Segagaga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Segagaga
Desenvolvedora(s) Hitmaker
Publicadora(s) Sega
Plataforma(s) Dreamcast
Data(s) de lançamento
  • JP 29 de março de 2001
Gênero(s) RPG
Modos de jogo Single-player

Segagaga (セガガガ?) É um jogo estilo RPG (role-playing game) desenvolvido por Tez Okano da Sega e lançado apenas no Japão para o Sega Dreamcast em 29 de março de 2001, no final da vida útil do console.

O enredo de Segagaga parodia o comercialmente mal sucedido console Dreamcast - o jogador é recrutado pela Sega em um último esforço para parar a malvada empresa DOGMA de controlar o mercado de consoles. O jogo com cenas intercaladas de animação, apresenta inúmeras participações especiais de personagens da Sega e jogos, bem como uma variedade de estilos de gameplays.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Embora uma variedade de gêneros estejam incluídos, como minigames e outros, a estrutura geral de Segagaga é a de um jogo de role-playing game. O jogo parodia a concorrência entre o Dreamcast e o PlayStation 2, desafiando o jogador a controlar a empresa e impedir a DOGMA de obter todo o mercado.

Na primeira parte do jogo, o jogador deve progredir através dos estúdios de desenvolvimento da Sega e combater vários empregados. Se o jogador é derrotado, um mês de tempo de desenvolvimento é perdido.

História[editar | editar código-fonte]

Situado no ano 2025, a história retrata a Sega com uma quota de apenas 3% do mercado. Em Ota, Tóquio, a cidade em que a Sega foi criada em 1951, a empresa forma o projeto 'Segagaga': um plano para salvar a Sega do seu principal concorrente, a maligna DOGMA (a paródia da Sony, maior concorrente da Sega na época). Como parte do Projeto Segagaga, a Sega contrata dois adolescentes, 'Tarō Sega' 瀬贺太郎 (Sega Tarō?) , o personagem do jogador, e Yayoi Haneda (羽田弥生, ( Haneda Yayoi?)), para orientar a Sega a chegar ao topo do mercado. O jogo tem como característica aparições de personagens da Sega do passado e do presente, como Alex Kidd e Sonic the Hedgehog. O jogo também contém referências satíricas aos consoles PlayStation e PlayStation 2 e de franquias de jogos associadas à Sony. Vários jogos ocultos são paródias. Há também uma estranha aparição de Ralph Macchio, ator famoso pelo filme Karate Kid, que assumindo várias formas mecânicas, pode ser combatido em um dos departamentos de desenvolvimento e persuadido a se juntar à sua equipe.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.