Seleção Mariya de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mariya
Bandeira dos Aborígenes Australianos.png
Associação Primeiras Nações Australianas Mariya
Confederação ConIFA
Treinador Jade North
Melhor artilheiro Guilherme Augusto (2)


Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
editar

A Seleção Mariya de Futebol, ou Primeiras Nações Australianas Mariya, nome completo da federação, é uma equipe que representa os povos aborígenes da Austrália. A seleção não é afiliada à FIFA nem à Confederação de Futebol da Oceania e, por isso, não pode disputar a Copa do Mundo nem a Copa das Nações da OFC. Em novembro de 2018, foi anunciada a admissão da Seleção Mariya na CONIFA.[1]

A Seleção Mariya tem crescido principalmente devido ao sucesso do Campeonato Nacional de Futebol Indígena (NIFC), que tem revelado vários habilidosos jogadores.[2]

No dia 4 de janeiro de 2020, a CONIFA anunciou que a seleção Mariya irá representar a Oceania na Copa do Mundo ConIFA de 2020, que será disputada na Macedônia do Norte.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Início da seleção e Trans-Tasman Clash of the Cultures 2018[editar | editar código-fonte]

A equipe fez sua estreia internacional no início de 2018, no dia 18 de janeiro, durante a Trans-Tasman Football Series 2018, ou Trans-Tasman Clash of the Cultures 2018, uma série de partidas de futebol masculino e feminino contra o Te Ikaroa, equipe que representava os povos aborígenes maori da Nova Zelândia.[4] O torneio terminou com duas derrotas para a Seleção Mariya: no masculino, por 3 a 2, e no feminino, por 5 a 0.[5]

Trans-Tasman Clash of the Cultures 2019[editar | editar código-fonte]

Nos dias 19 e 20 de janeiro de 2019, foi realizada a segunda edição do torneio, novamente em Auckland. A seleção Mariya enviou uma equipe profissional feminina e uma equipe sub-14 masculina. Estas enfrentaram, respectivamente, as equipes Mauri e Toki Toa, que representaram os povos aborígenes maori da Nova Zelândia. Cada confronto foi realizado duas vezes. Com isso, a equipe feminina venceu o primeiro jogo contra a equipe Mauri por 5 a 1 e perdeu o segundo jogo também por 5 a 1. Enquanto isso, a equipe sub-14 masculina venceu os dois jogos contra a equipe Toki Toa, o primeiro por 4 a 1 e o segundo por 4 a 2.

Trans-Tasman Clash of the Cultures 2020[editar | editar código-fonte]

No dia 18 de janeiro de 2020, foi realizada a terceira edição do torneio. A seleção Mariya enviou para a Nova Zelândia quatro equipes, duas masculinas, uma profissional e uma sub-14, e duas femininas, uma profissional e uma sub-14. Todas as partidas foram disputadas contra a NZ Maori, que representa os povos aborígenes maori da Nova Zelândia. As equipes femininas profissional e sub-14 perderam, respectivamnete, por 3 a 2 e 4 a 0. Enquanto isso, a masculina sub-14 venceu por 2 a 0 e a profissional empatou por 1 a 1.

Referências[editar | editar código-fonte]