Segunda Escola de Viena

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Segunda Escola de Viena é o o grupo de compositores modernos de Viena, Áustria, formada por Arnold Schoenberg e seus discípulos. Sua música é caracterizada pela atonalidade e dodecafonismo.

Membros[editar | editar código-fonte]

Os principais membros da Segunda Escola de Viena:

Seus principais membros, além de Schoenberg, foram Alban Berg e Anton Webern, que estavam entre os primeiros alunos de composição. Ambos já haviam produzido música abundante e talentosa em uma linguagem romântica antiga, mas sentiram que ganharam nova direção e disciplina depois dos ensinamentos de Schoenberg. Outros alunos desta geração incluem Ernst Krenek, Heinrich Jalowetz, Erwin Stein e Egon Wellesz, e um pouco depois, Eduard Steuermann, Hanns Eisler, Roberto Gerhard, Norbert von Hannenheim, Rudolf Kolisch, Paul A. Pisk, Karl Rankl, Josef Rufer, Nikos Skalkottas, Viktor Ullmann, e Winfried Zillig.[1]

Referências

  1. Rudolf Stephan, "Wiener Schule", Die Musik in Geschichte und Gegenwart: allgemeine Enzyklopädie der Musik, second, revised edition, edited by Ludwig Finscher, 26 volumes in two parts, (Kassel, Basel, London, [etc.]: Bärenreiter-Verlag; Stuttgart and Weimar: J. B. Metzler, 1998): Part 1 (Sachteil), vol. 9 (Sy–Z): cols. 2034–45. ISBN 9783761811283 (Bärenreiter); ISBN 9783476410252 (Metzler). citation from cols. 2035–36.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.