Selva de Calais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Panorama da "Selva de Calais"

Selva de Calais, também chamado de Abrigo de Calais, foi um acampamento improvisado de migrantes e refugiados localizado num terreno baldio na zona portuária da cidade francesa de Calais.[1] O local recebeu a alcunha de "Selva" pelas condições precárias de vida que os imigrantes viviam ali.[2]

O local, que foi desmantelado em 2016, foi estabelecido como acampamento improvisado durante mais de uma década e tornou-se um símbolo da incapacidade de França de resolver a pior crise migratória da sua história pós-guerra.[3] Foi também o maior abrigo temporário de imigrantes e refugiados, e também a maior favela na Europa ocidental.[2]

Conforme Emmanuelle Cosse, ministra de Habitação da França, o local chegou a amontoar entre 7.000 e 10.000 migrantes que queriam apenas atravessar o Canal da Mancha para o Reino Unido através do Eurotúnel.[4] Para tentar chegar ao Reino Unido pelo Eurotúnel, os migrantes ficam acampados em Calais, de onde saqueiam e depredam caminhões de carga.[5] Por conta disso, quase diariamente haviam confrontos entre a polícia e os migrantes.[1]

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b jn.pt/mundo/ Fogo posto marca a demolição da "Selva" de Calais
  2. a b veja.abril.com.br/ Termina a evacuação da ‘selva’ de Calais, maior favela da Europa
  3. jn.pt/ Milhares de migrantes saem da "Selva" de Calais
  4. brasil.elpais.com/ Paris enfrenta a direita e abre um campo de refugiados
  5. «Eurotunel sofre 17 mil tentativas de invasão durante madrugada» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a França é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.