Seleção Brasileira de Polo Aquático Masculino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Brasil
Flag of Brazil.svg
Associação Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos
Confederação ASUA (América)
Dir. Técnico Brasil Angelo Coelho
Assistente Brasil Willian Morales

Brasil Paulo Rocha

Capitão Slobodan Soro
código FINA BRA

A Seleção Brasileira de Polo Aquático Masculino representa o Brasil em competições internacionais de polo aquático.

História[editar | editar código-fonte]

Seu melhor resultado em Campeonatos Mundiais foi o 10º lugar no ano de 2015 em Cazã, Rússia. Em Jogos Olímpicos, a melhor participação do Brasil foi o 6º lugar em 1920 em Antuérpia, Bélgica.

Em 2015, conquistou a medalha de bronze na Liga Mundial em Bergamo, Itália a melhor campanha até então. Conquistou doze medalhas nos Jogos Pan-Americanos: uma de ouro, seis de prata e cinco de bronze.

Após 32 anos de ausência (a participação mais recente foi em 1984), a seleção brasileira retorna aos Jogos Olímpicos em 2016 como país sede. Pela primeira vez no formato com grupos a equipe se classificou para a segunda fase, com direito à vitória sobre a eventual campeã Sérvia. O Brasil ficou em oitavo lugar após perder as quartas para a Croácia, e os dois jogos do torneio de qualificação.[1]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]