Semiosfera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde julho de 2019). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.

A semiosfera é o campo da semiose na qual os processos de signos operam no conjunto de todos os ambientes interconectados. O conceito foi cunhado por Yuri Lotman em 1982 e foi expandido para muitos campos, incluindo os da semiótica cultural, biosemiótica, zoossemiótica, geossemiótica, etc. O conceito é tratado mais detalhadamente na coleção de escritos de Lotman, publicados sob o título Universo da mente: uma teoria semiótica da cultura.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Hoffmeyer, Jesper. Signs of Meaning in the Universe. Bloomington: Indiana University Press. (1996)
  • Kull, Kalevi. "On Semiosis, Umwelt, and Semiosphere". Semiotica vol. 120(3/4), pp. 299-310. (1998)
  • Lotman, Yuri M. "Universe of the mind: a semiotic theory of culture" (Translated by A. Shukman) (1990)London & New York: I. B. Tauris & Co Ltd.
  • Lotman, Yuri M. "O semiosfere". Sign Systems Studies (Trudy po znakovym sistemam) vol. 17, pp. 5-23. (1984)
  • Lotman, Yuri M. On the semiosphere. (Translated by Wilma Clark) Sign Systems Studies, 33.1 (2005)
  • Tataru, Ludmila, and José Angel García Landa (eds.). Семиосфера нарратологии: диалог языков и культур / Semiosphere of Narratology: A Dialogue of Languages and Cultures. Balashov: Nikolaiev. (2013)
Ícone de esboço Este artigo sobre comunicação é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.