Sega NAOMI

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Sega NAOMI (sigla para New Arcade Operation Machine Idea, em português Nova ideia em operação de máquina arcade) é uma placa de arcade baseada na tecnologia utilizada no Sega Dreamcast. A primeira demonstração da placa aconteceu na feira da JAMMA (associação japonesa de fabricantes de máquinas de diversão) de 1998, apresentada como sucessora da cara Sega Model 3, possuía como trunfos o baixo custo de implantação, devido ao compartilhamento de peças com o console.

NAOMI e Dreamcast compartilham a mesma arquitetura de sistema, ambos utilizam o mesmo processador Hitachi SH-4, o processador gráfico PowerVR série 2 (PVR2DC) e o sistema de áudio Yamaha AICA. O sistema básico NAOMI possui o dobro de memória RAM e de vídeo e quatro vezes mais memória de áudio, além de poder ser utilizada em configurações com várias placas em paralelo para obter melhor desempenho em gráficos ou para jogos com múltiplos monitores.

Outra diferença é que o NAOMI utilizava principalmente jogos em placas ROM, mais tarde a Sega passou a oferecer a opção de um leitor GD-ROM equipado com uma grande quantidade de memória RAM, responsável por armazenar temporariamente o jogo, reduzindo o desgaste do leitor ótico e eliminando os tempos de leitura ao mesmo tempo em que reduz os custos com a fabricação de cópias dos jogos.

Devido a todos esses fatores - baixo custo inicial, baixo custo dos jogos, grande disponibilidade e compatibilidade - somado à facilidade de se programar os jogos, a plataforma NAOMI é até hoje uma das mais bem-sucedidas do mercado, só perdendo para o NeoGeo MVS. Entre as outras empresas que lançaram jogos para NAOMI estão Capcom, Namco, Jaleco, Tecmo, Psikyo e Sammy.

Lista de jogos para NAOMI[editar | editar código-fonte]

Em placa ROM[editar | editar código-fonte]

GD-ROM[editar | editar código-fonte]

Satellite Terminal[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]