Seleção Alemã de Basquetebol Masculino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Alemanha
Basquetebol
Bandeira
Informações gerais
Federação Federação Alemã de Basquetebol
Sigla FIBA GER
Confederação FIBA Europa
Ranking FIBA 11º[1]
Treinador Gordon Herbert
Jogos Olímpicos
Participações 5 (Primeira em 1936)
Melhor 7º (1992)
Última 8º (2020)
Campeonato Mundial
Participações 5 (Primeira em 1986)
Melhor Ouro (2023)
Última 1º (2023)
EuroBasket
Participações 24 (Primeira em 1951)
Melhor Ouro (1993)
Última 6º (2017)
Cores do Time
Cores do Time
1º uniforme
Cores do Time
Cores do Time
2º uniforme

A Selecção Alemã de Basquetebol é a equipe de basquetebol que representa a Alemanha em competições internacionais. Foi convocada pela primeira vez para os Jogos Olímpicos de Verão de 1936 em Berlim.

História[editar | editar código-fonte]

A era Dirk Nowitzki (1999-2015)[editar | editar código-fonte]

Antes do início do EuroBasket 1999, o treinador escolheu o prodígio Dirk Nowitzki, de 21 anos, do Dallas Mavericks, para jogar pela seleção principal pela primeira vez. Em seu primeiro jogo no torneio, Nowitzki liderou a Alemanha com 21 pontos e 5 rebotes, vencendo a Grécia por 59 a 58.[2]

Depois de ficar de fora dos Jogos Olímpicos de 2000, a Alemanha entrou no EuroBasket de 2001 liderada por Nowitzki que levou o time até as semifinais, terminando na 4ª posição. Nowitzki foi o maior pontuador e o terceiro maior reboteiro do campeonato.[3][4][5][6]

Na Copa do Mundo de 2002, a Alemanha foi novamente liderada por Dirk Nowitzki. Alemanha venceu a revanche contra a Espanha, para quem perdeu no jogo da medalha de bronze no EuroBasket 2001. Na semifinal a Alemanha foi derrotada pela Argentina por 80 a 86, e teve que jogar o jogo do terceiro lugar onde conquistou sua primeira medalha na Copa do Mundo, ao derrotar a Nova Zelândia por 94 a 117.[7][8][9] Além disso, Dirk Nowitzki foi nomeado MVP do torneio maior cestinha e eleito pro time da Copa.[10] [11]

Nowitzki jogando pela Alemanha em 2015

No EuroBasket de 2005 a Alemanha derrotou a Eslovênia por 76 a 62 nas quartas de final.[12] Nas semifinais, Dirk Nowitzki, que jogou o jogo inteiro, anotando 27 pontos e 7 rebotes, ajudou a Alemanha a derrotar a Espanha por 74 a 73 e chegar à final pela primeira vez em 12 anos.[13] No entanto, a equipe perdeu a final para a Grécia pelo placar de 78 a 62.[14] Mesmo derrotado, o jogo desenvolvido por Nowitzki ao longo da competição lhe rendeu o prêmio de melhor jogador e cestinha do campeonato.[15]

Para o EuroBasket de 2015, a Alemanha foi escolhida como uma das quatro co-anfitriãs do evento. Com Dirk Nowitzki retornando à equipe pela primeira vez desde 2011. Posicionada no Grupo B, considerado por muitos como o grupo da morte, a Alemanha venceu em sua primeira partida contra a Islândia (71-65).[16] Após a vitória, a equipe alemã perdeu suas próximas quatro partidas da fase preliminar e fechou sua participação com um recorde de 1 vitória e 4 derrotas. Depois de um torneio difícil para a Alemanha, Dirk Nowitzki anuncia sua aposentadoria internacional aos 37 anos.[17]

Em 2 de setembro de 2022, o número 14 da camisa de Dirk Nowitzki foi "aposentado" durante uma cerimônia no início do Campeonato Europeu de Basquete de 2022.[18] Por conseguinte, deixará de ser usado pelos jogadores da seleção.

