Sematologia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Sematologia [do grego sema, semato = sinal + logos = discurso] – Termo cunhado por Benjamin Humphrey Smart e pela primeira vez mencionado em seu livro "Outline of Sematology" (Esboço da Sematologia), publicado em 1831, para designar a "doutrina dos símbolos como expressão do pensamento ou do raciocínio; a ciência de indicar o pensamento por símbolos", sendo essa a definição do termo nos principais dicionários de língua inglesa, como o Webster e o Oxford.

Seguindo-se essa definição que, se há de convir, é bastante ampla, enquadram-se como classes de sematologia, entre outras, a linguagem de sinais e a mímica, tanto a utilizada em espetáculos como a que se usa na diversão que leva esse nome.

Uso do Termo na Doutrina Espírita[editar | editar código-fonte]

O termo sematologia é utilizado na Doutrina Espírita para designar a transmissão do pensamento dos espíritos por meio de sinais, tais como ruídos, batidas, movimento de objetos, etc. Em se tratando da sematologia por meio de batidas, é usado o termo tiptologia.

O Capítulo XI de O Livro dos Médiuns se intitula "Da Sematologia e da Tiptologia".

Ícone de esboço Este artigo sobre comunicação é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.