Semissíntese

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Semissíntese ou síntese química parcial é um tipo de síntese química que usa compostos isolados a partir de fontes naturais (como materiais oriundos de plantas ou micro-organismos) como materiais de partida. Estas biomoléculas naturais são geralmente grandes e complexas. Por outro lado, na síntese total moléculas maiores são sintetizadas em vários passos, combinando moléculas menores e mais baratas.

A semissíntese é geralmente usada quando a molécula precursora é estruturalmente muito complexa, com produção muito cara ou ineficiente por síntese total. É também possível que o derivado semissintético tenha melhor desempenho que a biomolécula original no que toca à potência, estabilidade ou segurança.

As drogas derivadas de fontes naturais são geralmente produzidas colhendo a fonte natural ou através de métodos semissintéticos: um exemplo é a semissíntese de LSD a partir da ergotamina, que é isolada de culturas do fungo da cravagem. A produção comercial de paclitaxel é também baseada na semissíntese.

A droga antimalárica arteméter (um componente de Coartem) é obtida por semissíntese da artemisinina de ocorrência natural. Esta última é instável devido à presença de um grupo lactona e portanto este grupo é substituído por um grupo acetal por meio de redução orgânica com boroidreto de potássio e metoxilação.[1]

Semissíntese de arteméter a partir da artemisinina

Referências

  1. An Improved Manufacturing Process for the Antimalaria Drug Coartem. Part IMatthias Boehm, Peter C. Fuenfschilling, Matthias Krieger, Ernst Kuesters, and Fritz Struber Org. Process Res. Dev.; 2007; 11(3) pp 336 - 340; (Article) doi:10.1021/op0602425