Campeã Mundial[editar | editar código-fonte]

Depois de uma longa espera, a Alemanha finalmente completou sua escalada para o topo do basquete mundial, liderada por Dennis Schroder, se solidificou como uma nova potência no esporte após derrotar a Sérvia por 83 a 77 e garantir o título na Copa do Mundo 2023, na SM Mall of Asia Arena, no dia 10 de setembro de 2023. A Alemanha concluiu sua campanha fantástica, vencendo todas as oito partidas (Japão, Austrália, Finlândia, Geórgia, Eslovênia, Letônia, Estados Unidos e Sérvia) que disputou no torneio, incluindo uma vitória triunfal sobre os EUA. Este foi o segundo pódio do país no evento, depois de uma medalha de bronze na edição de 2002.[19] Com o feito, a Alemanha entrou para o seleto grupo de seis países que conquistaram o título da Copa do Mundo, junto com Estados Unidos (5), Brasil (2), Argentina (1), Espanha (2) e as antigas Iugoslávia (5) e União Soviética (3).[20]

Fase de grupos[editar | editar código-fonte]

Alemanha venceu o Japão por 81 a 63 no primeiro jogo da Copa do Mundo, Moe Wagner brilhou com 25 pontos e nove rebotes na vitória, liderando a equipe, já seu irmão Franz deixou a quadra lesionado.[21]

A segunda partida foi muito equilibrada e a Alemanha venceu a Austrália por apenas 3 pontos de diferença 85 a 82. Schröder foi o melhor jogador da Alemanha, com 30 pontos e oito assistências, enquanto Maodo Lô, impressionou com 20 pontos. A Austrália nunca tinha perdido em seis partidas para a Alemanha a nível mundial.[22]

Alemanha terminou fase de grupos invicta e líder do Grupo E com uma vitória esmagadora por 101 a 75 sobre a Finlândia, que terminou a Copa do Mundo com 3 derrotas em 3 jogos.[23] O jogo foi equilibrado no primeiro quarto, quando os alemães venceram no segundo quarto, mostraram um pouco de seu potencial para não dar opções aos adversários no segundo tempo.[24]

2ª Fase[editar | editar código-fonte]

A Alemanha se manteve perfeita na Copa do Mundo, e com uma vitória por 100 a 73 sobre a Geórgia no início da segunda fase, grupo K, com Maodo Lo liderando com 18 pontos e cinco assistências. Dennis Schroder somou 16 pontos, enquanto Moritz Wagner marcou 14 com seis rebotes.[25]

A Alemanha superou a Eslovênia por 100 a 71 em sua última partida da segunda fase da Copa. Assim as duas equipes que já haviam garantido suas vagas nas quartas de final, fizeram um embate que decidiria apenas o cruzamento futuro. Dennis Schröder liderou com 24 pontos e 10 assistências em 25 minutos em quadra. Já Luka Dončić anotou 12 pontos no primeiro quarto e terminou com 23 pontos, seis rebotes e seis assistências.[26]

Fases Eliminatórias[editar | editar código-fonte]

Alemanha venceu a Letônia por 81 a 79 em jogo das quartas de final, com o retorno de Franz Wagner que marcou 16 pontos e es:Andreas Obst marcou 13. es:Artūrs Žagars marcou 24 e Davis Bertans marcou 20 pela a Letônia.[27]

No jogo de semifinal a Alemanha conseguiu feito impressionante na Copa do Mundo ao vencer os Estados Unidos por 113 a 111. Franz Wagner foi um dos destaques da Alemanha com 22 pontos e cinco rebotes junto com Andreas Obst que anotou 24 pontos e seis assistências. Pelos EUA Anthony Edwards foi o cestinha com 23 pontos.[28]

A Alemanha depois de derrotar os Estados Unidos na semifinal da Copa do Mundo de 2023.

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Treinador: Gordon Herbert

Isaac Bonga, Maodo Lô, Niels Giffey, Johannes Voigtmann, Franz Wagner, Daniel Theis, Moritz Wagner, Dennis Schröder, Justus Hollatz, Johannes Thiemann, Andreas Obst, David Krämer.
Posição Nr. Jogador Clube

Recordista[editar | editar código-fonte]

Mais partidas[editar | editar código-fonte]

Pos. Nome Período Total
1 Patrick Femerling 1996–2009 221
2 Hansi Gnad 1986–1998 181
3 Henrik Rödl 1987–2002 178
4 Ademola Okulaja 1995–2007 172
5 Michael Pappert 1977-1988 169
6 Henning Harnisch 1987–1997 169
7 Robin Benzing 2009–2022 167
8 Stephen Arigbabu 1990–2007 166
9 Dirk Nowitzki 1997–2015 153
10 Norbert Thimm 1969–1979 150

Fonte: DBB, atualizado em 16 de setembro de 2023.[29]

Mais pontos média[editar | editar código-fonte]

Pos. Nome Pontos Maior Pontuação
1 Dirk Nowitzki 3045 47
2 Michael Jackel 2167 42
3 Hansi Gnad 2123 30
4 Henning Harnisch 2079 28
5 Ademola Okulaja 1794 25
6 Patrick Femerling 1762 20
7 Henrik Rödl 1749 31
8 Michael Koch 1630 28
9 Robin Benzing 1590 27
10 Dennis Schröder 1494 38

