reborn rivalries are turning the region into a hotbed of the sport» (em inglês). Sports Illustrated. Consultado em 1 de abril de 2020 
  16. Jose Romero (10 de junho de 2009). «Let the Heritage Cup competition begin» (em inglês). The Seattle Times. Consultado em 1 de abril de 2020 
  17. «Heritage Cup» (em inglês). Soccer Silicon Valley Community Foundation. 12 de julho de 2009. Consultado em 1 de abril de 2020 
  18. Jose Romero (26 de outubro de 2015). «Sounders FC, LA Galaxy to add another chapter to postseason history» (em inglês). SoundersFC.com. Consultado em 1 de abril de 2020 
  19. Matthew Futterman (28 de maio de 2008). «Soccer's Sounders Get a Microsoft Kick» (em inglês). Wall Street Journal. Consultado em 1 de abril de 2020 
  20. Geoff Baker (17 de janeiro de 2019). «Sounders, Reign ink new jersey sponsorship deals with Seattle-based online retailer Zulily» (em inglês). The Seattle Times. Consultado em 1 de abril de 2020 
  21. Alicia Rodriguez (17 de janeiro de 2019). «eattle Sounders jerseys to be sponsored by online retailer Zulily» (em inglês). MLS Soccer. Consultado em 1 de abril de 2020 
  22. Smith, Chris. «Major League Soccer's Most Valuable Teams». Consultado em 26 de junho de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]