Fonte: DBB, atualizado em 16 de setembro de 2023.[30]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Jogos Olímpicos[editar | editar código-fonte]

Ano Posição PG PP
Alemanha 1972 12º 3 4
Estados Unidos 1984 2 4
Espanha 1992 2 4
China 2008 10º 1 4
Japão 2020 2 2
Total 5/17 10 18

Copa do Mundo[editar | editar código-fonte]

Ano Posição PG PP
Espanha 1986 16º 3 2
Canadá 1994 5 3
Estados Unidos 2002 6 3
Japão 2006 5 4
Turquia 2010 17º 2 3
China 2019 18º 3 2
Filipinas Indonésia Japão 2023 Campeã 8 0
Total 32 17

EuroBasket[editar | editar código-fonte]

Year Posição PG PP
França 1951 12º 2 6
União Soviética 1953 14º 3 5
Hungria 1955 17º 3 5
Bulgária 1957 13º 3 7
República Socialista Federativa da Iugoslávia 1961 16º 1 5
União Soviética 1965 14º 1 6
Alemanha 1971 1 4
Checoslováquia 1981 10º 1 4
França EuroBasket de 1983 3 4
Alemanha EuroBasket de 1985 3 3
Grécia EuroBasket de 1987 3 3
Alemanha EuroBasket de 1993 5 3
Grécia 1995 10º 1 5
Espanha 1997 12º 1 5
França 1999 3 3
Turquia 2001 4 3
Suécia 2003 2 2
Sérvia e Montenegro 2005 5 2
Espanha 2007 5 4
Polónia 2009 11º 1 5
Lituânia 2011 4 4
Eslovénia 2013 17º 2 3
2015 18º 1 4
2017 4 3
EuroBasket de 2022 7 2
Total 78 108

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://www.fiba.basketball/rankingmen
  2. «Germany v Greece – EuroBasket 1999 game results» (em inglês). FIBA. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  3. «European Championship for Men» (em inglês). FIBA. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  4. PPG Leaders at FIBA.com
  5. RPG Leaders at FIBA.com
  6. Linguasport.com Tournament Team.
  7. «SPAIN vs GERMANY» (em inglês). FIBA. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  8. «GERMANY vs ARGENTINA» (em inglês). FIBA. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  9. «NEW ZEALAND vs GERMANY» (em inglês). FIBA. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  10. «2002 Basketball World Cup» (em inglês). FIBA. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  11. «Players - Leaders» (em inglês). FIBA. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  12. «SLOVENIA vs GERMANY» (em inglês). FIBA. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  13. «NOWITZKI LEADS GERMANY TO GOLD MEDAL GAME» (em inglês). FIBA. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  14. «GREECE vs GERMANY» (em inglês). FIBA. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  15. «MVP NOWITZKI TOPS EUROBASKET 2005 ALL-TOURNAMENT TEAM» (em inglês). FIBA Europe. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  16. «Germany Win» (em inglês). DW. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  17. «Nowitzki draws curtain on national team career» (em inglês). FIBA. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  18. «Die 14 unterm Hallendach» (em alemão). Spiegel. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  19. «Germany survives Serbia, brings first FIBA World Cup home» (em inglês). Tiebreaker Times. Consultado em 10 de setembro de 2023 
  20. «Alemanha vence Sérvia e é campeã da Copa do Mundo de Basquete». Bahia Notícias. Consultado em 10 de setembro de 2023 
  21. «Magic's Franz Injured, Moe Shines in Germany Win vs. Japan» (em inglês). Sports Illustrated. Consultado em 10 de setembro de 2023 
  22. «Boomers beaten 85-82 by Germany at FIBA Basketball World Cup» (em inglês). ABC. Consultado em 10 de setembro de 2023 
  23. Citação vazia (ajuda) 
  24. «BASKETBALL101-75: Germany won't forgive Finland» (em inglês). Sportish. Consultado em 10 de setembro de 2023 
  25. «Germany outlasted Georgia to remain perfect at the World Cup» (em inglês). Eurohoops. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  26. «FIBA World Cup 2023: Germany defeat Luca Doncic's Slovenia to remain unbeaten and win Group K» (em inglês). Olympics. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  27. «Germany squeezes past Latvia, heads to FIBA World Cup semis» (em inglês). NBA. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  28. «Alemanha surpreende Estados Unidos e vai à final da Copa do Mundo de Basquete». GE. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  29. «Bilanz: Spieler» (em ge). DBB. Consultado em 16 de setembro de 2023 
  30. «Bilanz: Spieler» (em ge). DBB. Consultado em 16 de setembro de 2023 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]